domingo, 30 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 410

 - Adventures of Captain America n° 2 (Novembro de 1991)
Publicada no Brasil na revista As Aventuras do Capitão América n° 2 ("Traído Pelo Agente X")

História: 

* "Betrayed By Agent X" - Escrita por Fabian Nicieza e Kevin Maguire, desenhada por Kevin Maguire, artefinalizado por Joe Rubinstein

Graças aos reflexos que adquiriu em seu intenso treinamento, somado a superforça pelo soro do supersoldado, Steve consegue se esquivar dos ataques e derrotar um grupo de contrabandistas de armas do exército. E ainda descobre que as armas seriam enviadas para aliados dos nazistas. Antes de sair do galpão, Steve prende os contrabandistas em uma enorme caixa e avisa a polícia. Nada mal para sua primeira missão (ainda que independente de ordens superiores).

Steve volta a sua vida corriqueira dentro do quartel, informando o Coronel Fletcher, que sabe de seu disfarce, de que está tudo indo bem. Mas não chega a informar sobre sua "missão secreta". O Coronel, no entanto, sente certo incômodo e desconfiança diante da notícia que aparece nos jornais: "Contrabandistas capturados por mascarado...". Confiante, Rogers já planeja uma nova investida contra os contatos alemães dos contrabandistas.

Andando pelo quartel, Steve encontra um jovem metido em confusões por prometer cigarros aos soldados. O jovem tenta argumentar com seus insatisfeitos "clientes" que o último carregamento não veio devido a uma tragédia familiar ocorrida com o motorista que lhe traz a mercadoria. Quando Steve chega perto do burburinho, o garoto, falando sem parar, o trata como se fosse o fictício motorista, perguntando sobre a tal mercadoria. Com a desculpa de que irá tratar desse assunto com seu "sócio", o jovem se livra da surra. E é assim que Steve Rogers conheceu o sagaz mascote do regimento, James Buchanan Barnes, também conhecido como Bucky.

Naquela noite... tudo parece quieto nos estaleiros Woodbridge, na Virgínia. Mas, no perigoso mundo do contrabando, quietude é sinônimo de encrenca. Steve localiza os alemães que estão levando as armas americanas. Ele aborda o caminhão que as transporta, mas o motorista acaba fazendo com que ele caia com parte da carga para fora. O caminhão dá ré, com a intenção de matar Steve, que é protegido por uma das caixas de munição que caíram com ele. Quando volta a fugir, o motorista não percebe a caixa sendo arrastada... soltando faíscas. A explosão mata os alemães diante de Steve. O final explosivo da operação pró-nazista causa comoção. Todo mundo quer descobrir mais sobre o vigilante mascarado. Essas notícias, inclusive, chegam ao quartel e Steve começa a ficar encrencado. Seu braço ferido, a irritação do Sargento Duffy por não encontrá-lo na checagem das camas à noite... e o fato da tenente Cinthya Glass levá-lo faz com que o "herói" se preocupe por ter sido descoberto.

O motivo pelo qual Steve foi reconvocado para falar com os superiores que sabem seu segredo é ainda mais surpreendente do que a advertência que iria tomar. Na verdade, eles encontram evidências ainda mais contundentes do que suas escapadas. Steve se depara... com os desenhos que fazia nas horas de folga, criando fictícios uniformes de um suposto super-herói. Em poder desse material, os militares acham... que pode ser uma boa idéia. Criam, então, um uniforme baseado em seus rascunhos.

Mais tarde, um mascarado, dessa vez enviado pelo próprio exército, frustra um ataque a um dos juízes militares do caso dos contrabandistas. E ainda descobre que o informante americano dos alemães é o chofer, coincidentemente um dos quatro candidatos para o teste com o soro do supersoldado. O mascarado diz que seu nome é... Capitão América.

Nas semanas que se seguem, um herói lutando pelo povo norte-americano entra em cena. Ninguém sabe quem ele é ou de onde veio, mas de uma coisa todos os cidadãos estão certos... que encontraram um símbolo de liberdade. Um herói chamado... Capitão América.

Dias depois, Steve é informado que a tenente Cindy e o coronel Fletcher foram capturados por vilões nazistas enquanto o herói se apresentava em um programa de rádio com a primeira dama. Além disso, três soldados morreram no ataque. O Capitão América pensa em agir rápido, mas seu general o proíbe de agir para não perdê-lo. Steve interpreta essa "preocupação" como uma espécie de proteção do novo símbolo americano, que é o que se tornou. Então, ele decide agir por conta própria. Sua primeira parada é em uma prisão militar no distrito de Colúmbia, onde interroga o chofer Hodge, que traiu os militares em favor aos alemães. Hodge reluta no começo, mesmo porque as vítimas são velhos conhecidos dele, uma vez que foi recusado no teste com o supersoro. Mas, furioso, o Capitão o faz confessar sobre onde pode encontrá-los.

Continua... 



sábado, 29 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 409


- Adventures of Captain America n° 1 (Setembro de 1991)
Publicada no Brasil na revista As Aventuras do Capitão América n° 1 ("Primeiro Vôo da Águia")

História: 

* "First Flight Of The Eagle" - Escrita por Fabian Nicieza e Kevin Maguire, desenhada por Kevin Maguire, artefinalizado por Joe Rubinstein

1940: Um jovem Steve Rogers se horroriza com as imagens do avanço nazista na Europa. Indignado, ele só quer fazer algo a respeito. É então que toma a decisão de se alistar. Porém, sua frágil saúde, resultado das mais diversas doenças que adquiriu durante sua vida de pobreza, faz com que ele não seja aprovado. Ainda indignado, é surpreendido com um militar que lhe oferece uma chance de ajudar o país. Acompanhando a comitiva militar, está a bela tenente Cinthya Glass.

Despedindo-se de seus amigos, Steve é levado para um prédio onde outros três candidatos são apresentados como potenciais soldados especiais. Steve, de fato, é o que menos consegue resultados nos testes, tanto de força física, resistência ou mesmo estratégia. Porém, um fator chama a atenção dos responsáveis pelo projeto: sua corajosa persistência. Durante as horas vagas, Steve utiliza seu talento com artes e rabisca uma espécie de uniforme, como se fosse um super-herói americano. Com alegria, ele descobre que foi o candidato selecionado para o novo experimento.

O experimento consistia em administrar-lhe uma nova fórmula, criado por um dissidente alemão, e bombardeá-lo com uma poderosa energia conhecida como raios vita. Para a surpresa dos presentes ao experimento, o resultado é que Steve, que nesse meio tempo vinha sendo treinado exaustivamente, adquiriu incrível massa muscular. No entanto, as comemorações logo cessam, já que Dr. Erskine, responsável pelo experimento, é morto por um espião infiltrado no laboratório. Transtornado, Steve ataca o espião e o joga contra a máquina geradora dos raios vita, destruindo-a. O vilão acaba encostando-se a fios de alta tensão e morrendo.

Dias depois, descobre-se que cientistas ligados ao experimento também estão sendo mortos. É então que o exército dá uma nova identidade para Steve e o esconde em um regimento do exército. Para tornar o disfarce ainda mais perfeito, Steve tem que se passar por incompetente. 

Durante sua passagem pelo regimento, Steve presencia ladrões de armas no quartel e, ao invés de denunciá-los, decide bancar o herói e segui-los. Encontra-os em um galpão que serve de esconderijo e os aborda. Porém, os ladrões não parecem estar impressionados com aquele único homem, mesmo estando armado. Talvez pelo fato de que, sem que Steve saiba, um de seus comparsas presenciou a invasão do "herói" e agora está logo atrás dele... prestes a desferir um golpe de machado.

