sábado, 30 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 72

- Tales of Suspense 83 (Novembro de 1966)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 65, pela editora Abril ("A Chegada do Saltador")


História:

* "Enter... The Tumbler" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Dick Ayers

A empreitada do vilão Adaptadóide, que assumiu as feições do Capitão América, se tornam uma espécie de comédia de erros. Lembrando que, ao assumir a forma do herói, o andróide também consegue simular suas habilidade.

Porém, surpreendentemente, um outro supervilão decide invadir a Mansão dos Vingadores. Trata-se do Saltador, um exímio acrobata que treinou suas capacidades físicas com os melhores artistas circences, adquirindo extrema força e destreza no combate corpo a corpo. Bem, o Saltador decide atacar o único herói presente, o Capitão América... mesmo sem saber que se trata de um impostor.

O Adaptóide pode ter assumido a forma e as capacidades do verdadeiro Capitão, mas ainda não adquiriu experiência com suas novas capacidades. Esse fator faz com que se enrole bastante e dê vantagem ao Saltador, que lhe dá uma surra vergonhosa. Jogado aos escombros, o Adptóide é posto fora de combate mas, sem que o Saltador perceba, é substituído pelo verdadeiro Capitão América, que estava preso e foi liberto na confusão. Agora, o Saltador é quem leva uma surra do verdadeiro e experiente vingador.

Após a batalha, o Adptóide, enfurecido, é preso pelo Capitão América.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 71

 - Tales of Suspense 82 (Outubro de 1966)
> Publicada no Brasil na revista Capitão América nº 651, pela editora Abril ("Capitão América Encontra o Adaptóide")


História:

* "The Maddening Mystery of the Inconceivable Adaptoid" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Frank Giacoia

Durante plantão na mansão dos Vingadores, um solitário Capitão América começa a ter uma série de alucinações com amigos e inimigos de seu passado. Essas alucinações vão ficando mais reais e desconcertantes, até que o herói desmaia. Jarvis, o mordomo da Mansão dos Vingadores, estranhamente demonstra uma força incomum ao levantar o corpo inerte do Capitão América.

Enquanto isso agentes da SHIELD descobrem um laboratório da I.M.A. que foi destruído. O único cientista sobrevivente, que está ferido junto a um maquinário que mais parece um sarcófago, balbucia algo sobre a nova criação: o Adaptóide.

Na Mansão dos Vingadores, Jarvis revela ser um impostor. O verdadeiro mordomo está desacordado e o falso agora, molda seu corpo e rosto, copiando as feições do próprio Capitão América. Trata-se do Adaptóide, que está cumprindo sua programação de destruir o herói.

Continua...

quinta-feira, 28 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 70

- The Marvel Super-Heroes (1966)
> Episódios transmitidos no Brasil pela TV Bandeirantes, em 1967


A série The Marvel Super Heroes poderia ser chamada de desenho animado. Mas o correto seria chamá-los de desenho... desanimado! Não que suas histórias não fossem tão empolgantes quanto as que seus heróis participavam nos quadrinhos. Mas era justamente o excesso de fidelidade a fonte original que lhe deu essa fama. Afinal, as animações eram feitas como se de recortes das próprias revistas, utilizando os mesmos desenhos e apenas movimentando poucas partes do corpo e do cenário em volta do personagem. Quando muito, moviam apenas a boca. Era, no entanto, uma grande sacada de divulgação de novos personagens da Marvel, na época, trazendo novos leitores para suas respectivas revistas. No Brasil, esses mesmos desenhos ficaram muito populares, preparando terreno para que a Editora Ebal, em uma campanha publicitária junto aos postos Shell, iniciassem a publicação do Universo Marvel por aqui.

Produzido pela Grantray-Lawrence Animation, um estúdio do Canadá, entre setembro e dezembro de 1966, a idéia era apresentar diariamente, de segunda a sábado, um episódio completo com cada um dos heróis: Capitão América, Namor, Homem de Ferro, Thor e Hulk. Cada desenho era dividido em três blocos, aumentando assim o suspense e dando também uma idéia do que era a estrutura da história nos quadrinhos, que por vezes era também segmentada. Até mesmo o resumo no início de cada bloco, sobre o que havia acontecido anteriormente, seguia os padrões dos quadrinhos.

Mais famosas ainda ficaram as musiquinhas tema de cada personagem, homenageadas até hoje. Esses temas tiveram suas letras adaptadas para o português no Brasil e também fizeram enorme sucesso, sendo cultuadas até hoje. Uma curiosidade, ainda brasileira: um dos narradores das histórias (e narração também era um recurso copiado dos quadrinhos) da versão brasileira era o locutor Léo Batista.

Como as aventuras do Capitão América mostravam o herói em seu ressurgimento no Universo Marvel dos anos 60, era natural haver participações especiais de outros heróis Marvel, uma vez que ele era integrante e líder dos Vingadores. Sua série, portanto, retirava tanto as histórias de Tales of Suspense (onde aparecia sozinho), como adaptada da revista dos Vingadores.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 69

- Tales of Suspense 81 (Setembro de 1966)
> Publicada no Brasil em Coleção Histórica Marvel nº 1, pela editora Panini ("O Supremo Caveira Vermelha")


História:

* "The Red Skull Supreme" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Frank Giacoia

De posse o Cubo Cósmico, o Caveira Vermelha pode realizar qualquer coisa que seus pensamentos desejem. E é um inimigo com esse poder que o Capitão América tem que enfrentar.

Entre muitos devaneios que pretende o Caveira, um deles é eliminar para sempre o seu pior inimigo. Com um reles pensamento, ordena que o Capitão América seja disperso, átomo a átomo, para outra dimensão. Mas, antes que suma, o herói trabalha o orgulho de seu inimigo. Sugere servir o Caveira Vermelha lealmente. E isso, perante o mundo, seria uma humilhação suprema para o herói... e a constatação de que o vilão é superior. Diante da oferta, o Caveira decide poupá-lo.

Ganhando pouco tempo para reagir, o Capitão América parte para cima do Caveira que, já se considerando o mestre do mundo, criou para si uma armadura de ouro. No meio da luta, o vilão acaba soltando o Cubo, que cai nas águas do oceano. Desesperado, o Caveira mergulha atrás do artefato, mas não consegue encontrá-lo. Sua mobilidade limitada impede a procura e até mesmo que volte para a superfície. Afinal, está usando a pesada armadura de ouro que criou para si.

