quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 189

 - Captain America and the Falcon 187 (Julho de 1975)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 13, pela Editora Bloch ("O Labirinto da Loucura")


História:

* "The Madness Maze" - Escrita por John Warner, desenhada por Frank Robbins, artefinalizada por Frank Chiaramonte

Diante de um catatônico Falcão (que ficou dessa forma graças a indução mental do Caveira Vermelha), o Capitão América é abduzido por uma estranha espaçonave, para o espanto dos agentes Gabe Jones e Peggy Carter. O herói é levado para uma espécie de labirinto, onde enfrenta criaturas enviadas por um misterioso vilão.

Após escapar de inúmera armadilhas, o herói é levado diante de seu captor, conhecido apenas como Druída. O vilão envia o que parece ser seu maior trunfo, uma criatura humanóide feita de dejetos químicos, chamada Alquimóide.

Continua...

terça-feira, 30 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 188




- Captain America and the Falcon 186 (Junho de 1975)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 13, pela Editora Bloch ("A Jaula da Mente")


História:

* "Mind Cage" - Escrita por Steve Englehart e John Warner, desenhada por Frank Robbins, artefinalizada por Mike Esposito

Capturado, o Capitão América ouve o Caveira Vermelha revelar a origem secreta de Sam Wilson, o Falcão. Na verdade, Sam era um criminoso, conhecido como Snap Wilson, que acabou caindo na ilha onde os asseclas do Caveira estavam exilados. Nessa época, graças ao Cubo Cósmico, o vilão havia trocado de corpo com o Capitão América. Nesse disfarce, e ainda com o Cubo, manipulou a mente do futuro Falcão de forma que ele conhecesse o Capitão e por ele fosse treinado, tornando-se seu parceiro. O que ninguém sabia era que Sam Wilson servia como uma espécie de espião junto ao Capitão América, sempre perto do herói e esperando a ordem do Caveira para atacar.

O Caveira Vermelha ordena que o Falcão ataque o Capitão América e ele, em transe, obedece cegamente. Apenas a destreza em combate do Capitão faz com que ele derrote o parceiro e o deixe desacordado.

Enquanto isso, os agentes da SHIELD, Peggy Carter e Gabe Jones, tentam chamar outros agentes para o resgate. No calor da batalha, Peggy e Gabe se beijam, talvez movidos pela tensão dos últimos dias (e, de fato, o casal tem andado um bom tempo junto, desde que Peggy entrou para a SHIELD).

Após derrotar o Falcão, Capitão América persegue o Caveira Vermelha, mas este consegue escapar graças a seu pó assassino, que transforma as vítimas em caveiras, acabando por jogá-lo em seu próprio exército, matando a todos. O Capitão América ainda é alertado por Peggy e Gabe sobre o estado do Falcão. Apesar de não ter sido atingido mortalmente, após a fuga do Caveira, o vínculo desfeito com o vilão parece ter deixado o herói em coma.

Continua...

A+:

* Última edição escrita por Steve Englehart. O sucesso dessa fase fez com que os leitores ficassem na expectativa de sua volta, inclusive anunciada pela própria Marvel. No entanto, por diversos motivos, esse retorno de Englehart ao personagem nunca aconteceu.

* Há quem diga que essa história desrespeita não só um personagem mas tudo o que ele representa. Afinal, Falcão até então era um dos primeiros super-heróis americanos negro. Transformá-lo em um criminoso era voltar atrás em um marco nas histórias em quadrinhos desse gênero. Nem mesmo o fato do personagem ter sido manipulado pelo Caveira pode aliviar o desrespeito, uma vez que é mostrado que ele entrou para o crime ANTES de ser dominado. E mesmo o fator "redenção" diante de sua convivência com o Capitão América, não mudaria o fato. Foi, inclusive, comentado que algumas personalidades da própria Marvel não simpatizavam com o herói e ajudaram a derrubar o mito que até então se criou. Enfim... vai levar tempo para que o Falcão limpe sua ficha.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 187

 - Captain America and the Falcon 185 (Maio de 1975)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 12, pela Editora Bloch ("A Luta Contra o Crânio Vermelho")


História:

* "Scream The Scarlet Skull" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema e Frank Robbins, artefinalizada por Frank Giacoia

O Caveira Vermelha revela que escapou da morte da última vez através de um cabo pelo qual se pendurou durante a queda fatal de seu robô gigante.

A fúria racista do vilão chega a seu ápice quando este tortura o casal "interracial" formado pelos agentes da SHIELD Peggy Carter e Gabe Jones. O Capitão América e o Falcão, depois de falharem em defender uma das vítimas do Caveira, chegam ao cativeiro do vilão com o intento de libertar seus amigos. Porém, para a surpresa de todos, quem ataca o Capitão... é o próprio Falcão! E o Caveira ainda revela que o parceiro do herói é uma criação sua.

Continua...

A+:

* Apesar dessa edição ser desenhada por Frank Robbins, o desenhista Sal Buscema dá uma "palhinha" na sequência onde o herói tem um pesadelo com os últimos acontecimentos.

* O Caveira Vermelha utiliza a Marcha Fúnebre de Chopin para anunciar seus assassinatos. Esse recurso era usado pelo personagem quando de suas aparições nas aventuras do Capitão América, publicadas na década de 40.

domingo, 28 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 186

- Captain America and the Falcon 184 (Abril de 1975)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 12, pela Editora Bloch ("A Volta do Capitão América")


História:

* "Cap's Back" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Herb Trimpe, artefinalizada por Mike Esposito e Frank Giacoia
Através de uma transmissão o Caveira Vermelha avisa que empreenderá um ataque terrorista no 30º aniversário da morte de Adolf Hitler.

O Caveira Vermelha usa uma espécie de pó que corrói o rosto da vítima até os ossos que, por sua vez, se tornam avermelhados. Ou seja, um pó que transforma as vítimas em... caveiras vermelhas. Apesar de receberem a ajuda de Peggy Carter e o agente Gabe Jones (da SHIELD), Capitão América e Flcão não conseguem impedir o Caveira Vermelha. A dupla continua sua busca para que o vilão não cometa mais assassinatos.