Continua...
A+:

- Ryan Meinerding, artista que criou a arte conceitual para o filme Capitão América: O Primeiro Vingador, inspirou-se nessa minissérie para criar o primeiro visual do herói no cinema, com óculos de aviador cobrindo seus olhos. Mais especificamente, essa idéia surgiu justamente da parte em que Steve, na minissérie, decide ir atrás dos contrabandistas e utiliza os óculos para não ser reconhecido facilmente.

- Steve Rogers nasceu em 4 de julho de 1917.

- Outra simbologia utilizada na mitologia do personagem: em sua família, ele tem um tio chamado... Sam. Acontece que Tio Sam é o nome de outro famoso personagem que simboliza o povo americano.

- Por falar em família, é revelado que os pais de Steve Rogers se chamavam Joseph e Sarah, ambos imigrantes... irlandeses. O pai foi morto em 1920 e a mãe morreu (de pneumonia) em 1934.

- O escritor argentino Fabian Nicieza fez seu nome nos anos 90, principalmente escrevendo para as revistas interligadas dos mutantes X-Men. É de sua autoria, por exemplo, a criação da revista X-Force, juntamente com o polêmico desenhista Rob Liefeld. Esse trabalho, na verdade, já vinha sendo feito dentro da revista Novos Mutantes, que se transformou na X-Force. Entre outros personagens criados, está Deadpool, também com Liefeld.

- O desenhista Kevin Maguire ficou famoso pelo seu trabalho com a Liga da Justiça, no final dos anos 80. Seu característico desenho abusa de expressões faciais dos personagens, ideal para o clima de humor das histórias da Liga daquela época. De fato, quando Maguire assumiu a arte dessa minissérie do Capitão América, imaginou que seria feito algo parecido. Porém, apesar de seu desenhos parecerem engraçados em algumas cenas, o verdadeiro humor era feito, na época da liga, pelos escritores Keith Giffen e J.M. DeMatteis. Aqui, sob o roteiro de Fabian Nicieza, a história é mais verborrágica e com alguns tons de humor... graças ao traço e o enquadramento de Maguire. Desde que deixou de ser desenhista oficial da liga, Maguire trabalhou mais como capista de várias revistas. Vez ou outra, no entanto, é possível ver suas novas incursões nas páginas da revista (como foi o caso dessa minissérie).

sexta-feira, 28 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 408

 - What If... 29 (Setembro de 1991)
Publicada no Brasil na revista Grandes Heróis Marvel n° 39 ("O Que Aconteceria Se O Capitão América Tivess Formado Os Vingadores?")

História: 

* "What If Captain America Had Formed The Avengers?" - Escrita por George Caragonne, desenhada por Ron Wilson, artefinalizado por Ralph Cabrera

Derrotado anteriormente por Namor, o agente Frank Castle retorna... mas, desta vez, ele usa uma armadura metálica alimentada por energia solar... projetada por um milionário colaborador da SHIELD chamado Anthony Stark. Castle, agora, é a última palavra em máquina de guerra.

Pouco depois de capturarem Namor e o estranho homem dentro de um bloco de gelo, uma nave da SHIELD retorna à sua base. Pouco a pouco, o gelo envolta do corpo vai se derretendo até que, para a surpresa dos agentes Castle, Clint Barton e Jasper Sitwell... o homem congelado abre os olhos. Em um impulso, ele salta e diz se lembrar que Nick Fury e seus homens estão mortos... e que ele é o Capitão América. Mas... como, se o Capitão América é o atual presidente dos Estados Unidos? Para mostrar que não se trata de um truque, o suposto Capitão pede que o testem. De fato, seus reflexos são de um supersoldado. Até mesmo Castle, utilizando sua armadura, acaba sendo derrotado.

O Capitão América se lembra apenas de estar voltando pra América em um navio com Nick Fury e os outros supersoldados... em fevereiro de 1942. Namor, solto de sua prisão pelo Capitão, complementa dizendo que é provável que o herói tenha sido congelado em um bloco de gelo e encontrado pelos esquimós, que pensaram que ele fosse algo sobrenatural. E o fato de estar em animação suspensa evitou que envelhecesse. Mas, quarenta anos depois, o mundo é bem diferente do que Steve lembrava. Namor ainda conta sobre o homem mais poderoso do mundo que roubou o nome e a face de Steve Rogers. Dos agentes presentes, apenas Castle parece acreditar no Capitão América. Por isso, ele não pensa duas vezes em eliminar Barton e Sitwell, ação que é repreendida pelo Capitão e por Namor, que ainda não confia no homem de armadura. Mas o herói sabe que não é hora de brigarem. Ao contrário disso, unem forças e se tornam os primeiros... Vingadores.

O trio de vingadores sobrevoa a Colúmbia Britânica, no Canadá, a procura de um novo integrante para o grupo. Logo, encontram o homem conhecido como Logan, que está oferecendo incrível resistência contra os supersoldados. Logan se lembra do Capitão, pois o encontrou em Madripoor, em 1941. O canadense surpreende a todos quando se transforma em uma fera albina e os ataca. Essa raiva se deve a Logan pensar que aquele Capitão é o mesmo tirano da América. Porém, o grupo explica a situação e ele decide se unir aos vingadores... pelo simples prazer de esmagar os supersoldados que tanto odeia. O Logan dessa realidade pode se transformar em uma criatura que as lendas locais chamam de wendigo. No entanto, os caçadores lhe deram outro nome: Hulk.

Na residência do Dr. Henry Pym, em Leonia, Nova Jérsei... o grupo parece ter chegado tarde demais. Pym, que poderia ser um importante aliado, foi morto. Em sua casa revirada encontram um ladrão... chamado Sam Wilson. Sam sente nojo ao ver o Capitão, também por achar que se trata do presidente que discriminou e perseguiu sua raça. No entanto, o herói explica que eles estão formando um grupo para vingar todos os anos de opressão. Convencido, Sam aceita se juntar ao grupo (apesar dos protestos de Castle, fruto de uma doutrinação racista). Utilizando um uniforme criado por Pym e tomando cápsulas especiais que o cientista criou para alterar seu tamanho, Sam Wilson se torna o herói conhecido como... Gigante.


Pouco depois, em Westchester, Nova Iorque, o grupo encontra um enfurecido homem nos escombros de uma mansão que abrigava mutantes. Mutantes esses que agora estão mortos a seus pés. O homem se lembra do Capitão. Quando se encontraram pela última vez, ele era apenas um garotinho sendo resgatado em um campo de concentração. Confuso, ele não entende porque o homem que o salvou no passado se tornou um tirano capaz de matar todos os seus alunos mutantes. Magnus também fica sabendo que o verdadeiro Capitão América voltou... e decide unir-se aos vingadores com o nome de... Magneto.

Os novos vingadores seguem para o porta-aviões da SHIELD e descobrem que a descomunal estrutura é mantida no ar pela energia de um homem que parece gerar raios. Preso pela faixas de Cyttorak (confiscadas quando o governo eliminou o místico conhecido como Doutor Estranho), o homem consegue se libertar assim que os Vingadores atacam a nave. Agora, Thor está livre novamente.

Enquanto os Vingadores lutam contra centenas de supersoldados, o Capitão América é orientado a seguir para uma porta de aço, capaz de abrir apenas com suas digitais (idênticas ao do presidente Rogers). Por trás da porta está o professor Erskine, criador do soro que ampliou a força do Capitão. Esse mesmo soro tem mantido o cientista vivo, com a intenção de também manter o presidente saudável.