Por enquanto, é o fim do Caveira e do Cubo que, para alívio da humanidade, está perdido para sempre no fundo do mar.

terça-feira, 26 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 68

 - Tales of Suspense 80 (Agosto de 1966)
> Publicada no Brasil em Coleção Histórica Marvel nº 1, pela editora Panini ("Aquele Que Detém o Cubo Cósmico")


História:

* "He Who Holds The Cosmic Cube" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Don Heck

o grupo criminoso conhecido como I.M.A. está em alerta. O vilão Caveira Vermelha, até então seu aliado, se voltou contra eles e roubou o poderoso Cubo Cósmico. Um dos criminosos, em fuga, tem sua nave destruída, mas ejeta-se e é resgatado pelo Capitão América, a quem revela os planos do vilão.

Auxiliado por recursos fornecidos pela SHIELD, o Capitão América tenta deter o segundo agente da I.M.A., que está hipnotizado e levando o Cubo Cósmico ao Caveira. Na perseguição, o herói acaba finalmente se encontrando com seu lendário inimigo.

O Capitão América tenta desequilibrar o Caveira valendo-se de seu orgulho. Lembra-o que o regime ao qual ele era fiel foi derrubado, assim como seu líder. Porém, ao invés de perder o controle, o Caveira usa a mesma estratégia com mais eficiência contra o próprio herói. Lembra-o da morte de seu parceiro, Bucky, e revela que esteve por trás dos acontecimentos que levaram a essa morte. Esse momento de surpresa é suficiente para que Caveira borrife gás no Capitão e tenha tempo de dominar o Cubo. Agora, o vilão tem o poder de tornar qualquer pensamento seu realidade.

Continua...

segunda-feira, 25 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 67

- Tales of Suspense 79 (Julho de 1966)
> Publicada no Brasil em Coleção Histórica Marvel nº 1, pela editora Panini ("O Caveira Vermelha Vive")


História:

* "The Red Skull Lives" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Frank Giacoia

Caveira Vermelha, o arqui-inimigo do Capitão América, está de volta! Apesar de, durante as décadas, outros assumirem a identidade do vilão, aqui trata-se do original.

Em sua última batalha contra o herói, na Segunda Guerra, o Caveira foi soterrado, mas sobreviveu graças ao vazamento de um gás experimental que o conservou até então. Curiosamente, dois lacaios do Caveira, que também foram presos pelo soterramento, foram conservados e resgatados pelos cientistas conhecidos como "Eles".

O Caveira Vermelha, descobrindo que seu odiado inimigo está vivo (e ativo), decide atacar enviando seus lacaios munidos de um uniforme especial, cujo elmo emite ondas hipnóticas, fazendo com que apenas o herói os veja. Com isso, as pessoas a sua volta, vendo-o atacar algo que não podem ver (pois estão sob o efeito do elmo), pensam que o herói enlouqueceu. Chega a um ponto em que o próprio herói se questiona se realmente não enlouqueceu.

Porém, graças a um dispositivo que inibe as ondas hipnóticas, criado pela SHIELD e instalado atrás do "A" em sua máscara, o herói consegue surpreender os lacaios e os revelar.

Enquanto isso, os cientistas da "Eles" criam uma poderosa arma, conhecida como "Cubo Cósmico". Tão poderosa que tomam extremo cuidado para não cair nas mãos de alguém tao cruel quanto o Caveira Vermelha.


A+:

* O Cubo Cósmico é um dos artefatos mais poderosos do Universo Marvel. Capaz de tornar realidade o pensamento de qualquer pessoa que o possua, já foi alvo da ambição de vários vilões e até mesmo se transformou em outro formatos. Apareceu como principal objeto nas adaptações cinematográficas da Marvel, sendo conhecida ali como Tessaract.

domingo, 24 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 66

 - Tales of Suspense 78 (Junho de 1966)
> Publicada no Brasil Biblioteca Histórica Marvel - Capitão América nº 1, pela editora Panini ("Eles")

História:

* "Them" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Frank Giacoia


Nick Fury visita a Mansão dos Vingadores para se informar se o grupo sabe algo sobre a organização criminosa conhecida como "Eles", formada por cientistas dedicados a criar armas de destruição. No local, o coronel da SHIELD encontra apenas o Capitão América, uma vez que o herói deu folga para os demais integrantes.

O encontro é interrompido por algo inusitado. Os "Eles" enviam uma espécie de criatura humanóide capaz de se adaptar a cada situação enquanto ataca. Munida de cilindros com elementos químicos diversos, quando misturados podem transformá-lo em um ser com uma espessa camada de gelo e até se tornar feito de ferro. Quando os veteranos heróis, após uma árdua batalha, conseguem derrotar a criatura, ela "apodrece" mostrando ser um humanóide artificial. O que não sabem é que os cientistas preparam um exército com essas criaturas.

Apesar do Capitão América estar desesperadamente procurando por Nick Fury nos últimos dias, com o intento de se alistar na SHIELD, agora o herói parece ter encontrado seu rumo e prefere ficar com os Vingadores. Mesmo assim, Fury deixa passe livre para o Capitão, quando ele precisar.

A+:

* O curioso encontro de Capitão América com o agente Nick Fury mostra dois heróis que atuaram na Segunda Guerra e que não envelheceram nem um pouco nas décadas seguintes. O Capitão foi congelado durante esse tempo após uma explosão que o lançou em águas geladas. Já Nick Fury, agora um dos grandes nomes da agência de espionagem SHIELD, dotada dos mais fantáticos itens tecnológicos e científicos, mantém sua idade graças a Fórmula do Infinito, que interrompeu seu envelhecimento.

* Para selar uma espécie de parceria com o Capitão, Nick Fury lhe entrega um distintivo de agente prioritário da SHIELD. É o primeiro super-herói do Universo Marvel fora da organização a se tornar um membro reserva. Essa parceria também se extenderia entre as revistas, uma vez que vários eventos que apareciam na revista Strange Tales (onde eram publicadas as histórias solo de Nick Fury) eram citadas na revista Tales of Suspense (nas histórias do Capitão).