Continua...

sábado, 27 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 185

- Captain America and the Falcon 183 (Março de 1975)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 12, pela Editora Bloch ("A Despedida de Nomad")


História:

* "Nomad: No More" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Frank Robbins, artefinalizada por Frank Giacoia

Steve Rogers, ainda sob a identidade de Nômade, enfrenta o vilão Galo de Briga, que veste um uniforme com garras e esporas, e sua gangue. A luta é interrompida por um integrante da gangue que dispara uma bazuca contra eles, garantindo a fuga do vilão. Leila, a namorada do Falcão que está por perto, diz a Nômade que seu namorado está desaparecido... juntamente com um jovem Capitão América.

Nômade inicia uma busca pelo seu ex-parceiro e, para sua supresa, acaba esbarrando em um grupo que trata a falecida Víbora como se fosse uma mártir. Continuando sua busca, descobre uma série de assaltos a banco, onde o dinheiro é substituído por notas falsas. O herói chega a procurar ajuda de Luke Cage, conhecido como super-herói de aluguel do Harlem... mas ele está fora da cidade. Ele ainda verifica junto aos X-Men, uma vez que o Professor Xavier suspeitava que Sam era mutante e ele podia ter ido buscar respostas. Mas, atendido pelo Fera, o herói descobre que seu amigo não está por lá.

Quem encontra Nômade é Asa Vermelha, o mascote do Falcão. O herói segue a ave até o teto de um edifício e descobre o corpo do jovem Roscoe, ainda vestido como Capitão América, que foi amarrado e com sinais brutais de tortura. O Falcão também está por perto, amarrado e ferido, mas ainda vivo, e lhe diz que o Caveira Vermelha está de volta e foi responsável pela morte de Roscoe. Percebendo que o seu velho inimigo é uma ameaça ainda pior do que a do líder do Império Secreto (que o fez abandonar sua antiga identidade), Steve Rogers decide voltar a ser o Capitão América.

Continua...

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 184

 - Captain America and the Falcon 182 (Fevereiro de 1975)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 11, pela Editora Bloch ("Inferno")


História:

* "Inferno" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Frank Robbins, artefinalizada por Joe Giella

Sharon Carter não está nada feliz com a volta de Steve Rogers para a vida de super-heróis. Sentindo-se sozinha, ela encontra um velho amigo nas propriedades de seus pais: Dave Cox.

Nômade (Rogers) chega para ajudar a polícia em um cerco contra Víbora e o Cobra, em Seattle. Porém, desconhecido nesta identidade, acaba sendo algemado pelos policiais que acham ser apenas um aventureiro que só irá atrapalhar. O herói vê os mesmos policiais serem massacrados pelos vilões, além da Víbora estar de posse da poderosa Coroa da Serpente. Nômade consegue se libertar e atacar a dupla. A casa onde se encontravam se incendeia graças a uma bomba da polícia e explode. Apenas Nômade e o Cobra (desacordado e chocado com a loucura de sua parceira, que se tornou uma terrorista suicida) escapam. Víbora, que fica para trás, aparentemente é coberta pelas chamas e escombros.

Em Nova Iorque, o Falcão decide dar uma chance a Roscoe, que está atuando como novo Capitão América. O rapaz mostra, de fato, certa destreza em combate físico ao tentarem impedir um assalto, mas são golpeados pelo líder dos criminosos, que é ninguém menos que... o Caveira Vermelha.

Continua...

A+:

* Primeira história da fase desenhada por Frank Robbins, um artista veterano que, porém, apresenta um traço bem estilizado em comparação ao de Sal Buscema. Robbins, anteriormente, trabalhava na editora DC Comics, desenhando a revista mensal do Sombra.

* Sal Buscema assumiria os desenhos da revista mensal dos Defensores, título que ele já havia assumido desde o primeiro número, quase dois anos antes.

* Novamente o Exército Simbionês inspira uma história do Capitão, principalmente porque o grupo inspirou a criação do Esquadrão Serpente (aqui representados por Víbora e Cobra). O cerco e tiroteio com a polícia baseou-se no tiroteio real de policiais contra esse grupo, ocorrido em maio de 1974.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 183

 - Captain America and the Falcon 181 (Janeiro de 1975)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 11, pela Editora Bloch ("A Marca da Loucura")


História:

* "The Mark of Madness" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

Nômade é atacado por Namor, o Príncipe Submarino, que está a procurar de Krang, seu inimigo, acreditando que o herói sabe algo sobre seu paradeiro. Durante a batalha, Nômade revela ser o Capitão América, e Namor, que lutou ao lado dele na Segunda Guerra, cessa os ataques, preferindo conversar com seu antigo aliado.

Munidos com a Coroa da Serpente, Krang e o Esquadrão Serpente a colocam na cabeça do presidente da Roxxon, para que ele, dominado pelo poder do artefato, transmita as instruções a seus empregados sobre seus captores. Ouvindo a mesma transmissão, Nômade e Namor seguem para uma plataforma petrolífera da Roxxon que se encontra próximo ao reino submarino da Lemúria.

Em Nova Iorque, Falcão encontra o jovem Roscoe, que treina em uma academia do bairro, vestido com o uniforme de Capitão América, querendo assumir a identidade do herói com sua pouca experiência em acrobacias. Peggy Carter vê o jovem Capitão e se espanta com a suposta volta do herói. Roscoe prefere desaparecer do local.

Krang e o Esquadrão dominam a plataforma da Roxxon e tencionam trazer Lemúria para a superfície, matando seus habitantes, que não podem respirar ar. Nômade e Namor dominam o grupo e capturam Krang. Nômade, no entanto, se irrita com a chegada dos guarda-costas do presidente da Roxxon, que dizem não precisar de intervenção dos heróis.

A+:

* Última edição desenhada por Sal Buscema. Apesar disso, ele faria algumas edições esporádicas mais adiante.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 182

 - Captain America and the Falcon 180 (Dezembro de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 11, pela Editora Bloch ("A Chegada de Nomad")

História:

* "The Coming of the Nomad" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

Após receber conselhos do Gavião Arqueiro, Steve Rogers se vê empolgado com a chance de voltar a ser um super-herói. Decidido a voltar a atuar como herói, conta a Sharon Carter que também está pensando em criar um novo uniforme e uma nova identidade. Sharon, por sua vez, não fica muito contente. A vida do casal estava indo bem e correndo normalmente. Voltar a ser um super-herói só vai levar Steve a correr perigo e ter uma vida nada comum, como antes. O herói, inclusive, aproveita essa nova fase para pedir demissão de seu cargo/identidade de policial.

