sexta-feira, 30 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 498

 
- Legion Lost 4 (Agosto de 2000)

História:

* "Makeshift" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Enquanto o grupo passa seu tempo treinando suas habilidades de combate, Brainiac 5 tenta recriar um propulsor de salto no hiperespaço de improviso. O primeiro teste dá certo mas os leva a seis anos-luz de distância, considerado pouco mas já é um começo, levando-se em conta as condições incomuns em que se encontram.

A nave acaba em frente de um enxame do que parecem ser águas-vivas feitas de energia e que são atraídas por movimento. Logo, as criaturas invadem a nave e recobrem o corpo dos heróis. Quem os salva é Aparição que, intangível, consegue passar sem ser agarrada e espantar as criaturas.

Shikari parece acompanhar o grupo e já se sentir parte dele, mostrando que não se identificava com sua pacífica raça. De fato, a alienígena se mostra até encantada com o treinamento e os combates entre os legionários, assimilando e se interessando pela maioria deles. Aprendendo cada vez mais sobre a língua de seus novos colegas, ela mistura sua própria linguagem (quase indígena) com o interlac e chama Erg-1 de "wildfire" (tradução literal: estrela selvagem). O legionário, no entanto, gosta do som e começa a utilizar esse nome. "Selvagem", inclusive, é um termo que bem irá se encaixar no personagem, uma vez que seu temperamento explosivo não poupa nada e sua energia, como demonstra disparando contra o enxame de criaturas de energia que já estavam fugindo.

É, literalmente, um pequeno salto na longa e misteriosa volta pra casa.

A+:


* O personagem Erg-1 surgiu nas histórias da Legião, décadas atrás, utilizando o simples nome Erg-1. Era apenas para ser um personagem drámatico (humano que teve seu corpo transformado em energia imaterial) e feito para uma única aparição. O sucesso entre os leitores, no entanto, fez com que voltasse tempos depois e se tornasse um legionário definitivamente, sob o codinome de Wildfire. No Brasil, o mesmo personagem foi popularizado com o nome de Pulsar.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 497


 
- Legion Lost 3 (Julho de 2000)

História:

* "Lone Star State" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Os legionários perdidos visitam o estranho povo inseto, chamado kwai, do qual pertence a alienígena Shikari. Ao contrário do que se possa imaginar, trata-se de uma raça extremamente pacífica, dedicada apenas a caçar rochas estelares e cometas.

Participando de uma das caçadas dos kwai, Kid Quantum e Ultra Rapaz acabam encontrando uma estranha "estrela" que é um velho conhecido deles: Erg-1. Confundido com um astro, a energia que formava o legionário foi capturada após a explosão do mesmo portal estelar que lançou os legionários para o outro lado do universo. Brainiac 5 consegue fazer contato com Erg-1 e cria um novo traje de contenção que lhe dá mobilidade e uma forma humanóide.

Os kuai sofrem um novo ataque dos caçadores Progeny, mas agora são defendidos com essa célula da Legião.

Enquanto isso, Kid Quantum mantém sua atenção na imagem holográfica de Alquimista, criada por ele antes do portal estelar explodir e salvar seus companheiros, perguntando se o colega, assim como Erg-1, também não pode estar vivo.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 496


- Legion Lost 2 (Junho de 2000)

História:

* "Enigma Variations" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

O pedaço de satélite onde estão os integrantes da Legião é capturado pela enorme nave dos caçadores, chamados de Progeny. Dentro dela, os heróis descobrem que a Progeny é extremamente racista e recicla os corpos de todos aqueles que não são de sua raça.

No entanto, a Progeny, mesmo em maior número, não parece tão preparada para a batalha e os legionários os dominam facilmente. A batalha se torna um tanto quanto pessoal para Monstra que, diante dos horrores racistas da Progeny, relembra fatos de sua origem. Ela era uma garota normal, filha de um industrial de Xanthu. Mas ficou abismada como seu próprio pai tratava com desprezo aqueles que eram contra sua indústria. Em um dos ataques dos manifestantes, a garota foi atingida por uma bomba genética que a deformou e fez seu corpo ficar volumoso e maior. Com o tempo, seu pai demonstrou repulsa diante da filha monstruosa. Solitária, a garota se tornou uma das heroínas de Xanthu e, posteriormente, seria MOnstra, da Legião dos Super-Heróis.

Brainiac 5, agora com informações de navegação da nave da Progeny, descobre que eles, de fato, estão muito longe de casa. Sua mente brilhante é capaz de cálculos com números enormes. Mas mesmo ele assume que nem sua imaginação é capaz de arriscar a distância que estão da Terra.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 495

 
- Legion Lost 1 (Maio de 2000)

História:

* "Legion Lost" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Depois que a revista mensal da Legião dos Super-Heróis foi cancelada, o grupo ficou de molho por um tempo. Mas não significava que os leitores não os veriam de novo. Para não ficarem estagnados, maxisséries foram lançadas abordando o destino dos heróis após a explosão do portal estelar na última edição da revista. Uma dessas minisséries era Legion Lost, mostrando um pequeno grupo de legionários que foi lançado (juntamente com parte de seu satélite) para o outro lado do universo. Tão distante que nenhuma criatura sequer sabia da existência (nem por boatos) de uma Legião dos Super-Heróis.