* A organização chamada "Eles" tinha um misterioso e temido líder conhecido como O Imperador (que não aparece nas histórias iniciais). Seria a gênese do que foi chamado mais tarde de Império Secreto. Outra importante organização ao qual pertenciam os cientistas da "Eles" era a I.M.A., sigla de Idéias Mecânicas Avançadas. Eram caracterizados por uniformes amarelos, todos iguais, e com uma espécie de máscara que se assemelhava a uma enorme cartola enfiada em suas cabeças.

sábado, 23 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 65

- Tales of Suspense 77 (Maio de 1966)
> Publicada no Brasil Biblioteca Histórica Marvel - Capitão América nº 1, pela editora Panini ("Se Uma Refém Morrer")


História:

* "If a Hostage Should Die" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e John Romita Sr, artefinalizada por Frank Ray.

Na última aventura, o Capitão América se deparou com alguém que lhe fez recordar de uma garota de seu passado, pela qual foi apaixonado. Mas... quem era essa garota?

Ao relembrar o passado, se recorda da vez que, auxiliando os franceses contra a ocupação nazista, conhece uma garota, pertencente a resistência, e por ela se apaixona. Chamado para uma última missão naquele período, o Capitão América é obrigado a deixar a garota, que acaba sendo capturada pelos nazistas. Ela resiste até o fim e está prestes a ser fuzilada... quando uma bomba cai no pátio onde está e ela desaparece em meio ao lampejo.

O Capitão América chega muito depois, devido a urgência de uma missão atrás da outra, e descobre que a garota que amou morreu bravamente. Desesperado, ele ajuda a derrotar os nazistas restantes, mas está imerso pela dor da perda, mesmo em meio a comemoração dos americanos e aliados. Ironicamente, essa comemoração é filmada e, anos depois, apenas Steve Rogers consegue entender porque seu semblante está tão transtornado na gravação em meio a um dia de vitória.

O que o herói não sabe é que a garota está viva! A explosão a deixou atordoada e a fez perder a memória, não se recordando de quem era e muito menos de seu amor pelo Capitão. De qualquer forma, era uma história de amor que ali terminava.

A+:

* Ligar o Capitão América a um amor do passado parece ter rendido bem desde a última edição, fazendo com que os leitores (ou seriam leitoras?) ficassem curiosos sobre quem era a mulher loira que despertou o amor no herói. No entanto, ao invés de trazer um personagem do passado do Capitão, os autores optaram por criar uma personagem totalmente nova em seu passado, que seria a chave para o desenvolvimento de histórias futuras do personagem.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 64

 - The Avengers 28 (Maio de 1966)
> Publicada no Brasil na revista Os Vingadores nº 10, pela editora Bloch ("A Presença de Golias")


História:

* "Among Us Walks... A Goliath" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Frankie Ray.

Hank Pym pede ajuda aos Vingadores para resgatarem a Vespa do vilão conhecido como O Colecionador. O próprio Pym se mostra enfraquecido, pois suas constantes mudanças de tamanho estão causando mal a seu corpo. Mesmo assim, ele aceita aumentar seu tamanho (agora faz isso apenas se concentrando) e usa um novo uniforme. Também muda seu nome para... Golias.

Ao invadirem a base do Colecionador, os heróis enfrentam outro vilão que o está ajudando: o Besouro, costumeiro inimigo do Homem Aranha. Depois de uma árdua batalha, o grupo consegue vencer o Colecionador e resgatar a Vespa. O preço disso ficou por conta de Hank Pym. Ele sofre um colapso e seu corpo agora não mais consegue voltar a uma estatura normal. Durante um tempo, Golias terá que conviver com seu gigantesco corpo.

A+:

* É a volta de dois dos vingadores fundadores, Gigante (agora, Golias) e Vespa. O primeiro, inclusive, analisa a "gestão" do Capitão América e como sua liderança conseguiu transformar um grupo tão disfuncional em uma equipe eficaz.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 63

 - Tales of Suspense 76 (Abril de 1966)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("O Gladiador, a Garota e a Glória")


História:

* "The Gladiator, The Girl and The Glory" - Escrita por Stan Lee, desenhada por John Romita Sr.

Batroc ainda tenta perseguir a garota loira, que carrega um cilindro do poderoso explosivo conhecido como Inferno 42. Mas o Capitão América, atormentado pela garota que lembra a mulher que amou no passado, consegue alcançar o vilão. Batroc, no entanto, captura o cilindro e foge para levar a seus empregadores. Capitão América descobre que a garota é uma agente da SHIELD e que foi envenenada pelo produto que carregava.

Os empregadores de Batroc, sempre encobertos por sombras, ficam satisfeitos quando o mercenário chega com o cilindro, ao mesmo tempo que se preocupam em não ser envenenados pela radiação. Mas, logo a seguir, o Capitão América chega ao local e luta com Batroc, mostrando ser superior em combate físico e fazendo com que ele fuja. Os misteriosos empregadores também escapam, mas o herói não os persegue.

De volta a base da SHIELD, Capitão América descobre tristemente que a garota está condenada, uma vez que envenenamento por Inferno 42 não tem cura. Ela é levada por enfermeiros (provavelmente também agentes), mas revela que o mundo está seguro, pois trocou os cilindro antes de Batroc a roubar.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 62

- Tales of Suspense 75 (Março de 1966)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("30 Minutos Para Viver")


História:

* "30 Minutes to Live" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e Dick Ayers, artefinalizada por John Tartaglione

Após derrotar os robôs Hibernantes, Steve Rogers (Capitão América) se vê novamente perdido em pensamentos saudosistas, lamentando de sua condição, sendo sustentado de favor por Tony Stark e ainda não conseguindo se adaptar a um mundo décadas a sua frente.

Para acentuar ainda mais seu sentimento de saudades, ele se depara com uma garota loira nas ruas que muito lhe lembra de um antigo amor do passado. Steve tem a chance de ficar mais perto dela, após um pequeno incidente onde um homem esbarra na garota e, na confusão, acaba fugindo com um cilindro que ela carregava. Ela, porém, parece não se importar muito, como se fosse tudo ensaiado. Ao olhar mais de perto, o herói se espanta com a incrível semelhança entre ela e a mulher de seu passado.