Viajando para a casa dos pais de Sharon, Steve Rogers cria um novo uniforme, mais escuro e com a adição de uma capa (adereço que ele considera ideal para um herói). Passa a se chamar Nômade.

Sua primeira aparição se dá quando tenta impedir o novo Esquadrão Serpente de sequestrar o presidente da petrolífera Roxxon. Esse novo Esquadrão é formado por seus antigos integrantes, Enguia e Cobra, e com a presença das novas Princesa Python e Víbora. Esta última era a antiga Madame Hidra, que escapou da morte graças ao alienígena interdimensional Fantasma do Espaço, e assassinou o Víbora original (integrante fundador do Esquadrão e irmão do Enguia, que não sabe do real motivo da morte do irmão), passando a utilizar seu nome. O primeiro confronto de Nômade não acaba muito bem. Apesar do herói conseguir superá-los em combate físico, a falta de experiência em usar uma capa faz com que ele tropece nela e os deixe fugir. Definitivamente, a capa não é um adereço tão importante assim.

O Esquadrão se reúne em seu esconderijo e recebem um novo aliado, o atlante Krang, inimigo de Namor, o príncipe submarino, que traz a poderosa Coroa da Serpente.

Continua...

A+:

* Criando um uniforme negro para assustar os criminosos. A idéia não parece nova. E, de fato, tem uma nada discreta homenagem nessa decisão de Steve Rogers. Isso fica claro quando ele brinca ao dizer que espera que um morcego não entre por sua janela. Esse fato aconteceu nos quadrinhos com o personagem Batman, da editora concorrente DC Comics.

* O nome Nômade foi dado por Martha Dukeshire, então namorada do escritor Steve Englehart. É uma alusão ao "homem sem pátria" que Steve passou a ser depois que decidiu deixar de ser o símbolo da América.

* A fictícia petrolífera Roxxon seria uma das grandes empresas a figurarem no Universo Marvel. A primeira menção da mesma se deu nesta história. Na folha de pagamento da empresa, estariam vários vilões que serviriam como seguranças de suas instalações.

* O desenvolvimento do Esquadrão Serpente faz alusão ao Exército Simbionês de Libertação, uma organização revolucionária norte-americana, com orientação marxista, e cujo símbolo era uma cobra de sete cabeças. O caso mais famoso ligado ao grupo foi o sequestro de Patty Hearst, herdeira da milionária família Hearst. O detalhe inusitado é que Patty passou a simpatizar com os ideais revolucionários do grupo e tornou-se uma das integrantes mais atives do mesmo, ajudando-os, inclusive, em assaltos a bancos.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 181

 - Captain America and the Falcon 179 (Novembro de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 40, pela Editora Abril ("Um Herói Pode Morrer")


História:

* "Slings and Arrows" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

Steve Rogers (e não o Capitão América) sofre o ataque de um misterioso vilão: O Arqueiro Dourado. Dotado de flechas especiais, o Arqueiro ameaça Steve e diz que eles irão se ver durante três vezes. Na quarta vez, o ex-herói irá morrer.

Enquanto isso, outro candidato a vestir o uniforme de Capitão América surge no submundo: um valentão que decide se redimir impedindo assaltos da gangue rival a sua. Porém, já na primeira missão, não dá conta da superioridade numérica dos inimigos (algo que o verdadeiro Capitão tiraria de letra) e leva uma tremenda surra.

Steve Rogers, encondido nas sombras, fazendo-se parecer com o Capitão, tenta convencer Peggy Carter de que tudo está acabado (ela ainda é apaixonada por ele que, por sua vez, está apaixonado por sua irmã, Sharon). Ao tentar interceptá-la, que foge magoada, Rogers é impedido por mais uma flecha do Arqueiro Dourado.

Durante o quarto encontro, Rogers decide reagir e captura o Arqueiro Dourado. Desmascarado o vilão revela ser... o Gavião Arqueiro, o mais rebelde dos Vingadores que proporcionou esse combate para despertar o espírito de combate em Steve Rogers (o vingador explica que já havia descoberto a identidade secreta do Capitão, mas a manteve em segredo). Sendo convencido a voltar para ação, Rogers decide lutar novamente... mesmo que não seja como Capitão América.

A+:

* O Arqueiro Dourado não é exatamente uma identidade criada pelo Gavião Arqueiro. Na verdade, um personagem com o mesmo nome, visual e habilidade com arco e flechas apareceu anos antes em uma aventura dos Vingadores, sendo integrante de um grupo de heróis de outra realidade, conhecido como Esquadrão Supremo.

O Arqueiro Dourado do Esquadrão Supremo era uma espécie de "versão Marvel" de outro super-herói, o Arqueiro Verde, da editora concorrente, DC Comics. Os outros integrantes do Esquadrão, de certa forma, eram versões também dos heróis da Liga da Justiça.

A identidade secreta do Arqueiro Dourado é Wyatt McDonald, uma brincadeira com a rede de lanches McDonald que, por seu característico logotipo, també é apelidada de "Arcos Dourados".

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 180

 - Captain America and the Falcon 178 (Outubro de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 10, pela Editora Bloch ("Se o Falcão morrer...")


História:

* "If The Falcon Should Fall" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

O Falcão é atacado pelo vilão Lúcifer, que utiliza dois corpos (o do marginal Rafe e do criminoso Áries). Mas apenas quando Lúcifer ataca com robôs criados por sua raça é que o herói do Harlem se vê derrotado. Para ajudá-lo, Steve Rogers, que passava pelo local, usa uma simples máscara de esqui para cobrir seu rosto e entrar na briga (pois não quer revelar sua identidade secreta abandonada de Capitão América). Os dois corpos de Lúcifer, por estarem separados entram em colapso e, aparentemente, morrem, devolvendo Lúcifer para sua dimensão original.

Apesar da ajuda que recebeu, e lhe salvou a vida, Falcão não é grato pela intervenção de Rogers.