O presidente Rogers, alertado sobre a invasão, encontra o verdadeiro Capitão e Erskine (que agora está horrorizado com o que seu suposto herói foi capaz de fazer) e revela ser... o Caveira Vermelha. Na época em que se pensou que o vilão havia sido morto, na verdade, graças ao cientista Arnim Zola, foi criado um novo corpo onde sua mente havia sido inserida. Esse corpo, cópia do corpo perfeito de Rogers, serviu de disfarce para que o vilão atacasse o submarino onde se encontravam Fury e seu exército. Desde então, acreditando que o verdadeiro Capitão também estivesse morto, o Caveira Vermelha, se passando pelo herói, conquistou a confiança do povo americano... bem como do mundo todo. Quando o Caveira aponta uma arma para o Capitão, Erskine salta em sua defesa e é morto. O herói atira o Caveira contra um painel, onde a eletricidade o mata. 

Debilitados, os vingadores, juntamente com o Capitão, enfrentam a última horda de supersoldados... sacrificando suas vidas para deter de vez os opressores da América.

"Anos depois, quando as feridas começam a cicatrizar... a América encontra sua identidade... uma nação para todos os homens, sem discriminação de raça, credo ou cor. Vocês viram um país onde alguns homens eram semelhantes, mas nenhum deles era igual ao Capitão América. Talvez não seja necessário um mundo de homens com a força física do Capitão América... basta um mundo de homens que, como ele, acreditem em seus ideais."

quinta-feira, 27 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 407

 - What If... 28 (Agosto de 1991)

Publicada no Brasil na revista Grandes Heróis Marvel n° 39 ("O Que Aconteceria Se O Capitão América Não Tivesse Sido O Único Supersoldado na 2ª Guerra Mundial?")

História: 

* "What If Captain America Were Not The Only Super Soldier In World War II?" - Escrita por George Caragonne, desenhada por Ron Wilson, artefinalizado por Ralph Cabrera

Durante um programa de televisão, no qual está sendo entrevistado, o Capitão América resume sua origem:

"Em dezembro de 1940, eu era um cidadão comum, freqüentador de cinemas, quando a realidade fria me atingiu. Os cine jornais mostravam uma Europa sob a opressão nazista. Eu queria fazer alguma coisa... então, me apresentei ao serviço militar... mas fui considerado fraco demais. Contudo, me ofereceram a chance de participar de um experimento desenvolvido pelo governo. Aceitei... e me deram o Soro do Supersoldado, criado pelo Dr. Abraham Erskine. Ele me transformou de um ser frágil numa máquina de guerra quase perfeita... o Capitão América. Eu seria o primeiro de um exército poderoso, como o mundo jamais viu.

Erskine tinha grandes planos pra esse soro. Ele virtualmente acabaria com as doenças... a fraqueza... a debilidade. Mas esse sonho, como tantos outros, foi apagado pelas mãos da tirania. O Dr. Erskine foi assassinado e, com ele, a fórmula que nunca havia sido passada para o papel. Não haveria mais supersoldados como eu. Eu teria que lutar por todos aqueles que perderam essa oportunidade. E é o que tenho feito desde então."

O entrevistador pergunta como teriam sido as coisas se Erskine sobrevivesse? Se a fórmula do soro não se perdesse. E a partir dessa pergunta, o alienígena conhecido como Vigia mostra ao leitor uma realidade alternativa onde as coisas aconteceram bem diferentes para o herói. Nessa realidade, quando o entrevistador questiona Steve Rogers, presidente dos Estados Unidos, ele conta uma versão bem peculiar:

"Eu sou apenas um homem que teve sorte de poder servir a seu país. Mas, meu caro, minha carreira quase terminou antes de começar. Em Dezembro de 1940, quando recebi o Soro do Supersoldado, que me transformou num guerreiro quase perfeito... um assassino nazista atacou o Dr. Erskine, o criador do soro. Nem quero pensar nas conseqüências se eu não tivesse agido a tempo... Mas, graças a Deus, tudo acabou bem e o soro foi salvo. 

Hoje, todo americano goza desses benefícios... perfeição física, imunidade a doenças e fraquezas. Até as agruras da velhice foram amenizadas."

Depois do programa, o presidente Rogers é acompanhado por seus seguranças e agentes. Suas ordens são severas no que diz respeito a um problema na America do Sul e a outra rebelião... ao qual o presidente ordena que liquide um terço dos rebeldes em nome da nova ordem mundial.

O Vigia mostra fatos do passado, que levaram Steve Rogers a formar um governo fascista. O Steve Rogers daquela realidade também teve um treinamento especial, recebeu um uniforme e um escudo e se tornou o maior herói americano pré-guerra... junto com seu parceiro, Bucky Barnes. A dupla combateu espiões e sabotadores... e o maior opositor ao Capitão América, a ameaça conhecida como Caveira Vermelha.

Então, veio o sete de dezembro de 1941. O ataque japonês a Peal Harbor colocou os Estados Unidos na Segunda Guerra. Também deu um novo destino a Steve Rogers. Ele dispensa Bucky em nome de uma missão de emergência no oeste, que tem que executar sozinho.

Mais tarde, numa base secreta próxima a Alamogordo, Novo México... o agora Capitão Steve Rogers se apresenta para sua missão. Dentro da base, encontra centenas de supersoldados... como ele. Inclusive um famoso sargento conhecido como... Nick Fury. Vários dos supersoldados também carregam escudos, não tão indestrutíveis quanto o de Rogers, mas eficientes. No salão de reuniões, o próprio Dr. Erskine conclama os supersoldados a destruírem, de vez, o alto comando nazista e o próprio Adolf Hitler.

Naquela noite, três bombardeiros XB-35 partem rumo a seus destinos. Observando a cena, estão o Dr. Erskine, o general Phillips... e o projetista de veículos e armas, Howard Stark. 

Oito mil metros sobre Berlim... 22h45min... 24 de dezembro de 1941. Rogers revela aos outros supersoldados que é o Capitão América. Os exército de supersoldados ataca Berlim. Os estrategistas tinham razão... os nazistas estavam totalmente despreparados para um ataque ao coração de seu império. Com violência, os supersoldados abrem um sangrento caminho de destruição nas ruas de Berlim e, finalmente, alcançam seu alvo principal: O quartel-general do Terceiro Reich, onde se encontra o próprio Adolf Hitler. Logo que invadem o local, metralham o vilão conhecido como Caveira Vermelha.

Momentos depois, o panteão do nazismo... Himmler, Göring, Goebbels e o próprio Hitler recebem sua recompensa. Exceto por Hitler, que é capturado, todos são fuzilados pelo Capitão América e seus supersoldados.

Após o ataque, é anunciado que a guerra acabou. Inclusive os japoneses também se rendem. Mas a totalidade dos horrores que os nazistas infligiram à humanidade ainda era desconhecida.

Em um campo de concentração, o Capitão América serve de exemplo para um garotinho judeu que ali estava preso. Seu nome era Magnus e ele nunca esqueceu as palavras e o poder silencioso do homem que o libertou. Por essa razão, o mundo daquela realidade foi poupado da maldade do supervilão Magneto.

Quanto aos supersoldados, eles voltam à agradecida América a bordo do transatlântico Queen Mary, transformado em navio militar. Apesar da vitória, Steve parece incerto e um tanto distante. Pouco depois, o Queen Mary é torpedeado por submarinos alemães que não se renderam no dia 25 de dezembro. E, mais uma vez, as notícias correm o mundo rapidamente. Depois do naufrágio, apenas o Capitão América sobrevive.