Somos apresentados a Shikari, pertencente a uma raça alienígena que se parece com insetos voadores e perseguida por uma casta de caçadores também com um visual parecido com um inseto. Fugindo dos caçadores, Shikari se depara com o que julga ser uma espécie de santuário. Na verdade, trata-se da metade do satélite da Legião que foi lançada no pelo universo.

Dentro deste "santuário", vê uma mensagem holográfica de Alquimista, que explica ter salvo seus colegas de uma terrível catástrofe envolvendo-os em uma espécie de cristal, onde seus corpos estão em animação suspensa. Shikari é seguida pelos caçadores e, na fuga, acaba esbarrando nos citados cristais, onde corpos estão dentro deles.

Durante sua luta com os caçadores, Shikari vê os cristais se partindo e libertando alguns legionários. São eles: Penumbra, Monstra, Brainiac 5, Relâmpago, Satúrnia, Kid Quantum (que não morreu, sendo salva por Alquimista), Ultra Rapaz, Aparição e Camaleão. Os heróis são hostilizados pelos caçadores, mas conseguem derrotá-los facilmente. Graças aos poderes mentais de Satúrnia, todos conseguem entender o que aquela alienígena (Shikari) está falando, assim como ela também passa a entendê-los.

Desorientados, ouvem Brainiac 5 apresentar a teoria de que foram lançados do outro lado do universo. Antes mesmo que possam reagir diante dessa crise, percebem que não estão sós. Do lado de fora do satélite, surge uma enorme nave. Enorme como um planeta.

Continua...

A+:

* A série Legion Lost faz referência a série televisia Perdidos no Espaço, criado por Irwin Allen e que foi produzida na década de 60. Até mesmo os símbolo contido no logo da revista homenageia o longa-metragem de 1997 que atualizava o seriado.

* Os caçadores que perseguem Shikari tem o formato de isópodos terrestre, também conhecidos como tatu-bolinha ou tatuzinho.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 494

 - Legion of Super-Heroes 125 (Março de 2000)

História:

* "Extinction Event" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Angel Unzueta, artefinalizada por Jaime Mendoza

Último número da revista Legion of Super-Heroes.

Brainiac 5 presencia a explosão de um portal estelar e é protegido, juntamente com uma integrante da Workforce, por seu campo de força. Sua companhia começa a mudar ao seu lado e revela ser... a garotinha Lori Morning, que usou o discador mágico para se tornar uma heroína da Workforce. A garota tem a idéia de fazer com que Brainiac 5 utilize o discador e ganhe superpoder que, somado a sua inteligência, poderá tirá-los dali. Brainiac 5, porém, prefere analisar o discador e fazer com que o mesmo potencialize seu campo de força, dando propulsão suficiente para que voltem ao satélite.

Mesmo no satélite, o perigo é imediato, já que a explosão do portal estelar está próxima. Porém os outros legionários já chegaram ao local e ajudam da melhor forma que podem.

A idéia para deter a explosão é utilizar Drake Burroughs, que é formado por dois heróis transformados em energia e contidos dentro de um uniforme especial, para que esse drene a energia dispendida, enquanto Kid Quantum e Alquimista tranformem tudo a volta em um material de contenção. No início parece dar certo, mas o uniforme de Drake, acumulando tanta energia, explode e faz com que a instabilidade do portal estelar só piore. Kid Quantum e Alquimista, numa tentativa desesperada de deter a explosão, morrem engolfados pelo portal.

Desespero total no satélite da Legião, pois a explosão os alcançará em... 2 minutos! Todos fazem o possível para evacuar o local. Alguns, inclusive, morrem com os detroços que começam a voar em todas as direções. Não há tempo para mais nada. O satélite é engolido pela explosão do portal estelar, matando todos seus ocupantes.

Fim?

A+:

Quando é explicado a Drake qual será seu papel no plano de deter a explosão, ele recebe um nome técnico (Energy-Release Generator), cuja sigla é ERG-1. Ele gosta tanto da sigla que acaba adotando-a como seu codinome de legionário (título que acaba de ganhar). Esse mesmo personagem, também conhecido no Brasil como Pulsar (cujo nome original é Wildfire), surgiu nos quadrinhos sem muitas pretensões de tornar-se um herói fixo (sendo popularizado depois) utilizando esse mesmo nome, ERG-1.

domingo, 25 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 493

 - Legionnaires 81 (Março de 2000)

História:

* "Event Horizon" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Adam Dekraker, artefinalizada por Andy Lanning

Último número da revista Legionnaires e penúltima parte dessa grande fase da Legião dos Super-Heróis.

O novo Workforce, do bilionário Leland McCauley, muda de um grupo juvenil rival da Legião para um grupo aparentemente paramilitar (muito comum nas centenas de grupos desse tipo que invadiram os quadrinhos dos anos 90). Mesmo assim eles não são páreo para o pequeno grupo de Legionários que está no satélite após Brainiac 5 ter partido para investigar uma anomalia num dos portais estelares.

Por falar em Brainiac 5, o que o herói descobre é que os portais estelares estão entrando em colapso, após a invasão da Praga, e explodindo. A magnitude desse evento poderá engolir não só o planeta como também todo o Sistema Solar.

Na Terra, os poderes do presidente R. J. Brande são revogados e Leland se aproveita da ocasião, acusando a Legião de desobediência diante da crise. O conselho dos Planetas Unidos também proíbe qualquer atividade dos legionários. No entanto, Satúrnia lidera seus colegas numa empreitada desesperada... mesmo contra as ordens do conselho.