Gabe Jones, o agente da SHIELD, juntamente com Peggy Carter, vão até o apartamento de Sharon e a encontram juntamente com Steve. A dupla de agentes procura pelo Capitão América e não desconfiam que Steve é sua verdadeira identidade civil (acreditando ser apenas o namorado de Sharon). Nem mesmo o fato de Peggy ter sido o interesse romântico do herói no passado revela isso, uma vez que ela nunca o viu sem a máscara.

A aposentadoria do Capitão América mexe com a cabeça de outras pessoas, que pensam em substituí-lo. O campeão de beisebol Bob Russo, acreditando que tem um condicionamento físico perfeito para se tornar o herói, se dá mal em sua primeira atuação. Vestido com um uniforme de Capitão América, tenta impedir um assalto mas, ao saltar de um prédio, erra a direção do cabo onde se pendura e acaba quebrando o próprio braço.

domingo, 21 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 179

 - Captain America 177 (Setembro de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 10, pela Editora Bloch ("A Fúria de Lúcifer")


História:

* "Lucifer Be Thy Name" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

Como o Steve Rogers ainda utiliza o escritório de Sam Wilson como dormitório, o Falcão tenta convencê-lo a voltar atrás na decisão de abandonar a carreira como Capitão América. Steve, no entanto, se mostra irredutível. Magoado, o Falcão, seguido de seu mascote, Asa Vermelha, decide fazer a ronda no bairro sozinho.

Para piorar a situação, o Harlem é aterrorizado por um vilão extradimensional conhecido como Lúcifer. Para manter seu corpo físico em nossa dimensão, o vilão se funde ao marginal Rafe Michel e ao supervilão conhecido como Áries (integrante do grupo Zodíaco). Com isso, apesar de seus poderes ficarem reduzidos, consegue duplicar-se em dois corpos. Se o Falcão não seria capaz de enfrentar um inimigo interdimensional, mais difícil ainda seria enfrentar dois.

Os dois Lúcifer recebem a ajuda de criminosos locais que o levam até o chefão conhecido como Morgan. O acordo de Morgan é muito simples: ele pede que Lúcifer mate o Falcão.

Continua...

A+:

* Apesar do nome, o vilão Lúcifer em nada aparenta ter poderes místicos (a não ser que se considere seres de outra dimensão como seres místicos). Sua abordagem está mais para conquistador alienígena. No entanto, uma explicação do próprio dá idéia de que ele é uma espécie de inspiração para o Lúcifer bíblico. Ao fundir-se com o vilão Áries, diz que suas ofertas de poder são sempre irrecusáveis e que a humanidade tornara mitológica essa sua capacidade.

* O Áries dessa história, Grover Raymond, é o segundo homem a se tornar esse vilão. O primeiro, Marcus Lassiter, morreu em uma história dos Vingadores. Grover foi criado pelo escritor Steve Englehart, responsárvel por essa fase do Capitão América, para a mesma revista dos Vingadores.

sábado, 20 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 178

 - Captain America 176 (Agosto de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 40, pela Editora Abril ("O Capitão América Deve Morrer")

História:

* "Captain America Must Die" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta
O Capitão América relembra fatos de seu passado, desde sua origem como o herói símbolo dos americanos até suas mais antigas e também recentes batalhas. Porém, reflete sobre até que ponto esta eterna luta o tem levado. Que talvez a America tenha se tornado algo no qual ele não mais acredita e que seus ideais talvez estejam ultrapassados.

Desiludido por descobrir que o líder do Império Secreto era um alto representante do governo norte americano, e mesmo após receber o apoio e conselho de diversos amigos, Steve Rogers decide deixar de ser o Capitão América.

A+:

* Alguns detalhes na origem do Capitão América são levemente alterados, como o fato do soro do supersoldado não ser uma solução oral, mas injetável. O cientista que lhe aplica o soro agora não faz uma alusão visual a Albert Einstein, pois sua fisionomia está diferente (apesar do nome, Reinstein, denunciar a homenagem; antes, era chamado de Erskine).

* Este Capitão América, desiludido com sua própria nação, seria utilizado décadas depois na minissérie Vingadores Eternamente, onde vários vingadores são retirados de diversas épocas de seu tempo para formarem um novo grupo e enfrentarem uma ameaça temporal.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 177

 - Marvel Two-In-One 5 (Setembro de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Super-Heróis Marvel nº 5, pela Editora RGE ("Sete Contra O Império")


História:

* "Seven Against the Empire" - Escrita por Steve Gerber, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Mike Esposito

O Coisa, Capitão América e Sharon Carter foram presos pelos alienígenas Badoon, que domiram a Terra no ano de 3014. O líder dos alienígenas ordena que as mentes dos invasores seja sondada para descobrir quem são. Com isso, através da mente do Capitão América, os vilões descobrem que eles são heróis do passado. O Coisa se recupera e ajuda na fuga dos calabouços dos badoons. Tarin, a jovem que guiou os heróis para essa época, tenta convencer a resistência humana sobre a vinda do Capitão América (considerado um símbolo do heroísmo nessa época) e solicita que eles informem os heróis daquela época, os Guardiões da Galáxia.

Mesmo incrédulos quanto a veracidade de um herói do passado estar lutando na Terra, os Guardiões são convencidos por um de seus integrantes que conhece bem aquela época, Vance Astro, quando este vê as transmissões da batalha e reconhece a forma de lutar do Capitão.

Os badoons são derrotados pelos heróis e devolvem a liberdade para a Terra. Vance Astro conta que, na verdade, era um astronauta da década de 80 (o futuro dessa história, uma vez que foi publicada na década de 70) e ficou em animação suspensa até o século 30 (de certa forma, uma espécie de versão da própria história do Capitão América). Após a comemoração da vitória, os heróis do passado finalmente retornam para sua época.

A+:

* Os Guardiões da Galáxia são os heróis do futuro da Universo Marvel. Mais de mil anos no futuro. Até então, o grupo havia feito apenas uma aparição, na revista Marvel Super-Heroes nº 18, de janeiro de 1969, criados pelo escritor Arnold Drake e pelo desenhista Gene Colan. A idéia era mostrar a história dos heróis Marvel de um ponto de vista onde eram considerados parte da História passada, sendo alguns heróis até mesmo considerados como apenas lendas. Não fez tanto sucesso ou alarde na época.