Mas esse encontro iria durar mais um tempo, quando um vilão francês conhecido como Batroc, o Saltador, tenta roubar outro cilindro que a moça carrega (na verdade, o verdadeiro, trocado com o agente que esbarrou nela primeiramente). Graças a intervenção do Capitão América, o vilão, um exímio mestre em luta com os pés, é impedido de seguir a garota, que desaparece em uma espécie de esconderijo secreto. Batroc, no entanto, alerta o Capitão sobre um terrível produto que pode explodir a cidade toda e que está naquele cilindro... o Inferno 42!

Continua...

A+:

* O nome do vilão Batroc é uma brincadeira com a palavra batráquio, relativa a animais como os sapos e as rãs por exemplo. Assim como esses animais, Batroc é capaz de dar saltos vigorosos, já que usa os pés para lutar. Como o vilão é francês, "batroc" seria uma forma estereotipada de se falar "batráquio", em francês.

* Batroc é mestre na arte marcial conhecida como savate, também chamada de boxe francês. Consiste em lutar utilizando os pés (com muitos pontapés), mas não dispensa o uso de socos com as mãos. Assemelha-se a tailandêsa muay thai e com capoeira brasileira.

terça-feira, 19 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 61

 - Tales of Suspense 74 (Fevereiro de 1966)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("O Sono Final")


História:

* "The Final Sleep" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e George Tuska


O Capitão América é detido por soldados da OTAN, que não acreditam muito na sua fantástica história sobre três robôs gigantes. O herói só consegue o apoio necessário quando um dos generais, que lembra de seus feitos na Segunda Guerra, ordena a esses mesmos soldados que o ajudem.

O terceiro robô, na verdade, é uma bomba com o formado da cabeça do Caveira Vermelha e se encaixa nos outros dois Hibernantes. A intenção é que o maquinário siga até o Pólo Norte e, lá, atinja o centro da Terra, acabando com o planeta. Esse era o plano do vilão: se o nazismo não pudesse conquistar o mundo, então este mundo seria destruído.

O Capitão América salta de um avião da OTAN e se agarra na bomba voadora. Em cima dele, instala uma maçarico que fica constantemente aquecendo a bomba. O herói salta no mar e vê a bomba explodir sem alcançar seu objetivo.

A+:

* A OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) é uma aliança militar formada inicialmente pela Bélgica, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos, França, Islândia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal e Reino Unido. Posteriormente, outros países fariam parte da organização. Foi fundada em 1949, daí o estranhamento dos soldados nessa história em ver um "Capitão América", uma vez que o herói foi dado como desaparecido desde 1945.

* Gotterdammerung é a versão do Ragnarok da mitologia nórdica, transposta pelo compositor Richard Wagner para a ópera do mesmo nome (Crepúsculo dos Deuses, traduzido do alemão). Trata do fim do mundo, profetizado pelos deuses. Nessa história de Tales of Suspense, esse "fim do mundo" é citado como o maior desejo do Caveira Vermelha por destruir o planeta, uma vez que o nazismo foi derrotado.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 60

- Tales of Suspense 73 (Janeiro de 1966)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("Por Onde Caminha o Hibernante")


História:

* "Where Walks the Sleeper" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e George Tuska

Ainda tentando deter o primeiro robô Hibernante, o Capitão América sente o impacto de uma explosão que libera o segundo monstro: um robô voador com o formato de uma arraia marinha. Causando destruição por onde passa, o segundo robô logo encontra o primeiro e acontece algo que o herói já previa: os dois se unem em uma só máquina. Agora, o primeiro robô se tornou mais ameaçador já que, além de disparar rajadas elétricas, também é capaz de voar.

Seguindo a lógica de robôs que se unem como peças de um maior e sabendo que o Caveira Vermelha prometeu três hibernantes, o Capitão América, que consegue subir na máquina voadora, descobre um estranho encaixe que, provavelmente, seja onde o terceiro robô irá se sobrepor. No entanto, o herói é obrigado a saltar, graças aos caças da OTAN que perseguem a criatura e disparam até mísseis contra ela, sem poder vê-lo, minúsculo, nas costas do robô voador.

Continua...

A+:

* Interessante como tamanha ameaça (robôs gigantes) seja enfrentada por um herói que pode contar com pouco poder além de suas habilidades físicas. Sequer pensa em convocar um dos vingadores para ajudá-lo. Mas o tom dessa história pede exatamente isso. Um busca frenética por uma forma de deter criaturas que avançam rapidamente, deixando um rastro de destruição. Nesse sentido, a narrativa faz com que essa história tenha um tom de ação muito mais acentuado. Fora isso, as histórias publicadas na revista Tales of Suspense são justamente as aventuras solo do herói.

domingo, 17 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 59

 - Tales of Suspense 72 (Dezembro de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("O Despertar do Hibernante")


História:

* "The Sleeper Shall Awake" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e George Tuska

No presente, o Capitão América lembra-se de uma importante informação obtida no passado: seu arquiinimigo, Caveira Vermelha, revelou que uma grande ameaça conhecida como "Os Três Hibernantes" despertaria 20 anos no futuro e destruiría os inimigos e seus aliados. Acontece que já se passaram 20 anos e o herói se preocupa com a funesta previsão.

De fato, em uma pequena cidade na Alemanha, um gigantesco robô desperta e nada parece detê-lo... nem mesmo o Capitão América, que chega a conclusão de que aquele é apenas o primeiro dos chamados Hibernantes.

Enquanto isso, em outra parte, um segunda agente secreta está prestes a despertar o segundo Hibernante.

Continua...

A+:

* Possivelmente, os leitores se sentiram incomodados com as histórias do Capitão América na Segunda Guerra Mundial. O que todos queríam ver mesmo era o herói agindo no "presente", junto aos Vingadores. Unindo o útil ao agradável, a revista Tales of Suspense dá a entender que as histórias do passado eram contos que o herói apresentava para seus colegas de grupo. Dessa forma, foi possível ligar passado e presente nessa história, inclusive mostrando uma possível última aparição do vilão Caveira Vermelha na Segunda Guerra, mas não exatametne deixando claro se ele morreu ou não.

sábado, 16 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 58

 - The Avengers 24 (Janeiro de 1966)
> Inédita no Brasil


História:

* "From the Ashes of Defeat" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Dick Ayers

Cercados no reino de Ravonna pela tropas atemporais de Kang, o Conquistador, os quatro Vingadores, mesmo auxiliados pelo (fraco) exércido daquele reino, são facilmente derrotados e capturados. Apenas Mercúrio, utilizando sua velocidade consegue escapar mas, ferido, recebe refúgio de um dos cidadãos.