Conclui a seguir...

sábado, 24 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 492

 - Legion of Super-Heroes 124 (Fevereiro de 2000)

História:

* "Childhood's End" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Angel Unzueta, artefinalizada por Jaime Mendoza


Com a Terra totalmente destroçada após a invasão da Praga, a Legião tenta fazer o possível para ajudar a população. No entanto, os habitantes estão tão traumatizados e assustados com os últimos acontecimentos que recebem mal a presença dos heróis.

Para piorar a situação, a vice-presidenta Winema (mãe de Aparição) declara que a Terra está sob quarentena. Tal decisão poderá acarretar uma piora considerável aos habitantes da Terra e o presidente R. J. Brande tenta intervir. Mas seus poderes foram revogados devido ao estado de emergência.

Aproveitando-se da situação, Leland McCauley, rival de Brande, aparece com uma nova Workforce para ajudar os planetas unidos. A desculpa é que a Legião é formada por "crianças" e ele está mais capacitado. O que todos estranhavam é que a própria Workforce também era formada por jovens. Leland, então, apresenta um novo grupo formado pelo que ele diz serem adultos... com integrantes que surpreendem até mesmo os legionários alocados no satélite do grupo.

Indiferente a essas decisões, Brainiac 5 parte para um dos Portais Estelares que parece estar reagindo de forma estranha.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 491

 - Legionnaires 80 (Fevereiro de 2000)

História:

* "Damned For All Eternity" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Final da saga Legião dos Amaldiçoados.

Auxiliados por Camaleão, que tomou a forma de um dos invasores da Praga, os dissidentes da Legião invadem o Caule como se fossem prisioneiros de guerra. Uma vez lá dentro, se rebelam e começam a destruir o local, enfrentando seus ex-colegas de grupo.

Satúrnia parece conhecer um pouco sobre a fonte alimentada no local e impede que seus colegas a destruam. Quando teve contato com a mente dos alienígenas, a heroína viu a própria Entropia destruindo uma raça. Tal visão a deixou horrorizada (algo que compartilhou com XS) mas também lhe deu algumas respostas para exterminar os vilões. Cabe a seus colegas confiarem no que ela está fazendo, já que desconfiam que está dominada pela força misteriosa.

Ultra Rapaz se recupera da dominação de sua mente e invade a sala, jogando Atrophos na fonte de energia. O Caule explode e a força se dissipa no universo, libertando a Terra da Praga. Porém, cabe aos legionários ajudar um planeta que foi totalmente devastado por essa insidiosa invasão.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 490

 - Legion of Super-Heroes 123 (Janeiro de 2000)

História:

* "Damned If We Don't" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Através da imagens na mente de XS, ficamos sabendo um pouco mais sobre a origem da Praga.

Em um planeta ultra desenvolvido, o ambicioso cientista Atrophos procurava imortalizar sua raça. Toma conhecimento de uma estranha força que atravessa o universo conhecida como Entropia, que destrói todos os planetas que toca. Quando sua raça é atingida pela entropia, Atrophos se torna uma espécie de líder em favor dessa misteriosa força.

Como se fosse uma espécie de podridão universal, Atrophos leva suas tropas zumbis através do universo, minando toda a força vital de tudo que toca.

Dentro do Caule, Satúrnia se recupera e usa todo seu poder mental para proteger XS de seus antigos colegas, agora dominados. Consegue, então, escapar do local e encontrar o grupo remanescente do lado de fora.

Os legionários conseguem preparar uma cilada para um dos alienígenas da praga e o capturam. Satúrnia, no entanto, parece agir estranhamente sem que o grupo perceba.

Continua...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 489

 - Legionnaires 79 (Janeiro de 2000)

História:

* "Damned If We Do" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Camaleão conta aos seus colegas sobre a chegada da Praga, de como ela destruiu todas as cidades e transformou outros legionários em uma espécie de caçadores zumbis para levar os sobreviventes ao Caule, a base de operações dos alienígenas. Como os portais dimensionais foram dominados pelos invasores, os quatro remanescentes passaram cerca de um mês voltando pelo espaço até a Terra. Tempo suficiente para que toda a dominação acontecesse.

Dentro do Caule, o organismo acelerado de XS faz com que ela sobreviva dentro da bolha de sedativos que os alienígenas guardam as pessoas. Consciente, ela ouve em sua mente o fraco som da voz de Satúrnia. Vibrando através do caldo negro que a envolve, a heroína consegue escapar do cativeiro e salvar sua colega. Satúrnia, no entanto, pede pra ser deixada pois já é tarde demais. Através de seu poder telepático, transmite a XS o que está acontecendo. A heroína fica horrorizada.

Do lado de fora, os remanescentes analisam e tentam invadir o Caule. Mas são recepcionados por vários zumbis da Praga, incluindo alguns ex-legionários.

Continua...

A+:

* A volta dos quatro legionários do espaço é uma singela homenagem a outro mítico grupo de super-heróis... da editora concorrente, a Marvel. Trata-se do Quarteto Fantástico. O grupo surgiu justamente da volta de uma malfadada missão do espaço e deu origem aos heróis Senhor Fantástico (aqui representado pela inteligência de Brainiac 5), Mulher Invisível (Aparição), o Coisa (Monstra) e Tocha Humana (na falta de alguém com poderes térmicos, temos alguém como o Cósmico, por exemplo).

terça-feira, 20 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 488

 - Legion of Super-Heroes 122 (Dezembro de 1999)

História:

* "Legion of the Damned - Part One" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Olivier Coipel, artefinalizada por Andy Lanning

Primeira parte da saga Legião dos Amaldiçoados.