Na época desta história, uma espécie de segunda chance pro grupo, interagindo com heróis do passado corriqueiro da Marvel, faziam parte do grupo Vance Astro, Charlie 27, Martinex e Youndu, todos descendentes de colonizadores terrestres em outros planetas, com seus corpos evoluídos de acordo com cada ambiente. A nave do grupo, aliás, se chama "Capitão América".

* A revista Super-Heróis Marvel, da RGE, é uma espécie de versão brasileira da revista Marvel Super-Heroes americana, onde surgiram os Guardiões da Galáxia. Isso em relação ao mesmo título, uma vez que o teor da brasileira se apegou a publicar os encontros do Coisa com outros personagens Marvel, publicadas originalmente em Marvel Two-In-One, como é o caso dessa edição.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 176

 - Marvel Two-In-One 4 (Julho de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Super-Heróis Marvel nº 5, pela Editora RGE ("3014: Juízo Final")


História:

* "Doomsday 3014" - Escrita por Steve Gerber, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Frank Giacoia

O Coisa, integrante do Quarteto Fantástico, passeia no zoológico com o poderoso Wundarr, alienígena humanóide que, apesar do corpo adulto, mantém a mente de uma criança. A inocência (e o poder) de Wundarr faz com que ele liberte os animais do zoológico, sem perceber a ameaça que isso representa. Por sorte, além do Coisa, Steve Rogers (o Capitão América), Sharon Carter e Namorita estão no local e ajudam a conter o pânico. Namorita decide ajudar a cuidar de Wundarr, enquanto Steve e Sharon são convidados pelo Coisa para visitarem sua sede.

No Edifício Baxter, sede do Quarteto Fantástico, enquanto os heróis se recuperam do susto, a plataforma que serve de máquina do tempo experimental de Reed Richards é ativada acidentalmente pelo Coisa. dela, aparece uma jovem cujo nome é Tarin. Vinda do ano 3014, ela conta que o mundo foi dominado pelos alienígenas conhecidos como badoons. Capitão América, Coisa e Sharon Carter decidem viajar no tempo com Tarin para livrar a humanidade dessa ameaça. Lá chegando, enfrentam os zoms, humanos transformados pelos badoons para servi-los como escravos.

Apesar de estarem dando conta do exércitos de zons, os heróis logo são atacados pelo gigantecos Monstro Badoom, que consegue capturá-los e levados a presença do líder dos alienígenas para serem julgados.

Continua...

A+:

* Assim como a revista Marvel Team-Up servia para mostrar o personagem mais popular da Marvel, o Homem-Aranha, interagindo com outros heróis da cada, a revista Marvel Two-In-One mostrava o herói mais querido da mesma editora, O Coisa, integrante do Quarteto Fantástico, espalhando sua monstruosa simpatia entre outros de sua classe. Vale dizer, inclusive, que o Coisa era uma espécie de alter-ego do desenhista Jack Kirby, que o criou juntamente com o escritor Stan Lee.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 175

 - Captain America and The Falcon 175 (Julho de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 39, pela Editora Abril ("O Último Tentáculo - Parte 3")

História:

* "... Before the Dawn" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

Nos porões do Império Secreto, onde os heróis foram jogados para serem executados, dois encapuzados revelam ser agentes da SHIELD infiltrados: Gabe Jones e... Peggy Carter, que agora integra a agência de espionagem. Gabe explica que descobriram que o Império Secreto é uma espécie de braço independente da organização Hidra.

A nave movimentada pela invenção das Indústrias Brand e pela energia gerada pela mente dos mutantes pousa na Casa Branca. No gabinete do presidente, Rocha Lunar, que recebe as honras como novo herói nacional é alertado por Quentin sobre a chegada da nave e que deve atacá-la. Trata-se, na verdade, de uma farsa montada pelos vilões, uma vez que o próprio Quentin faz parte do Império Secreto. Após uma "batalha" contra o campeão do Império, Rocha Lunar parece negociar a rendição da nação americana.

No entanto, Capitão América, Falcão e os X-Men surgem da nave e enfrentam os inimigos. O próprio Capitão consegue derrotar o poderoso Rocha Lunar. Quentin, desesperado, agradece o Capitão América por ter derrotado o Rocha Lunar, dizendo que este é um traidor. Rocha Lunar, não entendendo o blefe, diz diante das câmeras que o mentiroso é Quentin e que seu Comitê é uma fachada para o Império. Diante de uma transmissão para toda a nação, esse incidente revela o verdadeiro inimigo e, finalmente, mostra que o Capitão América é inocente.

O Encapuzado conhecido como número 1, líder do Império Secreto, toma uma estranha decisão e foge para dentro da Casa Branca. Perseguindo-o, o Capitão América fica cara a cara com o vilão e retira seu capuz. O herói fica transtornado ao verificar que se trata de um político de alta patente do próprio governo americano. Este, por sua vez, comete suicídio antes que seja capturado.

O Capitão América sai da Casa Branca visivelmente arrasado. Apesar de terem derrotado o Império Secreto, viu tudo pelo que luta ser corrompido pelo poder e ambição dos poderosos.

A+:

* Em momento algum é mostrado quem é o "político de alta patente" que se fazia de líder do Império Secreto. Mas, a idéia era dizer que se tratava do próprio presidente dos Estados Unidos. Pela época original da publicação desta história, o personalidade em questão era Richar Nixon, presidente dos Estados Unidos que, em agosto de 1974, renunciou devido a um escândalo político que entraria para a história como "O Escândalo de Watergate".

terça-feira, 16 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 174

 - Captain America and The Falcon 174 (Junho de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 39, pela Editora Abril ("O Último Tentáculo - Parte 2")


História:

* "It's Always Darkest" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

Dentro do esconderijo subterrâneo do Império Secreto, Capitão América e Falcão são levados para um dormitório fechado. Desconfiado, o Falcão se agita e faz com que seu parceiro arranque a tela de proteção do tubo de ventilação. Quando ambos ali se abrigam, o quarto é atravessado por várias rajadas de laser, que podia tê-los feito em pedaços. Quando os homens do Império entram na sala para recolher os corpos... nada encontram. Dentre os criminosos, está o executivo das Indústrias Brand ao qual o Capitão América entregou uma mensagem dizendo que estavam em missão. A dupla foi vítima de traição.

