quarta-feira, 31 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 468

 - Legionnaires 69 (Março de 1999)

História:

* "Secrets and Lies" - Escrita por Tom McCraw e Roger Stern, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizada por Tom McCraw

A garotinha Lori Morning veio do passado, trazida pelo vilão Chronos, e ficou na sede dos legionários desde então. Durante um curto período, seu corpo tornou-se adulto, mesmo mantendo a mentalidade impulsiva de criança. Já essa situação foi resolvida pelo estudioso em viagem temporal Rond Vidar, que não a devolveu para sua época mas lhe devolveu seu corpo de criança... algo que ela não gostou nem um pouco, pois distanciava ainda mais seu sonho de se tornar uma heroína, uma legionária.

Quando a Legião dos Super-Heróis enfrentou o Senhor do Tempo, o vilão deu a Lori um disco místico que lhe concedia superpoderes diferentes e a forma de uma heroína diferente a cada discagem. Com isso, ela ajudou secretamente os legionários em diversas ocasiões. O interesse do Senhor do Tempo nessa situação, sinalizava para uma homenagem dos autores a sua ajudante no passado, Glorith, uma vez que, também, os nomes denotam isso discretamente ("Lori" soa levemente como "Glorith"). Mas os legionários acabam descobrindo sobre o disco... e ele é confiscado para manter a garota segura.

Nessa edição, Lori rouba o disco do laboratório de Brainiac 5... mas é flagrada por Satúrnia e Monstra, que a obrigam a contar toda a verdade. Lori desconta a raiva em seu protoplasma de estimação, Proty, que é protegido por Monstra.

Porém, no momento do flagrante, uma chamada de Ultra Rapaz (que está em lua de mel com sua esposa Aparição) convoca os legionários para a base do milionário Leland McCauley, na Lua, que está sendo atacada por khúndios que vieram prender uma de sua espécie que se juntou ao empresário.

Lori aproveita a confusão e usa o disco... tornando-se a heroína Plasma, com poderes térmicos. Voando para a Lua, a garota-heroína ajuda a derrotar e capturar os khúndios. Leland, que acreditava ser ela uma legionária, fica surpreso quando Ultra Rapaz pergunta quem ela é.

Quando a crise é resolvida, Leland convida Lori (que teve que se revelar como sendo a heroína misteriosa) a entrar para seu grupo. Satúrnia alerta para o fato de isso não ser possível, uma vez que Lori é menor de idade. Porém, graças a inteligência de um assecla de Leland, Evolvo, descobrem que, sim, ela é menor de idade... mas... justamente por isso, não pode ficar com os legionários, já que, legalmente, ninguém tem a guarda da garota. De fato, ela chegou do passado e simplesmente ficou. Rapidamente a situação é legalizada... e Lori agora está sob a guarda da khúndia que é parceira de Leland.

Lori Morning despede-se dos legionários e, com lágrimas nos olhos, pede que avisem seu entristecido mascote Proty que não se preocupe com ela.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 467

 - Legion of Super-Heroes 112 (Fevereiro de 1999)

História:

* "Bound Together" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Scott Kolins, finalizada por Ron Boyd, colorizada por Tom McCraw

Um cargueiro espacial singra o universo silencioso. Dentro dele, um clima sombrio e desolado, sendo pilotado por uma tripulação minúscula. No meio da viagem, um problema: uma espécie de verme devorador de ferro começa avariar a nave. Como se a peste já não bastasse, os tripulantes ainda tem que lidar com três perigosíssimos criminosos que estavam sendo transportados no mesmo cargueiro e que acabam de escapar de suas celas.

Parece um roteiro de filme que mistura ficção científica com terror. E é bem esse o clima claustrofóbico que é muito bem representado nessa história, com a participação apenas de Ferro e Tríade. E, levando-se em conta que o poder de Ferro é tornar seu corpo metálico, não é nada agradável estar em uma nave infestada de vermes devoradores de ferro. O herói, inclusive, passa um apuro até mesmo com sua colega. Ela não só tem o poder de se dividir em três corpos distintos, como também cada um deles tem personalidades extremas. Em dado momento, Tríade é amável a ponto de ser sedutora, chamando Ferro de seu melhor amigo. Quando ele deixa os prisioneiros escaparem, ela é extremamente grosseira e indelicada, chegando ao ponto de chamá-lo de incompetente e idiota.