O que aconteceu com a Terra? A estranha energia que devastou o universo através dos portais dimensionais transformou o planeta em um local desolado, trazendo no ar um cheiro de podridão. A população vive escondida em escombros do que antes eram portentosos edifícios. Ninguém ousa emitir nenhum som que seja maior que um sussurro. Amedrontados. Legionários como Curto Circuito, Camaleão, XS... hoje apenas guiam essa mesma população por uma Metrópolis destruída. E até mesmo eles parecem temer o que há lá fora.

Logo, para o temor de todos, eles chegam. Alienígenas conhecidos apenas como integrantes de algo chamado A Praga. E, o mais impressionante, com eles vemos dois agora ex-legionários: Ultra Rapaz e Mon-El. Mas, diferente dos heróis que conhecíamos, eles parecem dominados por uma força estranha, quase como se fossem zumbis. Logo, se junta a eles a também ex-legionária Penumbra, igualmente dominada e trabalhando para capturar a população e os levá-los ao lugar conhecido como O Caule, uma ligação entre a dimensão da Praga e a Terra, para onde os que são levados nunca mais são vistos novamente.

No ataque, Camaleão é o único a escapar e está disposto a quebrar uma regra primordial da Legião, a de nunca matar... e isso inclui até mesmo seus ex-colegas dominados. Apavorado, o herói se surpreende ao ser encontrado por Cósmico, Monstra, Aparição e Brainiac 5... legionários que saíram a pouco para uma missão e agora retornaram sem saber como tudo mudou em tão pouco tempo.

Início da mudança proposta pelos escritores Dan Abnett e Andy Lanning, com desenhos sombrios de Olivier Coipel, que dão o clima perfeito para esta história que beira um conto de horror.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 487

 - Legionnaires 78 (Dezembro de 1999)

História:

* "Emissary" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Jeffrey Moy, artefinalizada por W. C. Carani

Brainiac 5, Aparição, Cósmico e Monstra levam a nave da Legião até um enorme cargueiro espacial onde a tripulação parece ter sido atacada e congelada. Descobrem que o local está infestado de robôs militares aposentados a séculos, mas que voltaram a funcionar e a atacar tudo que se move. Os robôs reagem quando o nome de Brainiac 5 é mencionado, mudando o foco de seu alvo principal para o herói. Este, por sua vez, consegue reiniciar o programa Asimov de cada um deles, impedindo-os de ferir alguém.

Quando voltam pra casa, os legionários percebem que algo estranho está acontecendo com os portais estelares (atalhos dimensionais criados por R. J. Brande para que as naves saltem de um ponto a outro do universo), fazendo com que uma onda de estranha energia destrua tudo em seu caminho. O problema é que há vários portais espalhados pelo espaço e a próxima onda de destruição segue para... a Terra.

Continua...

A+:

* O Programa Asimov, que controla os robôs militares que atacam os legionários, leva o nome do escritor russo Isaac Asimov,
famoso por suas obras de ficção científica. Em um dos seus mais conhecidos livros "Eu, Robô", Asimov apresentava as três leis da robótica que nessa história é adaptada para o futuro dos legionários. São elas:

- Primeira Lei da Robótica: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal (adaptada para: Um robô não pode ferir qualquer forma de vida humanóide);

- Segunda Lei da Robótica: Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens contrariem a Primeira Lei (adaptada para: Um robô não pode cometer um ato que venha direta ou indiretamente ferir qualquer forma de vida humanóide);

- Terceira Lei da Robótica: Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira e a Segunda Lei (adaptada para: Um robô não pode, por inação, permitir que qualquer forma de vida humanóide seja ferida).

* O vírus que invade os robôs militares, fazendo-os se tornar uma ameaça, é chamado de Metallo. Este é o nome de um dos vilões do Superman, que tinha sua consciência humana dentro de um corpo robótico com coração de kriptonita (elemento mortal para o herói) e era capaz de controlar e moldar outras máquinas

domingo, 18 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 486

 - Legionnaires 77 (Novembro de 1999)

História:

* "Endless Summer" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, artefinalizada por W. C. Carani

Legionários de folga! Uma edição tão alto astral e tão descontraída que acontece... nada! Simplesmente mostra os heróis em uma planeta-colônia de férias onde é sempre verão e as inúmeras praias estão cheias de atrações. No entanto, está longe de ser uma edição chata. Justamente em uma situação tão... inusitada... os personagem são mostrados em momentos interessantes, criativos e divertidos que não são vistos quando estão em ação. Até mesmo quem não foi para o passeio acaba promovendo momentos interessantes, como é o caso de Brainiac 5 e Penumbra, reclusos e mal humorados de plantão que não querem de jeito nenhum participar, e Portal, que se tornou extremamente anti-capitalismo quando esteve no século XX (na verdade, sua tendência era forte antes disso) e não aprovaria um lugar onde se esbajasse tanto luxo.

O clima é tão descontraído que até mesmo vilões acabam se entregando ao descanso. É o caso da khúndia Amilia Crugg, assecla do rival da Legião, Leland McCauley, que vai até a colônia para levar a garota Lori (do qual agora é tutora legal) e acaba esbarrando nos legionários. Apesar do evidente clima de rivalidade, passeiam e se divertem juntos como duas famílias que se encontram.