Ainda dentro do complexo, os heróis lutam contra um enorme robô. Falcão tem outro "pressentimento" que o faz abrir uma porta... por onde entram o Professor Charles Xavier e seus X-Men. Esses pressentimentos do Falcão, inclusive, eram dicas mentais de Xavier, que os guiava contra armadilhas.

O grupo de heróis encontra uma sala onde vários mutantes estão desacordados e suas mentes estão fornecendo energia para uma nave. Esse é o segredo da caçada aos mutantes patrocinada pelo Império Secreto. Ao tentarem libertar seus colegas (e alguns vilões mutantes também estão ali), são rechaçados por uma arma que dispara raios, sendo presos pelos criminosos.

Continua...

A+:

* Na tradução para a edição brasileira, o Professor Xavier faz um certo suspense do porque escolheu o Falcão para emitir suas mensagens telepáticas, que acabaram por livrá-lo, juntamente com o Capitão América, das armadilhas. Porém, no original, essa explicação vai um pouco mais além: Xavier diz que Sam Wilson demonstrou ser mais suscetível a esse tipo mensagens, algo que ele já demonstrava ao se comunicar mentalmente com seu mascote, Asa Vermelha. Ou seja, a relação entre os dois estava um pouco mais além do que mera obediência. O suspense, nesse caso, mantido por Xavier, está na dúvida do Falcão ser potencialmente... um mutante.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 173

 - Captain America and The Falcon 173 (Maio de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 39, pela Editora Abril ("O Último Tentáculo - Parte 1")

História:

* "The Sins of the Secret Empire" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

A SHIELD, liderada por Nick Fury, aparece para prender o Capitão América (que agora é um foragido) e ataca, também, os X-Men. Graças ao trabalho conjunto de Cíclope e Capitão América, os heróis conseguem escapar. Escondidos em uma mina de carvão, o Professor Xavier explica ao herói que os mutantes estão sendo perseguidos por um grupo conhecido como Império Secreto, sendo que um de seus operativos é ninguém menos que Quentin Harderman, o homem que está promovendo a difamação do Capitão América.

Uma das pistas a serem seguidas para se chegar ao Império Secreto é a ex-namorada do x-man Fera, que o traiu por estar trabalhando para o grupo criminoso. Para contatar a moça, Steve Rogers e Sam Wilson, sem seus uniformes de herói, fingem salvá-la de um falso ataque de Cíclope, demonstrando nojo pela raça mutante. Acreditando nas palavras de seus salvadores, a garota informa seus superiores.

A noite, um representante do Império Secreto vai até o apartamento da dupla. O Homem, que veste um capuz negro, onde há apenas o número 13 em sua testa, diz que eles são ideais para fazerem um servicinho para o Império: roubar um maquinário das Indústrias Brand.

Vestidos com seus respectivos uniformes, Capitão América e Falcão roubam a invenção da Brand, fugindo dos seguranças locais. No entanto, deixam um bilhete para um dos executivos, provando que estão apenas fingindo para se infiltrar no grupo dos verdadeiros criminosos. Com isso os dois são levados até o esconderijo do Império Secreto. O Professor Xavier, no entanto, captando a mente dos dois heróis, percebe que estão em grande perigo.

Continua...

domingo, 14 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 172

- Captain America and The Falcon 172 (Abril de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 39, pela Editora Abril ("O Império das Sombras")


História:

* "Believe It or Not: The Banshee" - Escrita por Mike Friedrich e Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta

Quentin Harderman impede que Rocha Lunar mate o Capitão América e o Falcão, pois prefere que eles não se tornem mártires. A idéia é que a imprensa saiba que Rocha Lunar capturou dois criminosos procurados, sendo elevado a novo herói nacional. Desta forma a dupla de heróis, desacordada, é levada até os capangas de Quentin. Porém, ao acordar, conseguem derrotá-los e escapar facilmente.

Capitão América tem uma pista de que os vilões estarão atuando na cidade de Nashville. Em suas identidades civis, para não serem reconhecidos (afinal, são procurados pela polícia), Steve Rogers e Sam Wilson são obrigados para chegar na cidade pedindo carona.

Em Nashville, coincidentemente acabam esbarrando no mutante conhecido como Banshee, capaz de emitir fortes rajadas sonoras com seus gritos, sendo reconhecidos e atacados por ele. Apesar do som dos gritos de Banshee conseguir derrotar a dupla, a batalha é interrompida por outro mutante: Cíclope, líder dos X-Men, que estava perseguindo Banshee que, por sua vez, decide fugir.

Capitão América e Falcão são levados telecineticamente pela Garota Marvel (Jean Grey) até a presença do Professor Charles Xavier, que explica estar havendo uma verdadeira guerra entre mutantes, que estão sendo capturados um a um. Banshee seria a próxima vítima. E mais, o responsável por essa perseguição possivelmente se trata da mesma pessoa que está manipulando a difamação do Capitão América. Os heróis decidem, então, se unir contra um inimigo em comum.

A+:

* Apesar do Falcão agora poder voar, é revelado que não é tão simples assim levantar vôo. Devido ao auxílio dos jatos sob suas asas (discretos a ponto de nunca serem mostrados), é necessário que ele tenha que levar um impulso, fazendo-os voar apenas quando salta de um lugar mais alto. É meio como se fosse voar "no tranco". Isso rende cenas um tanto cômicas, como o herói subindo em um poste para tentar voar.

* Banshee, nessa época, ainda não participava dos X-Men como herói. Era um vilão mutante perseguido pelos alunos de Xavier. Muitas de suas falas dão idéia de que seus poderes são místicos. Mas o fato dele invocar o nome de duendes durante seus ataques é apenas reflexo do folclore de sua cultura irlandesa. O próprio nome, Banshee, refere-se a uma lenda desse folclore. Essa confusão fez com que, em alguns momentos, o herói fosse chamado no Brasil de Mago.