Mas uma inesperada reviravolta... ou melhor dizendo... revolta... muda os planos do vilão. Os generais de suas tropas, formadas pelos mais violentos exércitos da História, cobram que Kang seja mais cruel com o inimigo, executando-o como mandam suas próprias regras, ameaçando se virar contra Kang, caso ele não aja de acordo. O problema é que o motivo de Kang invadir a cidadela foi para conquistar (literalmente) sua amada Ravonna, princesa do local. Kang, então, se encontra em uma situação crítica e, para enfrentar seu próprio exército, é obrigado a unir forças aos vingadores, que eram seus prisioneiros.

Unidos, heróis (agora com Mercúrio se unindo ao grupo) e vilão conseguem derrotar os bárbaros exércitos temporais. Quando Kang, ainda em sua trégua, devolve os Vingadores a sua época, um dos generais atira... e atinge Ravonna. Os heróis nada podem fazer além de testemunhar a face furiosa do vilão, sem saber o que os espera da próxima vez que o encontrarem.

A+:

* Entre trancos e barrancos, o Capitão América recupera seu poder como líder dos Vingadores. A palavra aqui é tolerância. Ou seja, mesmo tendo um Gavião Arqueiro como rebelde desbocado e avesso a qualquer tipo de autoridade (inclusive liderança), é de se compreender que, afinal, ele não o faz por maldade. Se assim fosse, estaria lutando pela liderança do grupo, algo que vinha apenas comentando, mas nunca assumindo de fato. Sua aparente rivalidade com o Capitão, portanto, nada mais é do que reação de seu próprio gênio difícil mas que, no fundo, está sempre propenso a colaborar e até mesmo a seguir ordens (ainda que resmungando). Como líder... um bom líder... o Capitão América começa a entender esse tipo de personalidade e a tolerar dentro de seu grupo, ganhando mais respeito de seus integrantes.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 57

 - The Avengers 23 (Dezembro de 1965)
> Inédita no Brasil


História:

* "Once An Avenger..." - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por John Romita Sr

Quando os Vingadores se vêem despedaçados com a saída do Capitão América, restando no grupo apenas o trio formado por Gavião Arqueiro, Feiticeira Escarlate e Mercúrio, o vilão Kang decide atacar a mansão que serve de base aos heróis, afim de provar ser o conquistador em batalha para sua amada, a princesa Ravonna (que até tem uma queda pelo vilão, mas não concorda com sua atitude vilanesca).

Sabendo que seus ex-companheiros estão em perigo, o instinto de herói do Capitão América fala mais alto e ele deixa suas diferenças de lado, unindo-se o ao trio par enfrentarem Kang. Porém, o vilão convoca sua enorme tropa futurista para atacar quem quer que seja a impedir sua paixão por Ravonna.

Continua...

A+:

* O Capitão América, fora de seu tempo e desiludido, procura seu espaço no mundo que o cerca de forma digna. Apesar de ser acolhido na Mansão dos Vingadores, tendo ali tudo necessário para seu sustento (e graças a fortuna de Tony Stark, o Homem de Ferro), prefere depender de recursos conquistados com seus próprio esforço.

Mas, que emprego poderia arrumar um supersoldado da Segunda Guerra Mundial?

É justamente essa situação tão dramática e realista (beirando o absurdo), que caracterizou os personagens da Marvel nos anos 60 (refletindo nos quadrinhos de super-heróis desde então). Não importa o quão poderoso ou mesmo glorioso seja o herói. Suas dificuldades são tão humanas quanto as enfrentadas pelos leitores de suas revistas.

Para se ter uma idéia, se fosse diferente, os autores poderiam levar a história seguindo a lógica de que Tony Stark, milionário, bancaria os heróis e mesmo poderia dar empregos para suas respectivas identidades secretas em suas indústrias. Os Vingadores, dessa forma, se tornariam mais corporativos. Mas mostrar os heróis em dificuldades e até mesmo com preocupações financeiras era o que, como dito, marcava os quadrinhos da Marvel. No caso do Capitão América, ainda havia a depressão por estar sozinho em uma época que não era a sua.

Em tempo: o emprego que Steve Rogers (identidade do Capitão), encontra não poderia ser mais lógico e imediato: instrutor de boxe! Era uma forma de utilizar-se de suas habilidades em combate corporal para tentar ganhar o pão do dia a dia.

Os Vingadores desse período, como se pode ver, estavam longe de ser o grupo de heróis "mais poderoso da Terra". Nesse ponto, este título era águas passadas, uma vez que os realmente mais poderosos, Homem de Ferro e Thor, estavam até o pescoço cuidando de seus próprios problemas.

* O título dessa história, "Once An Avenger..." se tornaria uma espécie de lema do grupo nas décadas seguintes. Com diversos integrantes e, consequentemente, ex-integrantes, costuma-se dizer que "Uma vez Vingador (tradução do título)... para sempre se será um vingador.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 56

 - The Avengers 22 (Novembro de 1965)
> Publicada no Brasil na revista Os Vingadores nº 10, pela editora Bloch ("A Viagem de Volta")


História:

* "The Road Back" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Wallace Wood

Os Vingadores foram dispersos por ordem da Câmara Municipal. Capitão América, também já cansado da rebeldia do Gavião Arqueiro e do Mercúrio, deixa o grupo. Numa situação humilhante, os heróis remanescentes tentam utilizar suas habilidades procurando empregos no mundo dos espetáculos. Aproveitando-se da situação, o vilão Mestre do Picadeiro, líder do Circo do Crime, tenta utilizá-los para seus crimes. E mesmo quando os heróis descobrem seus planos e os atacam, o Mestre chama a polícia acusando-os de tentativa de roubo a seu circo. Como a moral dos heróis não está nada boa, agora também são perseguidos pela lei.

Poderoso e Encantor se divertem com a vitória. É quando aparece um misterioso empresário querendo agenciá-los. Poderoso se irrita com o inoportuno visitante e acaba falando demais sobre seus planos. Então, o "empresário" revela ser o Capitão América disfarçado e aquela confissão foi gravada.

Acidentalmente, quando tenta esconder a fita com a confissão, o Capitão acaba acionando o alerta aos outros integrantes, que chegam ao local e ajudam a derrotar o vilão. Encantor, vendo que seu aliado será derrotado, o abandona. Demonstrando estar apaixonado pela bruxa asgardiana, o Poderoso desiste de brigar diante do abandono.