A nação chora seus mortos, mas também saúda seu herói... que revela sua verdadeira identidade ao povo americano. Steve Rogers irá liderar uma nova organização internacional pela paz, cujo nome é... S.H.I.E.L.D. 

1943... com Steve Rogers no comando, a S.H.I.E.L.D. cresce rapidamente, o próprio Steve recruta cada candidato a supersoldado. Para sua própria segurança, o Dr. Erskine não aparece mais em público. Ele só recebe Steve Rogers, o homem que considera um filho.

1944... Steve surge na comissão de armamentos do Senado para um estranho pronunciamento. A S.H.I.E.L.D. descobriu que os efeitos do soro do supersoldado desaparecem depois de um ano a dezoito meses... isso se não for usado um componente adicional criado pelo Dr. Erskine. O soro ainda não pode ser produzido em massa para uso civil. Por enquanto, será usado apenas pela S.H.I.E.L.D.

Neste mundo, não houve uma bomba atômica no final da Segunda Guerra. Sem a ameaça da destruição nuclear, não há Guerra Fria. 1948... o presidente Roosevelt ordena a invasão de Moscou pela S.H.I.E.L.D. e derruba a sangrenta ditadura de Joseph Stalin. Graças à S.H.I.E.L.D., a pax americana vai de vento em popa. Os supersoldados americanos não têm rivais no mundo todo.

1956... Steve Rogers, o americano mais popular desde George Washington, é eleito presidente. Ele promete distribuir o supersoro para toda a população. Mas, na prática, informa que foi constatado algo imprevisível. O soro foi criado baseado em seu organismo e funciona melhor em indivíduos como ele. Segundo ele, pessoas "não-brancas" têm características genéticas diferentes... e o soro acaba causando suas mortes. Na verdade, o soro dado aos negros foi envenenado... e o tal componente adicional em 44 foi um truque para isso. 

Algumas vozes se erguem contra a discriminação do soro... e os soldados da S.H.I.E.L.D. respondem com violência. Mas a população vê outra história nos noticiários. Uma versão que mostra que os agentes são feridos ao tentar sufocar uma revolta de negros. O presidente responde com um decreto... e, como aconteceu aos americanos de origem japonesa, a maioria da população fechou os olhos para os novos campos de contenção. O presidente oferece a perfeição a quem é leal a ele. Os outros não recebem sua dose mensal do componente adicional. Uma nação de seres humanos perfeitos... a América nunca prosperou tanto em toda a sua história.

Décadas se passam e a prosperidade sangrenta do presidente Rogers o torna popular o bastante para que seja reeleito várias vezes. O soro do supersoldado, inclusive, retarda seu envelhecimento.

No Ártico, próximo ao local onde, no passado, os alemães afundaram o Queen Mary, um furioso Príncipe Namor, que culpa os americanos pela destruição de seu reino, encontra uma tribo de esquimós que adora um ídolo dentro de um bloco de gelo. Ao se aproximar, Namor vê congelado no interior do bloco, um homem chamado... Steve Rogers!

Continua...

quarta-feira, 26 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 406

 - Captain America 392 (Setembro de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 189 ("O Sexo Forte - parte 3")

História: 

* "Superia Unbound" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Rik Levins, artefinalizado por Danny Bulanadi

Supéria detalha seus planos. Sua intenção é esterilizar as mulheres do planeta, deixando apenas as vilãs em sua cidadela como férteis. Com isso, se tornarão o recurso mais vital e precioso da humanidade. Para que a espécie humana sobreviva, o mundo terá de acatar todas as suas exigências. Antes que o Capitão América tente atacar a vilã, ela ordena que ele seja atacado por Granada, Arco Voltaico, Mystéria e Vaqueira.

Arco Voltaico é a primeira a atacar, esmurrando o escudo com força ampliada e liberando luminosidade. Mas isso ofusca Granada e o Capitão aproveita para jogá-la em cima de Arco Voltaico. Quando as mãos de Granada, capazes de causar explosão, tocam a colega... uma é nocauteada e a outra fica atordoada. Enquanto isso, Mysteria tenta usar névoa para asfixiar o herói e Vaqueira laça seu pescoço. Mas o Capitão consegue pegar o laço da vilã e jogá-la contra sua parceira. Porém, Arco Voltaico e Granada já estão de volta a batalha. O Capitão atinge Mysteria com seu escudo, que solta sua varinha eletrificada, atingindo a perna de Granada... que cai e causa uma nova explosão. Quando resta apenas Arco Voltaico, apesar de estar confusa com tanta névoa, ela é atacada por um vulto... sem substância. Trata-se de uma ilusão de trevas de Mamba Negra, que se recuperou e auxilia o Capitão. Agora eles tem que avisar os Vingadores que o míssil deve ser interceptado.

A sala de rádio é fortemente vigiada. Capitão América pergunta sobre os poderes de Mamba Negra, capaz de moldar escuridão... e tem uma ideia. Ela molda a forma de Supéria e o herói se mantém dentro dela. As seguranças da sala de rádio, imaginando ver sua mestra, o deixam passar. O herói consegue contatar Peggy Carter e avisar sobre o perigo que a humanidade corre... mas a ligação é interrompida pela verdadeira Supéria. Com o escudo, o Capitão se defende de uma rajada de Supéria e pula pela janela da torre. Supéria o segue. Fugindo das rajadas da vilã, o herói se depara com uma barreira invisível. O Campo de força da ilha. Apelando para o orgulho da vilã, o Capitão América a desafia a enfrentá-lo sem seus raios, enquanto ele abrirá mão do escudo. Supéria aceita. Apesar da agilidade e força superiores da vilã, o herói consegue golpeá-la. O Capitão tentar irritá-la, dizendo que está sendo derrotada por um homem. Supéria dispara seus raios contra o escudo durante quase um minuto. Com isso, o herói alcança seu intento. O campo de força é atingido pela energia dos raios. Agora, Femizônia está sem defesas contra os malefícios do foguete de esterilização. A vilã simplesmente se afasta.

Vinte minutos depois, o Capitão está no ponto de encontro, próximo a embarcação que os trouxe. Mas apenas Mamba Negra comparece. Para piorar, algumas vilãs estão investigando o local. Ao chegar perto delas... o Capitão constata que são Paladino, Áspide... e Cascavel.

Minutos depois, o grupo rouba um barco e foge da ilha. De repente, a embarcação simplesmente pára. Os sistemas estão apagados. Ao contrário do que imaginam, não é um ataque de Supéria... mas uma nave dos Vingadores que sobrevoa o grupo.

Peggy informa o Capitão que entendeu sua mensagem, mesmo sendo cortada e informou o vingador Quasar, que levou o foguete para o espaço. Quando o Capitão tenta organizar um ataque à ilha (convocando outros vingadores) Visão informa que não há nenhuma ilha nas redondezas. O campo de força, que deve ter sido reativado por Supéria, faz com que o local se torne invisível. Desta vez, a vilã escapou.

terça-feira, 25 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 405

 - Captain America 391 (Setembro de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 189 ("O Sexo Forte - parte 2")

História: 

* "No Man's Land" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Rik Levins, artefinalizado por Danny Bulanadi

Na Ilha conhecida como Femizônia, a vilã Supéria dá andamento no experimento que irá transformar o Capitão América e o Paladino em mulheres. Reunindo todas as supervilãs, Supéria explica que, no futuro, a maior parte da América do Norte será conhecida como Femizônia, sendo governada por mulheres, lideradas pela guerreira conhecida como Tundra. Cabem a elas, no presente, deflagrar a guerra que levará a esse futuro.

