quinta-feira, 25 de setembro de 2014

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 767

Arte de capa por John Romita Jr.

Arte de capa alternativa por Alex Maleev
 - Captain America n° 8 (Agosto de 2013)

* "Castaway In Dimension Z - Parte 8", história escrita por Rick Remender, desenhada por John Romita Jr., artefinalizada por Klaus Janson, Scott Hanna, colorizada por Dean V. White, editada originalmente por Tom Brevoort

Publicada no Brasil, pela Editora Panini, na revista Capitão América & Gavião Arqueiro n° 7 ("Náufrago Na Dimensão Z - Parte 8"), letreirizada por Gisele Tavares, traduzida por Fernando Lopes e Jotapê Martins e editado por Paulo França

A agonia dá lugar à dormência. O corpo cansado já não vê sentido em avisar ao cérebro que está ferido. É como os homens feridos no campo de batalha que alucinam... antes de morrer. Steve está sendo incessantemente espancado pela criatura que veste um uniforme parecido com o seu. A seu lado... um rosto... que ele conhece: Ian, seu filho. Antes do próximo golpe, porém, ele se lembra que não tem filho. Ian é filho de Zola... apesar de Steve tê-lo criado. Agora, o garoto está se responsabilizando por sua morte.

Ian e a criatura contam coisas terríveis sobre a mãe de Steve. De que ele foi responsável por ela trabalhar até morrer e que ele entrou para o exército para esquecê-la. Não é verdade. Ela foi a razão pela qual Steve se tornou um soldado. A razão pela qual ele lutou pela América. A voz de Ian... está distorcida e confusa... Sinais da manipulação de Zola. Steve reza por mais forças. Forças para levar Ian a um lugar seguro. Forças para continuar lutando. Ele ignora as palavras ofensivas de Ian. Ignora também a ferida em seu estômago... as lesões em seu peito... o frio sangue correndo delas. Sangue que já perdeu demais. Sua visão fica turva. Ele vê luzes e estrelas. O mundo se torna negro... depois de todo esse tempo. Mas ele tem que se levantar, não pode falhar agora. Ele precisa mostrar a seu filho tudo o que Zola lhe fez. Precisa ver que o que faz é correto. O protegeu dessa vida. O ensinou a lutar. Steve derrota a criatura, ferindo-a mortalmente com o escudo. Mas Ian reage com violência contra ele. Ian o acusa de ter sido induzido a ser fraco. Mas Steve só lhe mostrou sua força... o salvou de Zola.

Ian continua espancando o exausto Steve Rogers, cheio de ódio pelas palavras de Zola o terem convencido que ele foi retirado de um destino mais nobre do que viver nas cavernas. Mas Steve sabe que, assim, ele teria se tornado um monstro como o pai. É impossível chegar até a razão de Ian. Ele está plenamente convencido. Assim que o garoto lhe aponta a arma... Steve é obrigado a golpeá-lo.

Enquanto Ian jaz desacordado atrás dele, Steve segue para sua missão. Ele deve sair. Voltar a Terra. Reagrupar. Só depois voltará trazendo ajuda. Reed Richards, por exemplo, poderá ajudá-lo. Por um momento, uma ideia terrível ocorre a Steve. E se não for controle mental? E se Ian realmente sentir esse ódio? E se ele realmente o odeia.

Assim que chega a ponte, Steve percebe que Ian já se levantou e o perseguiu, armado e carregando o escudo da criatura. Ian o questiona do porque seu nome indicar que ele protege apenas uma parte do mundo. Para o garoto, isso é sinal de arrogância. Enquanto discursa, Ian crava o escudo dentado nas costas de Steve. Apontando uma arma para o herói tombado, o garoto se incomoda quando é chamado de Ian. Seu nome é Leopold. Nome que seu pai, Zola, lhe deu. Steve diz que ele tem o poder da escolha. O poder de escolher seu nome. Seu destino. Ser quem ele realmente sente que é. Essa compaixão faz o garoto perceber que seu nome... realmente é Ian. E que Steve é seu pai. Ainda com lágrimas nos olhos, Ian ainda aponta arma para Steve. É então... que o garoto é alvejado com um tiro no pescoço. Seu corpo ensanguentado cai pela ponte... até fossa fervente logo abaixo. Horrorizado, Steve vê seu filho morrer. Atrás dele, alguém que imagina tê-lo salvo do garoto: Sharon Carter.

Continua...

2 comentários:

Anônimo disse...

"É então... que o garoto é alvejado com um tiro no pescoço. Seu corpo ensanguentado cai pela ponte... até fossa fervente logo abaixo. Horrorizado, Steve vê seu filho morrer. Atrás dele, alguém que imagina tê-lo salvo do garoto: Sharon Carter."
NÃAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAOOOOOOOOOOOOOO

Olha só, as primeiras estórias desse arco estavam bem chatas, mas foram melhorando. E olha isso, como ficou legal!!Oh, o drama <3


beijos
Lisbeth

Marcos Dark disse...

Chama-se desesepero do roteirista. Coitado do Remender...