Porém, mesmo com a vitória, a crise amarga que se abateu sobre o grupo afeta toda a força de liderança do Capitão América, que decide, de fato, deixar os Vingadores.

Continua...

quarta-feira, 13 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 55

 - The Avengers 21 (Outubro de 1965)
> Publicada no Brasil na revista Os Vingadores nº 10, pela editora Bloch ("O Gosto Amargo da Derrota")


História:

* "The Bitter Taste of Defeat" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Wallace Wood

Em meio a uma crise interna nos Vingadores, onde os heróis discutem sobre a liderança do grupo (principalmente alimentada por discussões entre Capitão América e Gavião Arqueiro), a vilã Encantor retorna auxiliada por um novo parceiro: Poderoso. No entanto, ao invés de um ataque frontal, o casal manipula as situações (aproveitando-se da discordância interna dos heróis) e mostra para as autoridades que o Poderoso quer ser um novo herói, sendo sempre detido pelos "baderneiros" Vingadores. O plano funciona e as autoridades ordenam que os Vingadores sejam desmantelados.

O que poucos sabem é que o Poderoso era um dos capangas do falecido Barão Zemo, que recebeu os mesmos raios que deram poder ao Magnum (Simon Williams) e está sendo orientado por Encantor.

Continua...

terça-feira, 12 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 54

- Tales of Suspense 71 (Novembro de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("Quem Dorme Com os Cães")


História:

* "...When You Lie Down With Dogs..." - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e George Tuska, artefinalizada por Joe Sinnott

Enquantos os soldados nazistas carregam Capitão América, Bucky e Celia (irmã do Dr Rawlings) para um compartimento em um foguete V-2 que será lançado na Inglaterra, o cientista é jogado em um calabouço por seus antigos aliados. Capitão América, no entanto, acorda e consegue fugir das mãos de seus captores.

O líder dos nazistas ameaça matar Bucky se o Capitão não se render, mas o parceiro do herói também acorda e consegue ajudá-lo a recuperar seu escudo.

Célia, que no meio da confusão está solta, joga-se a frente de uma arma apontada para os heróis, sendo mortalmente ferida pelo disparo. Sua últimas palavras alertam o Capitão sobre um ataque as tropas que ele deixou na França (para resgatar Bucky).

Os heróis pedem ajuda ao Dr Rawlings, que está em choque pela morte da irmã. Ele muda a trajetória do foguete e o lança sobre as tropas nazistas. o que os heróis não imaginavam era que, em sua loucura, o cientista também explode o local onde está o combustível do foguete, levando o castelo abaixo. Apenas os heróis conseguem escapar e, na França, sem que saibam, os soldados americanos são salvos a tempo pelo foguete, que cai nas tropas inimigas.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 53

 - Tales of Suspense 70 (Outubro de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("É Traição... e da Grossa")


História:

* "If This Be Treason" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby e George Tuska, artefinalizada por George Tuska

O Dr Rawlings continua a colaborar com os nazistas e, graças a seus planos, consegue capturar o Capitão América, que invadiu seu castelo para libertar seu parceiro, Bucky. O Capitão América até desconfiava que se tratava de uma armadilha já que, atrás de Bucky, havia um tanque com gás, que seria acionado assim que o libertasse. Algo que seu parceiro, mesmo amordaçado tenta alertar. Mesmo assim, devido a quantidade de soldados inimigos, o herói acaba inalando o gás. Mas o que o Dr Rawlings não esperava era que sua irmã, que é contra essa colaboração, e até mesmo tenta alertar o herói, iria se tornar tão refém dos nazistas quanto o Capitão e Bucky.

Continua...

domingo, 10 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 52

 - Tales of Suspense 69 (Setembro de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão America nº 1 , pela editora Panini ("Meia-noite no Castelo de Greymoor")


História:

* "Midnight in Greymoor Castle" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Dick Ayers

Em um laboratório dentro do Castelo Greymoore, o Dr Rawlings auxilia os nazistas a construírem um dispositivo que irá encolher o Capitão América e seu parceiro Bucky a um tamanho microscópico. Os nazistas ficam satisfeitos quando o cientista mostra o sucesso de seu experimento, testando em bonecos que são réplicas dos heróis. Alertado sobre sua irmã, que censura-o por ajudar os nazistas, o Dr Rawlings se mostra amargo e vingativo devido a perda de sua  mão, o que o fez perder diversas oportunidades.

Em outro ponto da Grã-Bretanha, o regimento americano do Sargento Duffy se prepara contra a oposição nazista em solo britânico. Na tropa estão Steve Rogers (que secretamente é o Capitão América) e Bucky Barnes (parceiro do herói). Enquanto Rogers participa da empreitada usando sua identidade civil, a base é atacada pelos nazistas, forçando Bucky a vestir seu uniforme e enfrentá-los sozinho. Porém, o herói é capturado e levado para o Castelo do Dr. Rawling.

Enquanto isso, durante a batalha contra as tropas nazistas, Steve se depara com uma comunicação do inimigo, onde é revelado que Bucky foi capturado e será eliminado. Mudando para sua identidade de Capitão América, Steve toma um avião dos nazistas e segue para o Castelo Greymoore, onde Bucky está prestes a ser encolhido.

Continua...

sábado, 9 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 51

 - The Avengers 20 (Setembro de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Os Vingadores nº 2 , pela editora Panini ("A Vingança é Nossa")


História:

* "Vengeance Is Ours" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Dick Ayers

Após salvar o Capitão de uma queda fatal, os Vingadores vão à forra contra o Espadachim. Quando tudo parece perdido para o vilão, ele é teletransportado para o castelo do Mandarim, no outro lado do mundo. O chinês o quer como aliado contra o Homem de Ferro. Para isso, o oriental envia um holograma falso do Vingador Dourado ao QG dos heróis, pedindo que aceitem o Espadachim nas suas fileiras. Para dar-lhe maiores chances, incrementa a espada de seu novo aliado com botões capazes de fazê-la ganhar um novo arsenal (disparando raios ou fogo, por exemplo), assim como seus anéis.