Temerosas pelo desenrolar dos fatos, Áspide e Mamba Negra vão até o laboratório onde Capitão América e Paladino estão passando pelo experimento conhecido como feminização, que os transformará em mulheres. Com a ajuda das duas, Capitão América consegue tirar a máscara que permite que respire dentro do tanque de produtos químicos. As cientistas não o veem reagir, concluindo que ele ainda está desacordado. Mas o herói estava fingindo para que elas retirassem os eletrodos e tubos endovenosos de seu corpo, permitindo que destrua o tubo e escape. 

Como mais soldados se aproximam, o herói decide se esconder para planejar o próximo ataque. A prioridade agora é resolver como o Paladino e ele vão transitar pela ilha sem chamar atenção. Mamba Negra dá a ideia de eles se disfarçarem com uniformes femininos, enquanto ela e Áspide utilizarão as roupas das guardas desacordadas na luta. É claro que a falta de seio denunciaria a forma dos dois, mas há mulheres de porte mais musculoso, como Anaconda, por exemplo, que tem quase que o mesmo tipo da dupla. Além do que, o fato de passarem rapidamente pela segurança, ajudaria a disfarçar.

Enquanto Paladino e Áspide vão atrás de Cascavel, Capitão América e Mamba Negra partem para recuperar as armas. O ponto de encontro do grupo será o navio que os trouxe. Dentro da sala onde estão as armas e as roupas dos heróis, Mamba Negra ataca uma guarda com suas trevas. Capitão, desconfiado, pergunta se esse ataque não é fatal e ela confirma que não. Recuperam o escudo e a arma do Paladino.

Supéria os surpreende. Capitão América tenta dominá-la, mas é rechaçado por um campo de força. Mamba Negra é nocauteada, mas dá tempo para o Capitão América se recuperar. O herói tenta irritar Supéria, distraindo-a para que ele possa se posicionar e danificar a plataforma flutuante onde ela se encontra. Superia escapa e chama a atenção do herói para um monitor, onde mostra um foguete do outro lado da ilha. A carga dentro da nave é composta por bombas projetadas para detonar na atmosfera superior... bombas que vão disseminar germes criados pela vilã... suas Sementes de Esterilidade. Superia pretende esterilizar todas a mulheres da Terra.

Continua...
A+:

* Maldade ou não, o mundo de Supéria, retratado nessa história, é um enorme shopping center. Com infinitas escadas rolantes e lojas de roupas de grife, é meio estranho que o mundo ideal, só para mulheres, seja retratado dessa forma. Enfim...

* A guerreira Tundra já veio ao passado e, inclusive, fez parte (durante um curto período) do Quarteto Fantástico.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 404

 - Captain America 390 (Agosto de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 189 ("O Sexo Forte - parte 1")

História: 

* "When Women Wage War" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Rik Levins, artefinalizado por Danny Bulanadi

Tendo invadido o transatlântico S.S. Superia à procura de uma amiga mútua, o sentinela da liberdade e seu colega, Paladino, deparam-se com alguns problemas. Ou melhor, vários, pois a embarcação está repleta de supervilãs.

O Capitão América chega perto o bastante para atacar, mas fica preso no campo iônico de uma das vilãs. Girando o seu corpo, fica em uma posição que lhe possibilita atacá-la com um golpe de escudo, o que o liberta para mergulhar em meio a uma nova multidão de vilãs. Ele reconhece uma delas. Trata-se de Acha-de-Armas, uma ex-lutadora da Federação Peso Ilimitado. São muitos ataques para se enfrentar ao mesmo tempo. Enquanto o herói detém um dardo que é arremessado contra ele, tem que usar o escudo para se defender de Acha e prender a respiração contra Vapor, vilã capaz de agir em forma gasosa. Como se não bastasse tudo isso, Paladino ainda precisa de ajuda.

Girando seu corpo, o Capitão consegue desviar das suas atacantes e chegar até o Paladino, atacando a mutante superforte chamada Frenesi. As chances da dupla, no entanto, não melhoraram muito. Mesmo assim, eles resistem. Duna, vilã formada por areia (tal qual como o inimigo do Homem-Aranha, conhecido como Homem-Areia), dispara jatos de areia contra o escudo. Devido ao seu ataque intenso, outras vilãs não chegam perto.

De repente, a atenção do herói é direcionada novamente para o Paladino, que foi capturado pelas vilãs Frenesi, Pérola Rosa, Titânia e Fofura. Todas elas têm sua força física ampliada e estão prestes a arrancar os braços e pernas de sua vítima. Enquanto se distrai tentando impedir, o Capitão América é atingido pela vilã Nocaute.

Pouco depois, a vilã Dansen Macabra usa dança de dominação para hipnotizá-los e fazê-los confessar o que estão fazendo ali. Apesar de resistir, o Capitão América acaba murmurando o nome de Cascavel. Paladino acaba revelando que o Capitão é gamado na ex-vilã. Apesar de Titânia votar por matar os dois, Sombra da Noite  tem outros planos.

A embarcação chega a uma cidadela, onde encontra a líder desse supergrupo de vilãs: Supéria. Ela revela seus planos para o Capitão América e o Paladino. Não se trata de matá-los, mas torná-los membros de sua causa. Ela irá transformar os dois em... mulheres.

Continua...

domingo, 23 de junho de 2013

 O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 403

- Captain America 389 (Agosto de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 188 ("O Mundo é Das Mulheres - parte 3")

História: 

* "Pageant Of Power" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Rik Levins, artefinalizado por Danny Bulanadi

Paladino recupera-se a tempo de ver o Capitão América, desacordado, afundar nas águas do oceano. Resgatando-o, consegue levá-lo até o escudo, onde o deixa se recompor com o bolsão de ar que se formou em seu interior. Ainda dentro da água, Paladino consegue alvejar a vilã Rocha Lunar, uma vez que o brilho que ela emite a torna um alvo fácil. Quando sua comparsa alada sobrevoa as águas a procura de Paladino, Capitão América, já recomposto, segura fortemente o seu tornozelo. Ela levanta voo, mas o herói não a larga. Mesmo porque já estão alto demais. Em pleno ar, o Capitão América consegue não só desarmar a vilã conhecida como Melro, como também se movimenta a ponto de parar em suas costas e dominá-la. Ele consegue desacordá-la e ambos caem de uma altura de seis metros de volta para a água.

Logo depois, o Capitão, que conseguiu cair de forma a proteger Melro também, encontra com John Jameson e Paladino (que está levando a também desacordada Rocha Lunar). Por sorte, um jato dos Vingadores chega até o local e resgata o grupo. Trata-se do vingador Visão. Todos sobem a bordo e levam as vilãs como prisioneiras. O Capitão América diz ao Visão que primeiro entregue as duas vilãs à polícia e depois, com John Jameson, resgate seu jato. Enquanto isso, juntamente com Paladino, ele irá concluir a missão a bordo de sua ciclovoadora.

A ciclovoadora voa rente a água para evitar ser localizada por radares. Em pouco tempo, Capitão e Paladino encontram um transatlântico. Tudo indica que as vilãs vieram de lá. Depois que o Sol se põe, a dupla invade a embarcação sorrateiramente. Eles veem várias mulheres uniformizadas. Todas elas supervilãs. Apesar de estarem escondidos, os heróis não esperavam que uma das vilãs, conhecida como Ferócia, usasse seu faro animal para revelá-los. Agora, estão sob ataque de um exército de criminosas.