 * O roteiro original, ao invés de Nashville, citava outra cidade americana: Dallas. Isso devido ao teor conspiratório da história, uma vez que Dallas foi o palco do assassinado do presidente John F. Kennedy, em 1963, envolto em mistério e diversas teorias sobre os verdadeiros acontecimentos e manipulações internas.

sábado, 13 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 171


 - Captain America 170 e 171 (Fevereiro e Março de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 38, pela Editora Abril ("Traição")


História:

* "J'accuse" - Escrita por Mike Friedrich e Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta
* "Bust-Out" - Escrita por Mike Friedrich e Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Vince Colletta


Diante da morte do Saltador, o público acredita que o Capitão América é responsável e o herói chega a ser preso. Na cadeia, recebe a ajuda de um grupo que explode sua cela e o resgata. Mas as intenções desse grupo, que fazem parte dessa grande conspiração, é dar a impressão de que o Capitão agora é um fugitivo da justiça.

Enquanto isso, no reino africano de Wakanda, o Pantera Negra cria aprimoramentos no uniforme do Falcão, dando-lhe asas que o fazem planar, juntamente com discretos jatos que são controlados mentalmente pelo herói. O Falcão agora é um herói que, literalmente, pode voar.

Leila, a namorada do Falcão, se sente entediada em esperar como espectadora. O Pantera, então, pede que uma comitiva o leve até a cidade grande mais próxima, na Nigéria, para que ela possa se distrair. Lá, coincidentemente, Leila é encontrada pelo criminoso Cara de Pedra, que se refugiou na Nigéria após sua derrota pelo Capitão e pelo Falcão, sendo sequestrada por ele.

Falcão e Pantera Negra ficam sabendo que os capangas do Cara de Pedra mataram a comitiva que estava com Leila e parte para resgatá-la. Apesar do Falcão se atrapalhar no início com o direcionamento de sua nova capacidade de vôo, logo consegue se habituar e, juntos, derrotam o Cara de Pedra, salvando Leila.

Voltando aos Estados Unidos, Falcão é contatado pelo Homem de Ferro, que lhe deixa a par da difamação e prisão de seu parceiro. Capitão e Falcão enfrentam o vilão Rocha Lunar, responsável pela morte do Saltador. O vilão, que adquiriu vastos poderes através do contato de um minério lunar em exposição (poderes como teletransporte, vôo e disparos de rajadas de sua própria mão), derrota a dupla e agora pretende matá-los.

Continua...

A+:

* Há uma cena, na primeira parte dessa história, onde Rocha Lunar conta sua origem e o início de sua parceria com Quentin, onde é mostrado o vilão Víbora também associado ao início da campanha de difamação do Capitão América. Nesse período, Vibora acabou sendo preso e o Rocha acabou sendo o principal operativo de Quentin. Essa explicação acontece em apenas dois quadros mas, na edição brasileira, pela Editora Abril, o Víbora foi "apagado" dos desenhos, não sendo citado na conversa.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 170

 - Captain America 169 (Janeiro de 1974)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 37, pela Editora Abril ("O Fim de Uma Lenda")


História:

* "When A Legend Dies" - Escrita por Steve Englehart e Mike Friedrich, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Frank McLaughlin

O Falcão já está cheio de ser um parceiro meia-boca. Afinal, o Capitão América agora tem superforça e ele, apesar de sua destreza em combate físico, é alvo sempre fácil para bandidos. Para ajudá-lo, o Capitão lhe apresenta seu amigo nos Vingadores, o Pantera Negra, que também é monarca de um reino africano dotado de alta tecnologia e que poderá ajudar o Falcão.

Após a partida do Falcão com o Pantera (e Leila, a namorada do Falcão, também seguindo de carona), o Capitão América fica livre para investigar a campanha difamatória que está sendo veiculada contra sua pessoa. Descobre um empresário chamado Quentin Harderman, pertencente ao Comitê para a Recuperação dos Princípios Humanos, que decidiu questionar seu verdadeiro valor como herói. Discaradamente, o homem ainda lhe oferece a chance de "se redimir" fazendo uma aparição pública e beneficente.

No encontro onde irá se apresentar, o Capitão reconhece, em trajes civis, o vilão Saltador (na verdade, levado por Quentin) e o persegue diante do público, devido a ele ter participado de um assalto recentemente. De repente, o Saltador fica estático... e morre. Todos olham para o Capitão América, que estava dando uma surra no vilão, acreditando que ele foi autor de assassinato. Acima, sem quem ninguém veja, um outro vilão sorri... pois é o responsável pela morte do Saltador e por essa verdadeira armadilha para o herói.

Continua...

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 169

 - Captain America 168 (Dezembro de 1973)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 28, pela Editora Abril ("A Ameaça do Passado")


História:

* "... And a Phoenix Shall Arise" - Escrita por Roy Thomas e Tony Isabella, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por George Roussos e John Tartaglione
Repentinamente, Capitão América e Falcão são atacados pelo vilão conhecido como Fênix, que porta uma exótica arma da raios. A origem e o ódio do vilão são desconhecidos.

Capitão América decide afastar a ajuda do Falcão e investiga sozinho sobre seu novo inimigo. Acaba sendo capturado e Fênix revela sua origem. Trata-se do filho do antigo vilão Barão Zemo, que foi morto tempos atrás na Amazônia, quando tentava derrotar o Capitão. Obcecado por vingar seu pai, recriou duas de suas importante invenções: um raio mortal e o adesivo x, um composto efervescente que grudou ao rosto de seu pai em uma das batalhas contra o herói. A idéia, aliás, é mergulhar o Capitão América em um tonel onde o composto está fervendo.

Falcão, ao contrário das ordens do Capitão, aparece no covil do vilão e consegue ajudar seu parceiro. Quando Fênix tenta arremessar o escudo do Capitão, devido a sua pouca destreza com a arma, esta acaba voltando e o atingindo... fazendo com que caia dentro do tonel cheio de adesivo x fervendo.