Infiltrado nos vingadores, o Espadachim fica ciente de que o Mandarim irá explodir uma bomba para matar os heróis e, assim, chamar a atenção de seu maior inimigo, o Homem de Ferro. Mas o plano do vilão dá errado quando o Espadachim se apaixona pela Feiticeira Escarlate e mesmo se apega ao companheirismo dos demais.

O Espadachim é descoberto como aliado do Mandarim, mas consegue fugir dos enfurecidos vingadores. O que os heróis não sabem é que seu agora ex-colega levou a bomba para um lugar que não lhes seria fatal. É o fim da parceria entre os vilões e de qualquer chance do Espadachim em entrar para a equipe.

(Fonte: Guia dos Quadrinhos )

sexta-feira, 8 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 50

 - The Avengers 19 (Agosto de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Os Vingadores nº 2 , pela editora Panini ("Surge o Espadachim")


História:

* "The Coming of... The Swordsman" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Dick Ayers

Um criminoso uniformizado conhecido como Espadachim decide entrar para os Vingadores. A intenção é se beneficiar da posição perante o grupo, facilitando assim seus golpes. Ousado, o vilão invade a Mansão dos Vingadores e, mais ousadamente ainda,  tenta forçá-los a aceitá-lo no grupo.

Ironicamente, o único vingador que o Espadachim não encontra é o Gavião Arqueiro. Acontece que os dois já se encontraram no passado, quando ambos trabalhavam em um circo, sendo que o homem que se tornaria o Espadachim era mentor daquele que se tornaria o Gavião Arqueiro. A amizade entre os dois terminou quando Clint (o Gavião) flagrou o Espadachim roubando o dinheiro do circo.

Após conseguir fugir da Mansão, o Espadachim falsifica uma carta de Nick Fury endereçada ao Capitão América, atraindo este que pensa estar sendo convocado para uma missão (o herói estava ansioso por uma resposta, pois acredita que trabalhando com contraespionagem, estaria menos deslocado no mundo "moderno").

Quando os demais vingadores conseguem chegar ao local da armadilha, o Espadachim já dominou e amarrou o Capitão (após uma árdua batalha) e ameaça jogá-lo do alto de um edifício. Para poupar seus amigos do dilema de não atacar o vilão, o próprio Capitão salta para uma queda fatal.

Continua...

A+:

* Assim como o Gavião Arqueiro tem vários tipos de flechas especiais em seu arsenal, o Espadachim carrega uma espada que é capaz de operar várias funções. Ou seja, é um personagem temático cujo arsenal é baseado em espadas.

* No Brasil, em sua primeira aparição, o vilão foi batizado de O Esgrimista.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 49

 - The Avengers 18 (Julho de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Os Vingadores nº 2 , pela editora Panini ("Quando o Comissário Comanda")


História:

* "When the Commissar Commands" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Dick Ayers

Os Vingadores visitam um país oriental, cujo um tirano conhecido apenas como O Comissário os desafia para uma batalha. Surpreendentemente e sem aparentar nenhum superpoder (além de sua força física e tamanho descomunais), o tirano derrota cada um dos integrantes. Apenas o Capitão América percebe uma peculiaridade e utiliza a Feiticeira Escarlate para desmascará-lo: O Comissário não passa de um enorme robô, operado a distância por seu "general". Com a derrota do robô, os heróis também libertam o povo oprimido pelo tirano.
 

quarta-feira, 6 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 48

 - Tales of Suspense 68 (Agosto de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão América nº 1 , pela editora Panini ("O Sentinela e o Espião")


História:

* "The Sentinel and the Spy" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Frankie Ray


Apesar de ter sofrido lavagem cerebral pelo Caveira Vermelha, o Capitão América consegue se recuperar antes que um tiro fatal faça como vítima um militar inglês de alto escalão. Bucky, disfarçado de soldado nazista, consegue ajudar seu parceiro contra os outros invasores.

Mas o Caveira vermelha ainda tem um espião infiltrado em um campo de prisioneiros, pronto para ser acionado. Esse manipula a situação para que seja transferido. Coincidentemente, quem o escolta são Steve Rogers e Bucky Barnes. Utilizando uma bomba de gás que levava escondida, o espião consegue escapar para a floresta, onde o Caveira havia sinalizado uma poderosa arma de raios desintegradores.

Quando o espião ataca uma patrulha do exército, o Capitão América é obrigado a agir. O herói induz o espião a utilizar a arma em potência máxima. Isso faz com que ela sobrecarregue e exploda, ferindo o vilão. Quando o sargento do regimento de Steve chega ao local, possesso por seus soldados deixarem o espião fugir, ele encontra Rogers ferido, sendo atendido por Bucky Barnes e os médicos. Ferimentos superficiais para o herói... mas que o livra (um pouco) da ira de seu sargento.

terça-feira, 5 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 47

 - Tales of Suspense 67 (Julho de 1965)
> Publicada no Brasil no especial Biblioteca Histórica Marvel - Capitão América nº 1 , pela editora Panini ("Para a Tirania Não Triunfar")


História:

* "Lest Tyranny Triumph" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Frankie Ray


Nos anos 40, o Capitão é capturado e submetido a droga que o deixa a serviço do Caveira. Sua missão: invadir o QG dos aliados ingleses e assassinar seu comandante. O único que pode impedir a tragédia é Bucky. Foi esta HQ que deu origem a “Lest tyranny triumph”, o 3° capítulo do 2° episódio do desenho da TV do nosso Cabeça Alada (1966).

(Fonte: Guia dos Quadrinhos )

segunda-feira, 4 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 46

 - Tales of Suspense 66 (Junho de 1965)
> Publicada no Brasil na revista Marvel + Aventura nº 3 , pela editora Panini ("A Fantástica Origem do Caveira Vermelha")


História:

* "The Fantastic Origin of the Red Skull" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Chick Stone

A origem do Caveira Vermelha é revelada pelo próprio vilão, que a conta para um Capitão América feito prisioneiro.  Ao final da narrativa, o Capitão América sofre uma lavagem cerebral para se tornar um nazista.

Continua...

A+:

* Apesar de hoje o Caveira Vermelha ser considerado um dos maiores vilões do universo Marvel, além de arqui-inimigo do Capitão América, é fato que em seu surgimento nos quadrinhos ele não tinha esse peso todo. Era um super-nazista, sim, mas era apenas mais um entre os tantos exóticos vilões da galeria do Capitão em início de carreira. Com o universo Marvel surgindo nos anos 60, o vilão ganharia mais peso e se mostraria bem mais perigoso do que um mero criminoso que vestia uma máscara de caveira.