Continua...
A+:

* Uma das vilãs a bordo do transatlântico S.S. Supéria é Sombra da Noite, vista pela última vez em O Diário de Steve Rogers - parte 164. Aparentemente, ela ocupa uma posição de segundo em comando dentro do transatlântico.

sábado, 22 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 402

 - Captain America 388 (Julho de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 188 ("O Mundo é Das Mulheres - parte 2")

História: 

* "Deep Sixed" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Rik Levins, artefinalizado por Danny Bulanadi

Uma versão feminina do vilão Modok domina a mente do piloto John Jameson e o faz jogar a nave em alto mar. Capitão América, Paladino e o desacordado John ejetam e agora flutuam com seus paraquedas. Mas são atacados pela vilã e agora só faltam noventa metros para o impacto com a água. 

A poltrona de John vira pra baixo durante a queda e o ângulo em que permanece pode quebrar seu pescoço. O Capitão América solta o cinto de sua poltrona e tenta alcançá-lo... Mas passa longe da poltrona do piloto. Sua última tentativa é lançar o escudo e, ao acertá-la, finalmente volta a ficar em uma posição mais segura, de forma que o assento amorteça o impacto. Ele mesmo tem que se posicionar de forma que seu corpo caia reto na água, tal qual uma faca. Após o mergulho, o Capitão América solta John da poltrona e o leva para superfície. Ele espera que o Paladino tenha se livrado.

John e o Capitão logo chegam à superfície, graças a um bote inflável que estava na poltrona. Ao subir, o herói constata que o Paladino está vivo. Inclusive diz que conseguiu espantar a sósia de Modok. Como está cuidando de John, o Capitão América pede que Paladino procure por seu escudo. Inacreditavelmente, após um breve mergulho, o Paladino retorna com o escudo e o devolve a seu dono. John acorda. O Capitão entra em contato com Peggy Carter e solicita a presença do vingador Quasar para resgatá-los.

O tempo passa e Peggy não consegue contatar Quasar. O Capitão América, então, pede que, se Quasar não aparecer em meia hora, que ela envie um jato pilotado pelo Visão. O herói prefere dar esse tempo para despistar a criatura que dominou John mentalmente. Porém, repentinamente, o trio é atacado por duas outras supervilãs. O Capitão reconhece a mulher que está atirando rajadas de energia de suas mãos. Trata-se de Rocha Lunar. O Capitão dá um respirador portátil para John e ordena que ele mergulhe. O Paladino, que até então reagia atirando nas vilãs, é facilmente dominado pela mulher que utiliza um uniforme dotado de asas e cai nas águas, afundando. O Capitão prefere submergir, flutuando graças ao bolsão de ar que se forma sob o escudo. Rocha Lunar, mesmo não vendo suas vítimas, continua atirando na água. Uma dessas rajadas atinge o Capitão América... que perde os sentidos.

Continua...

sexta-feira, 21 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 401

 - Captain America 387 (Julho de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 188 ("O Mundo é Das Mulheres - parte 1")

História: 

* "Maiden Voyage" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Rik Levins, artefinalizado por Danny Bulanadi

Avenida West End, Manhattan... Capitão América chega até o apartamento de Cascavel e constata que o teto desabou. Ele se pergunta se ela está em algum lugar debaixo dos destroços e chama por ela. Peggy soube dos distúrbios no quarteirão onde Rachel mora... mas ele não imaginava que fosse uma devastação. Em meio à destruição, ele encontra uma valise metálica com aparelhos eletrônicos na cozinha. Após dez minutos de verificação, ele constata que não há nenhum corpo no apartamento.

De volta a sede dos Vingadores, o Capitão América pede uma informação para a Vespa sobre o paradeiro do mercenário conhecido como Paladino, pois ele pode ter alguma coisa a ver com o desaparecimento de Cascavel.

Três horas depois, Paladino chega até a sede. Ele confirma que viu Cascavel, Áspide e Mamba Negra dois dias atrás, pois estavam hospedadas em sua cobertura desde a prisão da Sociedade da Serpente. O Paladino ainda informa que encontrou um bilhete em que o avisava que iam "caçar serpentes". A conversa é interrompida por um contato de Peggy informando sobre membros da Sociedade da Serpente que foram capturados em Bay Ridge.

Em Bay Ridge, o Capitão América vê dois integrantes da Sociedade sendo socorridos por ambulâncias. Pergunta a Sucuri o que aconteceu, mas ele não sabe ao certo. Diz apenas que um monstro que era só cabeça atacou a nave do grupo e jogou ele e Urutu pra fora. Seria Modok? Sucuri ainda confirma que Cascavel e as outras estavam a bordo.

De volta a sede dos Vingadores, o Capitão América pesquisa sobre Modok, mesmo tendo visto seu corpo no necrotério anos atrás. Pesquisando sobre a organização Ideias Mecânicas Avançadas (IMA), descobre que agora eles se dedicam à geração de armas especiais e até divulgaram a localização de sua unidade central. No andar de baixo, o Capitão se encontra com o Paladino e diz que irá ao Caribe falar com os engenheiros da IMA. Paladino entende o convite e aceita.

Mais tarde, o Capitão América solicita permissão para pousar em Boca Caliente. Paladino se preocupa. Esperava uma ação mais furtiva. Acha que os integrantes da IMA irão atacar. O Capitão o tranquiliza dizendo que o serviço secreto dos vingadores soube que a IMA está se legalizando... e que abandonaram as atividades terroristas. Chegaram até mesmo a mandar um folheto promocional detalhando seu redirecionamento. De fato, a permissão para pousar é concedida.

Minutos depois, o herói pede a John Jameson que deixe a nave preparada pra decolagem rápida. Ele e Paladino são recebidos por Alessandro Brannex, presidente da corporação. Eles seguem para a sede em um dos automóveis elétricos criados pelo grupo.

Dentro da sede, Capitão pergunta se ressuscitaram Modok ou fizeram outro semelhante... Alessandro diz que não, pois Modok causou-lhes prejuízos de milhões e jamais cometeriam o mesmo erro. O herói pede para ver as instalações, mas já espera a resposta de Alessandro, que diz que a equipe de segurança teria objeções.

Os heróis partem, mas o Capitão, de certa forma, conseguiu a resposta que queria. A reação de Brannex confirmou que existe um novo Modok. De repente, um sinal aparece no painel da nave. Cascavel! John Jameson também capta um objeto voador se aproximando rapidamente. O Capitão prefere manobras evasivas para não destruir o elemento surpresa. Depois de bruscas manobras, Capitão nota algo estranho em John... ele entrou em transe e está mergulhando a nave para a morte. O herói golpeia John e toma o controle, mas a nave está mergulhando rapidamente. Eles são obrigados a ejetar e a nave cai no meio do mar. Porém, quando pensavam que estavam em segurança, seus paraquedas são cortados por uma espécie de versão feminina de Modok.

Continua...
A+:

* Primeira edição desenhada por Rik Levins, que ficaria no título, junto ao escritor Mark Gruenwald, por cerca de três anos. Levins desenhou várias edições do grupo de super-heroínas chamado Femforce, para a editora AC Comics. Porém, antes de assumir a arte do Capitão América, já se familiarizou com outros vingadores na própria revista do grupo, a qual desenhou alguns números. Ron Lim assumiria a arte de personagens Marvel com temática cósmica, como a revista mensal do Surfista Prateado e as minisséries do Infinito, criadas por Jim Starlin.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 400

 - Captain America 386 (Junho de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 187 ("Diga-me com quem anda..." - parte 2)

História: 

* "For Righteousness's Sake" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Ron Lim, artefinalizado por Danny Bulanadi

Na sala de treinamento dos Vingadores, Capitão América descarrega sua raiva por ter deixado os Cães de Guarda escaparem levando Bernie. O pior é que nem mesmo o banco de dados do supergrupo pode dar alguma pista, pois os Cães começaram a atuar há pouco tempo.