O excesso de bom clima, no entanto, parece prever um período negro que se aproxima. Além de já sentido por Sonhadora anteriormente, agora quem tem esse pressentimento é Violeta, que se torna reclusa por um momento, mas logo é envolvida pela diversão.

sábado, 17 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 485

 - Legion of Super-Heroes 121 (Novembro de 1999)

História:

* "End of the Line" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Scott Kolins, artefinalizada por Ray Kryssing


Suspense um tanto exagerado para essa história em específico, sinalizando que o grupo encontraria seu fim definitivo. Porém, o termo "fim" serve para, de fato, se despedir de um personagem das aventuras da Legião (não se trata de uma morte, mas de uma despedida criativa) e de um clima sombrio que se aproxima pelo grupo, como prevê a agora legionária Sonhadora.

Perseguindo o Quinteto Fatal por um planeta habitado por criaturas selvagens, os legionários acabam derrotando os vilões até com certa facilidade e utilizando de estratégias e trabalho em grupo bem mais inteligentes que seus inimigos (que cometem o erro de agirem separadamente).

No final da batalha, o macaquinho de Brainiac 5, Koko, encontra uma macaquinha alienígena e demonstra querer ficar ao lado dela. Apesar de só dar broncas no animal, enquanto este ficava em seu ombro, o legionário demonstra certa tristeza ao ver seu mascote partir.

Para trás, fica Koko, que demonstra liderar os macacos parecidos com ele, empunhando um bracelete com a insígnia da Legião. Um final simbólico e, de certa forma, até poético para um coadjuvante que era tão de estimação dos leitores quanto do personagem.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 484

 - Legion of Super-Heroes 120 (Outubro de 1999)

História:

* "The Fatal Four... Plus One" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Scott Kolins

Na versão anos 90 do Quinteto Fatal, a vilã Imperatriz Esmeralda foi substituída por uma nova personagem conhecida apenas como Imperatriz. Ao contrário do que todos esperavam, a Imperatriz não viria a controlar o Olho Esmeralda tornando-se a nova encarnação da antiga personagem. Ao invés disso, os autores preferiram desenvolver o lado psicopata dessa personagem, criando algo novo.

Na volta do Quinteto, sem a presença de um de seus integrantes, Mano, a formação do grupo tomou um rumo curioso. Ao invés de termos uma Imperatriz que trazia seus poderes graças ao Olho de Ekron, objeto poderosíssimo que concede poder ilimitado a sua detentora... tornaram o próprio Olho, com conciência própria, um integrante do Quinteto. E é ele quem liberta um a um dos vilões.

Para "recepcioná-los" no satélite da Legião, temos apenas os heróis Brainiac 5 e Portal. Sim, apenas os dois. Graças a inteligência e tática dos heróis, o grupo de vilões é atacado eficientemente. Brainiac trabalhava em novas próteses para o braço de Curto Circuito e utiliza a eletricidade dos mesmos para abater o grupo.

Mas a pequena vitória serviu apenas para se ganhar tempo, já que a energia despendida praticamente mina toda a eletricidade do satélite. Fugindo do local, a dupla de heróis vê o Quinteto seguindo para a Terra, onde pretendem destruir os outros Legionários ou qualquer um que se coloque em seu caminho.

Continua...

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 483

 - Legionnaires 76 (Outubro de 1999)

História:

* "The Fire This Time" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

Na mitologia da Legião, o herói Pulsar era um dos mais dramáticos integrantes dos heróis do futuro. Seu nome era Drake Burroughs e ele foi atomizado até se tornar uma massa de antimatéria consciente que, por não ter corpo, habitava um uniforme especial para contê-lo. O fato de não poder interagir fisicamente se tornou mais incômodo quando se apaixonou pela legionária Vésper (que não aparece nessa encarnação do grupo) e tornou a busca por uma solução de sua condição algo um tanto obsessivo.

Nessa nova versão, somos lembrados de dois heróis da Workforce, grupo rival da Legião, que foram atomizados pelo vilão Mordru: Atom X e Blast-Off. Porém, os dois não foram simplesmente mortos por Mordru, mas transformados em uma forma de energia que se fundiu. Quem os descobriu vagando por onde os legionários caminhavam foi Dirk Morgna, que agora, além de controlar as chamas, também pode ver tudo a sua volta de acordo a emissão de calor. Logo, ele é o único a perceber a estranha massa de energia flutuando sobre os legionários quando esse visitam o túmulo de Brika. E quem descobre quem forma essa energia é Satúrnia, quando identifica e mente dos dois integrantes da Workforce. Uma dica do que os autores das histórias da Legião pretendiam: os respectivos nomes civis dos dois são... Randall Burroughs e Drake Ningle.

Levado para um laboratório, a massa de energia ameaça explodir se não for contida. Para tanto, a velocista XS traz vários materias que são alterados por Alquimista e montados por uma especialista trazida as pressas por Portal. O resultado é um uniforme especial que pode conter a energia, além de permitir que a se comunique com o exterior e se movimente como um humanóide. Nascia assim essa nova versão do herói Pulsar.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 482

 - Legion of Super-Heroes 119 (Setembro de 1999)

História:

* "Eat The Poor" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Scott Kolins, finalizada por Ray Kryssing


Entre o final dos anos 80 e meados dos anos 90, o escritor e desenhista Keith Giffen, que fez sucesso em sua passagem pela revista da Legião dos Super-Heróis, homenageou o grupo com a criação da L.E.G.I.Ã.O. Tratava-se de uma espécie de empresa privada de policiamento planetário que tinha como seus integrantes heróis muito parecidos com os legionários. Eram liderados por Vril Dox, um coluano (assim como Brainiac 5) que tinha como maior característica, além da superinteligência, a total falta de escrúpulos para conquistar seus objetivos.