Nessa reformulação do personagem, suas motivações são exploradas bem como uma origem psicológica para sua maldade, moldada em anos de privações e pobreza. Ironicamente, isso o torna a antítese perfeita para o Capitão América, uma vez que o herói também levou golpes duros da vida, mas tomou caminhos bem diferentes do que os seguidos pelo vilão.

domingo, 3 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 45

 - The Avengers 17 (Junho de 1965)
> Publicada no Brasil na revista Biblioteca Histórica Marvel - Os Vingadores nº 2 , pela editora Panini ("Quatro Contra o Minotauro")

História:

* "Four Against The Minotaur" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Don Heck, artefinalizada por Dick Ayers e Mike Esposito


Na primeira reunião do segundo grupo de Vingadores, o Capitão América, atual líder, propõe que encontrem o Hulk e o reintegrem na equipe, uma vez que, entre todos eles (Gavião Arqueiro, Feiticeira Escarlate, Mercúrio e o próprio Capitão), não há nenhum herói com superforça, o que pode pesar em uma batalha de grandes proporções. Para dinamizar essa busca, o grupo recorre até mesmo a divulgação pela mídia. O que o grupo não sabe é que o Hulk está ocupado enfrentando o vilão Líder, que o capturou.

Em uma sessão de treinamento, os Vingadores são atacados por um enorme robô que, derrotado, lhes transmite uma mensagem sobre o Hulk estar no deserto. Mas tudo não passa de uma armadilha do vilão Toupeira, que os guia para uma cilada. Coincidentemente, a batalha entre o Hulk e o Líder se dá a pouca distância da armadilha do Toupeira. Mas, mesmo assim, o grupo não irá encontrar seu antigo integrante.

Enquanto os heróis procuram pelo Hulk, são tragados por uma profunda abertura subterrânea. Salvos devido a liderança tática do Capitão América (que coordena suas respectivas habilidades), os Vingadores descem pela abertura e se deparam com uma extensa galeria de cavernas. Seguindo por elas, os heróis encontram uma enorme e selvagem criatura, que muito se assemelha ao mitológico Minotauro. No meio do confronto com o monstro, Mercúrio é isolado do grupo por um deslizamento de terra. O herói supervelocista é atacado pelas criaturas subterrâneas que servem o Toupeira e o levam até o vilão. A intenção do Toupeira é que Mercúrio revele como adquiriu seus poderes de supervelocidade. O que o vilão não sabe é que o herói é um mutante, ou seja, já nasceu com tais poderes.

O restante dos Vingadores procuram por Mercúrio enquanto são atacados novamente pelo Minotauro. Utilizando seus poderes mutantes, a Feiticeira Escarlate prende os chifres da criatura em um bloco de xisto. Os Vingadores encontram o Toupeira e Mercúrio, mas o vilão, sentindo-se derrotado (afinal, o grupo escapou do poderoso Minotauro), os envia de volta para a superfície.

Apesar da busca pelo Hulk ter fracassado, o Capitão América ressalta que a aventura acentuou o quanto essa equipe está sincronizada, aproveitando ao máximo o potencial de cada integrante.

A+:

* Apesar do Capitão América ser o líder da equipe, conhecido por sua fama passada, o maior problema aqui é lidar com um grupo totalmente disfuncional. Mercúrio e Feiticeira Escarlate pertenciam ao grupo Irmandade de Mutantes, liderados pelo vilão Magneto, inimigo dos X-Men, e desistiram de seguir os ideais extremistas do terrorista. Gavião Arqueiro redimiu-se a pouco tempo, sendo até então um vilão, em parceria com a Viúva Negra. Além disso, não consideram o Capitão América por seu mérito como herói da Segunda Guerra. Pelo contrário. Justamente por isso, o julgam uma "velharia" que talvez não tenha condições de liderar. Essa discordância parte principalmente da rebeldia juvenil do Gavião Arqueiro e da arrogância de Mercúrio, herança dos ideais de Magneto, que pregava que os mutantes são uma raça superior.

sábado, 2 de junho de 2012

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 44

 - Tales of Suspense 65 (Maio de 1965)
> Publicada no Brasil na revista Biblioteca Histórica Marvel - Capitão América nº 1 , pela editora Panini ("OCaveira Vermelha Ataca")


História:

* "The Red Skull Strikes" - Escrita por Stan Lee, desenhada por Jack Kirby, artefinalizada por Chic Stone

O exército americano vem sofrendo uma série de sabotagens. Na investigação a procura do responsável, Capitão América e Bucky descobrem que se trata de um homem que se autodenomina Caveira Vermelha. No primeiro combate com o vilão, os heróis derrotam um grupo de nazistas e, na confusão, o Caveira acaba fugindo.

No dia seguinte, um homem chamado Sr. Maxon, da Corporação Aeronáutica Maxon, vai até o mesmo regimento onde estão alistados Steve Rogers e Bucky Barnes para assistir a uma demonstração de um avião experimental. No entanto, o avião explode e os pilotos morrem. Rogers fica indignado com a preocupação de Maxton com o avião ao invés de lamentar a vida dos homens que o pilotavam.

No dia seguinte, Capitão América e Bucky rencontram o Caveira Vermelha. Dessa vez, além de capturá-lo, conseguem desmascará-lo... revelando que o vilão é Maxton. Na verdade, o verdadeiro Maxton foi eliminado e substituído por um sósia nazista. O Caveira Vermelha novamente consegue escapar.

A+:

* Depois do Capitão América ser reformulado e trazido novamente para os quadrinhos, seu principal inimigo seria também revivido nessas novas histórias recontando o passado do herói. Este era o Caveira Vermelha da Era de Ouro dos quadrinhos. Apesar de ser apresentado inicialmente com o nome de Maxon, fica claro que o verdadeiro Maxon foi substituído pelo vilão. Futuramente, seria revelado que o verdadeiro nome do vilão é Johann Schimidt. Apesar de surgirem várias versões do personagem ao longo das décadas, Johann é considerado o principal homem a utilizar o nome de Caveira Vermelha.

Apesar dessa série de histórias mostrarem o Caveira Vermelha da época da Segunda Guerra, o vilão ainda iria reaparecer na atualidade do Universo Marvel.