De repente, uma visita um tanto brusca invade a sala de treinamento: John Walker, o Agente Americano. Ele ouviu no rádio que os Cães de Guarda estão agindo em Nova Iorque. Quando o Capitão confirma que os enfrentou e que uma amiga deles está como refém, o Agente diz que quer estar no resgate. Mas o Capitão prefere agir sozinho. Na verdade, Rogers leu o prontuário do Agente e constatou que ele matou vários Cães de Guarda "no cumprimento do dever". Lá dizia que eles chacinaram seus pais. O resgate requer calma e não vingança. O Agente diz que não está pedindo, mas avisando que vai participar do resgate. O Capitão lembra que, como líder dos Vingadores, ele decide quem vai às missões. O Agente diz que o Capitão não tem mais autoridade sobre ele, pois os Vingadores da Costa Oeste o expulsaram há dois dias. É quando o Capitão pede, já que ele não é mais um vingador, que se retire voluntariamente. O Agente o lembra de que salvou sua vida em Washington, quando enfrentaram o Caveira Vermelha, e está cobrando a dívida. Mas, quando o Capitão diz que não pretende comprometer uma missão em que uma vida está ameaçada, operando com quem tem reputação de perder o controle, o Agente entende a mensagem e se retira.

Mais tarde, Steve explica para John Jameson que o Agente Americano já foi conhecido como Superpatriota. O governo forçou sua entrada nos Vingadores da Costa Oeste, mas, quando as Nações Unidas encamparam a equipe, ele perdeu as costas quentes. Fabian traz possíveis pistas dos Cães de Guarda, inclusive com informações de desaparecimentos interessantes nas últimas seis semanas. Membros de um grupo de rap, uma atriz pornô, um fotógrafo erótico, o dono de uma livraria adulta, um comediante notório pelos palavrões, um defensor do aborto... entre outros. Através dessas pistas, chegam à conclusão que há uma possível nova vítima... "O controverso vernissage de Enrique Parquer, um artista plástico que usava pornografia como tema".

Visitando a galeria de Enrique, no Soho, Capitão América sugere fingir ser o artista no caso dos Cães aparecerem. Mas Enrique se nega, pois tem muito que fazer antes da estreia. O artista nem mesmo acredita que está correndo risco de vida, pois diz que, no dia anterior, um sujeito condenando suas obras também veio falar com ele. De qualquer forma, o Capitão deixa um cartão dos Vingadores com Enrique. O herói vai até o furgão estacionado perto da galeria e aguarda o ataque.

Duas horas e meia depois, dois homens escoltam Parquer pra fora da galeria sem o casaco. O herói pede a John que fique de olho neles enquanto ele também seguirá com a ciclovoadora. O truque é não perder os sequestradores de vista e, ao mesmo tempo, não ser avistado. Duas horas depois, o grupo pára diante de um hotel. O Capitão utiliza um aparelho de pulso, criado por Fabian, capaz de detectar e evitar dispositivos de segurança eletrônica.

Antes de entrar no hotel, cães atacam o Capitão América. Ele os atrai, pois pretende usar os animais para causar confusão ao invadir o prédio. Assim que entra, é seguido pelos cães e joga seu casaco sobre o líder da matilha, sendo que os outros caçam seu odor. Ao arrombar uma das portas, o Capitão encontra... Mike Farrel, seu antigo vizinho, preso em um dos quartos. Ele evita transparecer que, como Steve Rogers, o conhece pessoalmente.

Subitamente, e muito menos discreto que o Capitão, o Agente Americano invade o local. Com o discrição comprometida pela confusão causada pelo Agente, o Capitão se move para o térreo, na tentativa de procurar Bernie. De fato, logo abaixo, o Capitão encontra Bernie junto a outros sequestrados. Repentinamente, o herói sente alguém sorrateiro atrás dele. Ao voltar-se rapidamente... constata que é o Agente Americano.

Dez minutos depois, os reféns são libertados e os cães de guerra foram derrotados, muitos deles feridos... pela violência do Agente Americano, que encontrou o lugar seguindo o Capitão América (graças a um rastreador colocado furtivamente em seu escudo). Por outro lado, ninguém foi morto pelo Agente. Cinicamente, o Agente diz que ele realmente mudou... sua violência agora é mais gentil.

Mike Farrel sai do quarto onde está preso e procura o Capitão. Ele confessa que não está usando uniforme, mas também era um dos Cães de Guarda (algo que Bernie sabia e tentou avisar o herói). Mike diz que se uniu aos Cães por achar que defendiam uma moral mais elevada. Mesmo arrependido, se considera tão culpado quanto os outros. E está se entregando.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 399

 - Captain America 385 (Maio de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 187 ("Diga-me com quem anda...")

História: 

* "Going to the Dogs" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Ron Lim, artefinalizado por Danny Bulanadi

No complexo dos Vingadores, Steve Rogers recebe a visita de Bernie Rosenthal. Desde que ela voltou pra Nova Iorque, liga e aparece todos os dias. Steve percebe que ela quer retomar o namoro, mas atualmente ele só consegue pensar em Rachel, a ex-vilã Cascavel. 

Bernie nota que o aposento de Steve é bem espaçoso e diz conhecer umas lojas de móveis por perto, oferecendo-se a levá-lo. Steve agradece, mas combinou jogar tênis com seu piloto, John, naquela manhã. E à tarde, os vingadores reservas irão treinar. Mesmo assim ela insiste em escolher uns móveis pra ele, pois adora fazer compras.

Mais tarde, enquanto o Capitão América treina os vingadores reserva Rage e Homem-Areia, ele recebe uma ligação urgente de Bernie. Ela afirmava que Mike Farrel, o bombeiro que já foi vizinho de Steve Rogers, está muito encrencado, mas não explicou por quê. Ele até imagina que possa ser uma desculpa pra vê-lo (o que o deixaria muito irritado), mas decide atender o chamado.

Logo depois, no apartamento de Mike, Capitão América ataca homens uniformizados que invadem o local. O uniforme que usam é o mesmo do grupo de censura que atuava no sul do país... os Cães de Guarda. O herói não sabe o que os terroristas querem com Mike, mas não o está vendo no apartamento. Um dos cães de guarda foge em direção a porta e esbarra com... Bernie! Ele a pega como refém e exige que o Capitão largue o escudo... ou ela morre. Após largar o escudo, o criminoso pede que o herói pise em cima dele. Após os outros integrantes acordarem, os cães de guarda deixam uma bomba ativada no apartamento. Ele não explica como ela pode ser ativada. Pode ser uma bomba relógio... ou acionada por toque... ou, quem sabe, por barulho. Logo em seguida, os terroristas partem... levando Bernie.

Tentando se concentrar na bomba, o Capitão América pega uma ferramenta em sua luva e tenta verificar. Ele encontra o cronômetro-detonador. Levanta a tampa e vê os fios ligando o mecanismo explosivo. Ele sabia que a bomba não era acionada por toque ou som, caso contrário o terrorista teria tomado mais cuidado ao carregar. Mesmo assim, não dá pra descartar armadilha contra manipulação. Ele consegue separar os fios... e corta um deles. A bomba está desarmada.