Esse grupo não pertencia ao futuro, mas ao presente dos heróis do universo DC, ou seja, mil anos antes da criação da Legião que conhecemos. Não se tratava de uma inspiração para a criação do grupo futurista, mas há várias passagens que interligam as duas equipes.

MOn-El e Aparição chegaram a ser integrantes da L.E.G.I.Ã.O. O primeiro, na verdade, pertencia ao período passado e ela, que descobriu ter a capacidade de dividir-se em corpos distintos, foi parar acidentalmente naquela época. E durante uma folga dos legionários, são justamente os dois quem relembram uma história desse passado tão longínquo, quando utilizavam os respectivos nomes de Valor e Fase.

A conversa acontece narrando-se para o robótico Gear, que teve seu corpo destruído no planeta prisão onde estava Sensora, mas foi consertado pela genialidade de Brainiac 5. Em um caso onde aprenderam melhor sobre a ácida inteligência de Vril Dox, os dois relembram quando foram parar em um planeta que era uma espécie de Igreja Monetária. Ou seja, o "deus" de adoração daquela raça era o dinheiro. O fanatismo era tanto que ser pobre era um crime passível de pena de morte. O que a L.E.G.I.Ã.O. descobre é mais aterrador ainda. Os pobres eram presos... e cozidos para servirem de alimento aos ricos!

Diante de uma aterradora situação, mas que não sinalizava os alienígenas canibais de serem vilões (afinal, essa era a cultura deles), Vril Dox surpreende (como sempre) negociando com os assassinos, em um investimento monstruoso que poderia lhe dar um ótimo retorno. Afinal, segundo ele, não havia melhor investimento do que negociar com um povo que tem a própria via em risco dentro de suas finanças. Com isso, torna-se um dos maiores investidores do planeta e, consequentemente, sua empresa/milícia pode controlar de perto as atrocidades cometidas. Assim era Vril Dox.

Um detalhe interessante: o bate-papo acontece em uma sala de jogos onde os legionários brincam em uma espécie de video-game chamado Dia do Julgamento, com personagens holográficos homenageando heróis e vilões do passado do universo DC. Dia do Julgamento, na verdade, foi uma saga onde os heróis daquela editora enfrentam nada menos do que a vinda dos demônios do Inferno para a Terra. Foi uma forma de mostrar a participação do Legião na saga... mesmo não estando lá.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 481

 - Legionnaires 75 (Setembro de 1999)

História:

* "Tyrants Three" - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W.C. Carani

Três jovens com superpoderes. Um controla o magnetismo, outro a eletricidade e a terceira é capaz de ler e controlar a mente. Poderiam ser heróis... mas são tiranos sádicos que não poupam a população de um planeta quando se trata de manter o controle. Até mesmo a seleção para novos membros de seu grupo é uma lição de sadismo, uma vez que os que são rejeitados acabam mortos diante de todos.

Aos que já conhecem a mitologia da Legião dos Super-Heróis é de se esperar o trio de vilões que tem os mesmos poderes dos fundadores do grupo. Rei Cósmico, Lorde Relâmpago, Rainha de Saturno. Aos que não conhecem, podem até pensar que os legionários devem ter enlouquecido. No entanto, essa história acaba brincando com as deduções de todos os leitores, de longa data ou não.

Um dos habitantes do planeta ameaçado pelo trio consegue escapar em uma nave com a intenção de pedir ajuda. Quando avista o símbolo da Legiao dos Super-Heróis em uma nave que se aproxima para resgatar a sua, se desespera e comete suicídio autodestruindo-se. Faísca consegue os registros da nave (espécie de caixa preta com imagens), onde percebe o estranho terror do povo que é ameaçado por um trio com os mesmos poderes de seu colegas e, o que é pior, usando o símbolo dos legionários.

Cósmico, Satúrnia e Curto Circuito vão até o planeta para investigar quem pode estar se passando por eles. Ao abordar a nave do trio de vilões... descobrem que seus ocupantes são meros bonecos. A nave é controlada via controle remoto.

As pistas os levam até o palácio do rei do planeta. Este se passa por um líder que resiste ao ataque dos supostos legionários mas, na verdade, é ele quem controla a nave com bonecos, em uma farsa que o mantém no poder por anos de terror. E mesmo com os legionários mostrando ao povo que é seu rei o verdadeiro tirano, todos já estão tão traumatizados que não acreditam nem mesmo nos heróis. Alegam que se seu rei, que acreditavam ser um possível salvador, foi possível de mentir daquela maneira, o fato de desmascará-lo também pode ser um truque.

O impacto psicológico na população é tamanho, que nem mesmo a Legião deve ser aceita por ali. Decidem deixá-los (e o rei em um lugar onde tenha tempo de fugir) para que se recuperem com o tempo.