A+:

* Primeira aparição do vilanesco Helmut Zemo, que continuaria, futuramente, a "franquia" dos vilões que carregam o nome de Barão Zemo.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 168

 - Captain America 167 (Novembro de 1973)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 34, pela Editora Abril ("As Cinzas da Derrota")


História:

* "Ashes to Ashes" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Frank Giacoia

Presos pelos zumbis do Garra Amarela, Capitão América e Falcão são aprisionados em um ídolo de pedra, enquanto flechas envenenadas são apontadas para seus corações. Enquanto isso, o vilão e sua sobrinha (com o espírito de uma princesa maléfica) planejam invadir o porta-aviões aéreo da SHIELD.

Os heróis conseguem escapar da armadilha e descobrem os planos do Garra Amarela graças a Nick Fury, que está hospitalizado (depois da batalha que teve com o Capitão) mas ainda delira sobre o que descobriu dos planos do vilão. No intelúdio dos acontecimentos, Steve Rogers se instala em uma cama provisária no escritório do Falcão (já que foi despejado de seu apartamento) e eles descobrem o paradeiro de Peggy Carter que, ainda sem saber que sua irmã ama o Capitão, insistem em agir com seu amado. Ao desencorajá-la disso, Capitão América se preocupa com o quanto ela ficou abatida. Isso porque ainda não sabe do seu envolvimento com Sharon.

No porta-aviões, os agentes e os heróis são dominados graças a um gás entorpecente. Porém, a sobrinha do Garra decide traí-lo e vingar-se por manter seu corpo moribundo por tanto tempo. Orgulhoso, o vilão dá o antídoto do gás aos heróis e pede que eles detenham sua sobrinha. Suwan, a sobrinha do Garra, é derrotada e morta pelo próprio tio, que retira o feitiço que a mantinha inteira, fazendo seu corpo envelhecer até se dissolver. Após a vingança, o Garra Amarela foge do porta-aviões.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 167

 - Captain America 166 (Outubro de 1973)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 34, pela Editora Abril ("O Garra Amarela Ataca - parte 2")


História:

* "Night of the Lurking Dead" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Frank McLaughlin

Carregando um ferido Nick Fury, o Capitão América consegue escapar do covil do Garra Amarela. Lá fora, porém, as coisas não parecem estar muito boas para o herói. A Condessa Valentina, amada de Fury, recebe o Capitão com certa hostilidade na base da SHIELD. Isso se deve a ela ficar sabendo da discussão dos dois antes dele perseguir o Garra Amarela. Apesar que, na verdade, o herói o atacou pois estava sob ilusão de que o amigo era o vilão, Valentina o acusa de tê-lo ferido de propósito, devido a seus desentendimentos. Sua situação só é amenizada pelo agente Dum-Dum.

Além desse problema, o herói descobre que foi despejado do apartamento onde vivia sob a identidade secreta do policial Steve Rogers. Seus pertences particulares foram vendidos pelo locatário que acreditava que ele não mais voltaria (já que estava, secretamente, em missão). Além disso, descobre que a imprensa o está difamando. Ao ligar para sua namorada, Sharon, Steve descobre que Peggy Carter, irmã de Sharon e que foi seu interesse romântico no passado, sumiu. Peggy, por sua vez, foi procurar o herói Falcão para descobrir o paradeiro do Capitão, pois diz não poder mais viver sem ele.

O Falcão encontra seu parceiro, que explica a situação quanto ao Garra Amarela. Juntos, os heróis descobrem que o vilão está roubando uma múmia de uma princesa chinesa em um museu e que a está utilizando para um antigo feitiço que transportará o espírito da princesa para sua sobrinha (que já foi aliada de seu principal inimigo, no passado). Após enfrentarem múmias vivas criadas pelo vilão, Capitão América e Falcão o enfrentam, mas descobrem que o espírito ancestral já está no corpo da sobrinha do vilão.

Continua...

A+:

* O título original dessa história faz alusão ao filme "A Noite dos Mortos Vivos", dirigido por George A. Romero em 1968. No Brasil, quando publicado pela Editora Bloch, teve como título "A Noite das Múmias".

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 166

 - Captain America 165 (Setembro de 1973)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 34, pela Editora Abril ("O Garra Amarela Ataca")


História:

* "The Yellow Claw Strikes" - Escrita por Steve Englehart, desenhada por Sal Buscema, artefinalizada por Frank McLaughlin


Sem o apoio de seu próprio parceiro, o Falcão (que decide cuidar de suas vida pessoal), e nem mesmo da SHIELD (já que Nick Fury prefere que sua agência aja sem interferências), o Capitão América decide enfrentar sozinho o vilão Garra Amarela.

Já em Nova Iorque, o herói encontra os primeiros sinais dos ataques do vilão: aranhas gigantescas atacando a população. Graças a ajuda da polícia, consegue retardar as criaturas e até mesmo segui-las pelos esgotos. É lá que ele encontra o esconderijo do Garra e o enfrenta até aparentemente derrotá-lo. Porém, para sua surpresa, tratava-se de um ilusão onde ele derrotava Nick Fury que imaginava ser o vilão e vice versa. Agora, com seu amigo no chão, o Capitão América descobre os extensos poderes mentais do Garra Amarela.

Continua...

domingo, 7 de outubro de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 165


 - Marvel Team-Up 13 (Setembro de 1973)
> Publicada no Brasil na revista Almanaque do Capitão América nº 59, pela Editora Abril ("Almas de Pedra")


História:

* "The Granite Sky" - Escrita por Len Wein, desenhada por Gil Kane, artefinalizada por Frank Giacoia

O Gárgula Cinzento está de volta a Terra. E, assumindo a liderança da IMA, ameaça a segurança do mundo novamente.

O Capitão América, investigando o grupo terrorista juntamente com a SHIELD, descobre o paradeiro do vilão e, com a ajuda inesperada do Homem-Aranha, consegue chegar até ele. Reagindo ao ataque, o Gárgula tenta enviar o Capitão e o Aranha para o espaço, mas acaba sendo vítima da própria armadilha e é içado novamente por seu próprio foguete.

A+:

* A revista Marvel-Team-Up foi criada para mostrar o herói mais popular da Marvel, o Homem-Aranha, se unindo com outro herói da editora a cada edição.

* O Homem-Aranha, nessa época, passava por seu período mais dramático, quando acabara de perder sua amada Gwen Stacy, assassinada pelo Duende Verde.