Ao chegar à rua... todos já partiram. E a Berny, também. O Capitão América não entende o que está acontecendo, mas está enfurecido com os Cães de Guarda.

Continua...
A+:

* O Homem-Areia que é treinado pelo Capitão América é o mesmo conhecido inimigo do Homem-Aranha. O vilão reconsiderou muita coisa em sua vida e decidiu se regenerar, a ponto de se tornar um vingador.

terça-feira, 18 de junho de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 398

 - Captain America 384 (Abril de 1991)
Publicada no Brasil na revista Capitão América 186 ("No Covil do Homem de Gelo")

História: 

* "Lair Of The Ice Worm" - Escrita por Mark Gruenwald, desenhada por Ron Lim, artefinalizado por Danny Bulanadi

Seguindo uma regra que ele mesmo criou para os demais membros dos Vingadores, Capitão América se submete a exames médicos observados pelo Doutor Keith Kincaid. No caso do herói, sua curiosidade está relacionada em solucionar o atual mistério de sua vida... como ele continua o mesmo apesar de ter eliminado o soro de seu sangue do super-soldado meses atrás.

Apesar dos exercícios físicos, o herói parece não se cansar. Mesmo depois da transfusão que lhe retirou o soro, ele ainda mantém a coordenação, tempo de reação e agilidade anteriores. O Dr Kincaid acredita que o próprio corpo do Capitão tenha regenerado as moléculas do soro em sua corrente sanguínea. O soro do supersoldado, juntamente com a radiação vita, acarretou uma transformação em quase todas as células de seu corpo. Provavelmente, o soro funcionou como um vírus que se reproduz. Apesar de a transfusão ter eliminado boa parte dele, enquanto houver moléculas em seu organismo, elas rapidamente se multiplicam. Em outras palavras, uma vez supersoldado, sempre supersoldado. Com isso, o Capitão fica mais seguro em afirmar que é o homem quem fez o Capitão América, não a droga.

O Dr Kincaid ainda pergunta ao Capitão sobre sua reação ao frio, já que ficou congelado por décadas. Mas o herói prova que essa experiência não foi exatamente traumática, uma vez que mergulhou nas águas do Ártico a procura do corpo de seu amigo, Demo, que sumiu em uma explosão durante uma missão.

Coincidentemente, Peggy Carter entra na sala e traz um jornal noticioso... onde é mostrado que esquimós idolatram um suposto homem congelado. Apesar de ser um jornal famoso por forjar reportagens... existe a possibilidade de que seja... Demo! O Capitão chama John Jameson para que prepare a nau capitânia, pois irão partir para o Ártico.

Mais tarde, no Pólo Norte, da dupla encontra a antiga base do ultimato. Capitão América vai ao encontro de esquimós e interroga um deles (o único que fala inglês) sobre um homem preso no gelo. Vários minutos depois, o vingador convence os esquimós a levá-lo ao ídolo de gelo. De fato, há mesmo um enorme bloco de gelo onde se pode notar a silhueta de um homem dentro dele. Quando o Capitão América tenta quebrar o bloco, o esquimó intervém, alertando que o Congelado (como é chamado o homem dentro do bloco de gelo) deve permanecer onde está para aplacar a ira do demônio.

De repente, as rachaduras no bloco começam a aumentar e o chão começa a se erguer. Estilhaços de gelo voam pelo ar e, do chão, surge um enorme criatura parecida com um verme de gelo. O Capitão se agarra ao pescoço da criatura, enquanto informa a John para que convoque Thor urgente. O herói é lançado para próximo do bloco onde há um homem dentro e quase é abocanhado pela criatura. Para tomar fôlego, o monstro inala ar e a sucção é forte demais para o Capitão resistir, tragando-o inteiro. Capitão América escorrega pela goela da criatura até atingir alguma coisa líquida, um fluído digestivo... supergelado. Descendo cada vez mais, sente sua pele formigar, talvez pelo frio ou talvez pelo fluído tentando dissolvê-lo.

Continuando sua descida pelo ventre da criatura, o Capitão América atinge alguma coisa. Uma figura humana rígida, parecendo solidificada. Ele acredita que seja Demo, engolido quando a criatura abocanhou o bloco. Os pulmões do herói estão prestes a explodir por ele segurar a respiração por tanto tempo. Então... ele perde a consciência.

Trevas... Frio... Silêncio... Mas o herói sabe que ainda está vivo. A sua frente, um homem feito totalmente de gelo. O Capitão se surpreende ao reconhecê-lo. Trata-se de Jack Frost, herói da segunda guerra, com poderes congelantes, que foi integrante da Legião da Liberdade. O calor do corpo do Capitão o tirou da animação suspensa dentro da barriga do monstro. Depois, com o escudo do Capitão, Frost abriu caminho pelo ventre da criatura.

Jack Frost conta que, depois da guerra, ele veio até o norte, esperando descobrir suas origens... mas, em vez disso, encontrou o verme de gelo. O monstro o atacou e ele agarrou sua cauda. Pra tragá-lo, a criatura teve que engolir a si mesma. Um vez dentro, Frost usou seu domínio sobre o gelo pra parar o coração do monstro, mas o preço foi sua própria imobilização e ele ficou desacordado por cinquenta anos.

O verme de gelo parece ter mergulhado novamente pra baixo da camada de gelo, talvez para cuidar de algum ferimento. Isso deu tempo para que Frost erguesse um abrigo e ainda absorvesse o frio que havia travado o organismo do Capitão. A calmaria dura pouco, pois o verme parece retornar. Um esquimó parece querer se sacrificar para aplacar a ferocidade do verme. Enquanto o Capitão América afasta o esquimó, Jack Frost mantém o monstro ocupado. Quando o monstro está prestes a atacar o Capitão... ele se vira de repente. Jack Frost está na cauda da criatura... e o Capitão sabe o que ele está tentando fazer. O monstro engole Jack de novo. Começa a se debater com menos intensidade, pois Jack deve estar paralisando seu coração. O monstro, com Jack dentro dele, afunda nas águas geladas.

Algum tempo depois, Thor chega... mas já não há muito que fazer. O deus do trovão mergulha abaixo da camada de gelo, mas não encontra o verme. Sobre Jack Frost, Thor diz conhecer uma lenda asgardiana sobre um gigante do gelo exilado na Terra por ser muito pequeno (em relação aos outros gigantes). Essa é a origem da qual Jack desconhecia. E o verme soa como um híbrido de gigante de gelo e serpente de Midgard.

"Bem, eu não encontrei o que vim procurar... em vez disso, achei a maior minhoca do mundo... e o menor de todos os gigantes... e tive evidência experimental de que, enchendo meus pulmões de água gelada, eu posso hibernar. Adeus, Jack. Seu heroísmo não vai ser esquecido. Ah, e, se você encontrar meu amigo Demo... mande lembranças minhas."

O Capitão parte, não percebendo que a figura do homem dentro do bloco de gelo (que se perdeu durante a batalha), agora está mais nítida... a ponto de se identificar uma enorme letra "D" em seu peito.
A+:

* O personagem Jack Frost foi criado na revista EUA Comics, em agosto de 1941, na editora Timely Comics, que se chamaria Marvel décadas depois. Foi uma das primeira criações do então jovem Stan Lee, inspirado no folclore europeu, onde um ser mitológico de mesmo nome era uma figura que representava o inverno e as geadas. 

MITOLOGIA:

* Steve Rogers tirou as amídalas com sete anos de idade. Também já teve catapora, sarampo e rubéola.