A sufocante situação, pelo menos, serve para aproximar Curto Circuito e Satúrnia, com esta última declarando-se finalmente a seu amado.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 480

 - Legion of Super-Heroes Secret Files and Origins 2 (Junho de 1999)

História:

* "Unknown Point of Origin" - Escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, desenhada por Chuck Wojtkiewcz, finalizada por Dexter Vines

Segundo especial com origens secretas da Legião, apresentando algumas fichas com dados sobre os heróis e alguns vilões. A história central não conta exatamente a origem de nenhum personagem específico. Porém, alguns legionários aproveitam a crise enfrentada para contar alguma passagem de seu passado que, de uma forma ou outra, foi marcante para formar suas personalidades. Também serve de apresentação de uma nova ameaça alienígena que não fica explícita ser inimiga ou não e, mais importante, é a primeira história da dupla de escritores Dan Abnett e Andy Lanning, que farão parte da próxima equipe criativa nas histórias para o grupo.

A nave dos legionários é praticamente atropelada por uma gigantesca belonave alienígena. Com os instrumentos avariados, acabam fazendo uma aterrisagem forçada em uma lua inóspita que parece estar morrendo. Sem comunicação e sem poder utilizar os anéis de vôo, contam apenas com o intelecto de Brainiac 5 para tirá-los do local. Como se não bastasse a situação, descobrem que a própria lua está se desfazendo e que eles tem poucas horas antes que ela se desfaça totalmente. Ainda são atacados por estranhos primatas que parecem habitar o local.

A forma como Brainiac 5 resolve a situação é até bem simples e requer que se combinem os poderes de alguns de seus colegas. Thunder, a única capaz de voar, leva uma esfera de energia, criada por Kid Quantum até os céus e amarrada por um cabo, feito com pedaços da nave avariada. Esse cabo é energizado pela eletricidade de Curto Circuito. Com isso, é gerado um intenso brilho que é visto pelas equipes de resgate, lideradas por Satúrnia.

Além das fichas e da história, a edição ainda conta com a Constituição da Legião, uma entrevista com o presidente R. J. Brande e a lista dos planetas que fazem parte dos Planetas Unidos.

domingo, 11 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 479

 
- Legion of Super-Heroes 118 (Agosto de 1999)

História:

* "Shadow of The Sun" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Scott Kolins, finalizada por Ray Kryssing

Quando Lord Pernisius diz a palavra mágica Shazam, diferente do Capitão Marvel, que se transformava com o cair de um raio, acaba atraindo todo eternium do universo para o planeta Rimbor dando-lhe mais e mais poder.

Diante de tamanha ameaça, é Thunder, uma das detentoras do poder de Shazam, quem consegue salvar os legionários. A heroína consegue que cada um de seus colegas também sintam o poder do eternium, ganhando tanta energia quanto o vilão. A vantagem é que se trata de um grande grupo de legionários contra Pernisius, o que lhes dá uma vitória fácil.

O interessante da personagem Thunder é que ela é uma heroína que vive em uma época que não é a sua. Quando diz "Capitão Marvel" se transforma na poderosa Thunder. Para reverter o processo, diz novamente e volta a ser uma adolescente comum. Porém, quando volta a sua identidade secreta, também volta para sua própria época e para seus pais. Ou seja, toda vez que quiser visitar e/ou ajudar seus novos amigos, basta se transformar na heroína Thunder, a legionária.

sábado, 10 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 478

 - Legion of Super-Heroes 117 (Julho de 1999)

História:

* "The Machine in the Ghost" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Scott Kolins, finalizada por Ray Kryssing

Edição sangrenta onde o leitor tem a oportunidade de ver uma legionária ser eviscerada por um sádico cirurgião. Nesse caso, trata-se da princesa Sensora, a heroína em forma de cobra gigante, que tem seu corpo aberto diante de seus estarrecidos colegas Rapaz Invisível e Brainiac 5. Ambos nada podem fazer por estarem presentes apenas graças ao maquinário que lhes permite estar em qualquer lugar, como se fossem uma transmissão de tv.

Mesmo assim, ficam surpresos quando vêem Sensora fora da mesa de operações, fugindo com a pouca força que ainda lhe resta. Sua "cópia" que está sendo operada, nada mais é do que uma ilusão criada por seus poderes. Ainda assim, a heroína é recapturada e levada para um campo de escravos, graças a uma mente tecnológica conhecida como Gear.

Respondendo aos carrascos do local, Gear não pode ser considerado mal. O fato de arquitetar a prisão de Sensora nada mais é do que uma forma de livrá-la do cirurgião. Juntos, Gear e Sensora conseguem destruir todo o equipamento que mantém os escravos cativos e derrubam o domínio dos carrascos. Gear, que é meio máquina, é destruído durante o motim.

Em Rimbor, um grupo de legionários tenta deter Lorde Pernisius, que teve seu corpo energizado pela Rocha da Eternidade (parte da caverna onde vivia o mago Shazam). O poder do fragmento da rocha é temporário e logo o vilão precisa de mais, como se fosse uma droga viciante. Seu assecla, Dr Deacon (que se revela ser um robô), orienta Pernisius a usar o poder de uma forma mais ancestral... dizendo o nome do mago Shazam... e se tornando mais poderoso ainda.

Continua...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 477

 - Legion of Super-Heroes 116 (Junho de 1999)

História:

* "Cold Irons Bound" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Keron Grant, finalizada por Ray Kryssing

O Capitão Marvel era a identidade do garoto Billy Batson, que foi transformado em herói graças ao mago Shazam. A base onde vivia esse mago era uma espécie de caverna conhecida como Rocha da Eternidade. Mil anos depois da existência do Capitão, mais especificamente na era da Legião dos Super-Heróis, a tal Rocha apareceu aos pedaços em pleno espaço, trazendo a jovem heroína conhecida como Thunder, espécie de detentora dos mesmos poderes do Capitão Marvel, quando dizia o nome desse.

Fragmentos da Rocha da Eternidade foram encontradas pelo ditador de Rimbor, um lagarto humanóide conhecido como Pernisius. E apenas um pequeno fragmento demonstrou conter poder incalculável, que viciou o ditador.

Quando Sensora e Thunder investigavam a busca de Pernisius por mais eternium (nome do minério que formava a Rocha da Eternidade) são capturadas e acabam servindo de pista para que o vilão chegue a seu intento.

Thunder é encontrada por Brainiac 5 e Rapaz Invisível, mas estes usam o maquinário que os projeta em qualquer lugar do universo, permitindo que eles possam ver tudo o que acontece com suas colegas, sem que possam interferir com o ambiente a volta. Isso se torna uma desvantagem trágica quando a dupla encontra Sensora... presa em uma mesa de operações, prestes a ter seu corpo de serpente vivisecado por um sádico cirurgião!

Continua...

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 476

 - Legionnaires 74 (Agosto de 1999)

História:

* "Aftershocks" - Escrita por Tom McCraw e Roger Stern, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizada por Tom McCraw


Monstrando as consequências da batalha dos legionários contra os quatro elementais. Entre os vários policiais mortos, também dois dos corpos utilizados pelos vilões se encontram nos escombros. Destroçados estão a alienígena que é uma espécie de borboleta humanóide que servia de hospedeira para o elemental do ar e uma água-viva gigante que era utilizada pelo elemental da água. Dirk Morgna (usado pelo elemental do fogo) e Brika (rocha sapiente utilizada pelo elemental da terra) sobrevivem. Este último, lembra que, enquanto estava dominado, destruiu seu planeta e agora está só no universo. Como conforto, o convencem de que a culpa não foi sua e o fato de ter recuperado o controle no momento certo foi decisivo para vencerem a batalha. Confortado, Brika deixa seu corpo rochoso de desfazer... deixando de existir no processo. É a forma que sua raça encontra para morrer.

Dirk Morgna está na enfermaria traumatizado pelo que fez enquanto dominado pelo elemental do fogo. Encontra Dragonmage, o místico que liberou as criaturas por acidente, e quer descontar a raiva nele. Dragonmage, arrependido, se entrega a polícia científica admitindo ser o único culpado pelo que acaba de acontecer.

Os legionários erguem um monumento em homenagem ao corajoso e nobre Brika, que pouco participou do grupo, mas marcou tanto quanto o personagem em quem foi inspirado, o legionário Bloko.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 475


- Legionnaires 73 (Julho de 1999)

História:

* "The Final Gathering" - Escrita por Tom McCraw e Roger Stern, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizada por Tom McCraw

No planetóide JS-1967 (nota: homenagem ao escritor Jim Shooter, que fez sua estréia escrevendo as aventuras da Legião décadas atrás), os legionários enfrentam os quatro elementais que ameaçam acordar o bruxo Mordru de sua hibernação/prisão.

Astron tem uma participação decisiva na batalha, mostrando que seus poderes de aumento de massa estão mais afiados (ele evitava usar seus poderes, que pareciam estar descontrolados), inclusive utilizando-os em si mesmo, aumentando seu peso, o que impossibilita os vilões de o moverem.

A momentânea vantagem dá tempo para que Satúrnia acorde a mente de dois hospedeiros, o do elemental do fogo (Dirk Morgna) e o elemental da terra (que se arrepende de ter destruído o próprio planeta). A luta termina com uma forte implosão, que acaba engolindo Dragonmage, místico responsável pelo surgimento da ameaça dos elementais. Encontram Dragonmage muito ferido em meio aos destroço e Satúrnia se espanta com quem sobreviveu a batalha.

Continua...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 474

 - Legionnaires 72 (Junho de 1999)

História:

* "Enemies of Science" - Escrita por Tom McCraw e Roger Stern, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizada por Tom McCraw

A impressão que se tem é que essa é uma nova versão das Guerras Místicas, evento que virou a Legião de ponta cabeça no passado, permitindo que o escritor Keith Giffen transformasse o status do grupo para sempre. Parte dessa impressão, inclusive, está no próprio título da história, uma vez que a saga mostrou a predominância da magia derrubando todas as leis da ciência conhecidas.

Os elementais mostram ser mais poderosos do que parecem, devastando planetas e dizimando tudo e todos que se interpoem em seu caminho. Parte da explicação de tamanho poder está no fato de que eles retiram seus poderes dos próprios planetas. Ou seja, o elemental do fogo é imbatível por sugar o calor do centro da Terra; o elemental da água é capaz de levar toda a água de seu planeta (habitado por anfíbios) para o espaço.

Tanta demonstração de poder místico faz os legionários mais veteranos lembrar da ameaça de Mordru, poderosíssimo místico vilão que foi um dos mais implacáveis inimigos do grupo no passado. Por infelicidade da coincidência, descobrem que a rota dos quatro elementais segue justamente para a prisão onde Mordru se encontra.

Continua...