Ferro se compadece dos prisioneiros, por estarem presos em uma cela minúscula. Um desses prisioneiro é uma espécie de andróide e acaba sendo devorado pelos vermes na frente do herói. Este, entra em choque e quase tem seu corpo metálico devorado da mesma forma. Por sorte, um dos corpos de Tríade é amável o bastante para recuperar a confiança do amigo e fazê-lo voltar a forma de carne novamente.

Dos três prisioneiros, um foi assassinado pelos próprios colegas e o outro foi devorado. Restou apenas um para os legionários entregarem a prisão. Escapando da nave semi-devorada, cumprem a missão e trazem sequelas bem mais profundas do que o apuro que passaram. Ferro fica entristecido com toda a aventura traumática pelo qual passou e confessa que Tríade não é sua melhor amiga de forma alguma. Afinal, sua múltipla personalidade não lhe dá nem um pouco de confiança, que é vital para manter qualquer amizade.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 466

 - Legionnaires 68 (Fevereiro de 1999)

História:

* "When Robots Attack" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W.C. Carani, colorizada por Tom McCraw

Cósmico visita o Museu de Metrópolis, onde estão expostas peças do século XX. O herói se diverte com alguns erros grosseiros de interpretações sobre aquela época, principalmente porque ficou exilado por um tempo lá. Os Homens Metálicos, por exemplo, chegam a ter um cachorro de metal nas réplicas de seus corpos robóticos. Cósmico auxilia a curadora do museu a atualizar essas informações, fornecendo arquivos que adquiriu da Liga da Justiça no século XX.

Porém, no mesmo museu, aparece um outro viajante do tempo. Um vilão que é originário de um futuro ainda mais distante que o da Legião e que já enfrentou a Liga da Justiça no passado, literalmente, e tem conhecimento tecnológico para dominar os robôs expostos. Cósmico, mesmo com seus poderes magnéticos, não pode dar conta de todos os robôs e pede ajuda as legionárias Kid Quantum e Monstra.

Monstra, inclusive, com seu visual enorme que bem condiz com seu codinome, tem muito mais que a força bruta com o qual nasceu. Mesmo gigantesca, é uma delicada e vaidosa mulher. Seu corpo, originalmente verde (sim, é uma homenagem a outro personagem dos quadrinhos...) começa a mudar de cor. Passa do amarelo ao laranja. Essas mudanças ocorrem graças a manipulação de Alquimista para que ela se adapte e mude seu visual. O jovem herói, ingenuamente, entendia que ela gostaria de mudanças visuais devido a sua delicada vaidade, Monstra não gosta muito da intromissão no início, mas é convencida e já procura os desesperados robozinhos atramitas para lhe criarem novos modelitos.

domingo, 28 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 465

 - Legion of Super-Heroes 111 (Janeiro de 1999)

História:

* "Possession" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Scott Kolins, finalizada por Ron Boyd, colorizada por Tom McCraw

Um combate interessante entre os legionários. O mais poderoso contra o menos poderoso. Algo que pode ser bem explorado devido a enorme quantidade de personagens na Legião. Nesse caso temos o poderosíssimo Mon-El (praticamente com os mesmos poderes do Superman) contra Karate Kid (que conta apenas com suas habilidades em artes marciais e a filosofia por trás desse método de luta).

Em uma missão para auxiliar um planeta de catástrofes naturais (que, na verdade, se descobre que são efeitos artificiais), um casal de vilões domina os corpos dos dois mais poderosos legionários nessa missão: Mon-El e Thunder. Rapaz Invisível consegue abater Thunder, mas o restante da equipe (inclusive ele) também sofre um ataque do dominado Mon-El. Ironicamente resta apenas Karate Kid (ou Marcial) para dar conta da ameaça.

Utilizando de todo seu treinamento mental necessário em artes marciais, Karate Kid consegue esperar o momento certo de aplicar o golpe exato contra o colega de equipe. Seu último movimento é direcionar o impulso de Mon-El contra ele mesmo, desviando seu vôo para o espaço, onde fica próximo de um sol vermelho que enfraquece seus poderes. Apavorado pelo repentino enfraquecimento, o espírito do vilão sai do corpo de Mon-El, que retorna ao planeta e ajuda a consertar o estrago que causou.

sábado, 27 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 464

 - Legionnaires 67 (Janeiro de 1999)

História:

* "Here Be Heroes" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W.C. Carani, colorizada por Tom McCraw

Os legionários Alquimista, Astron e Ferro auxiliam no resgate de um garoto que ficou preso em um desmoronamento de uma caverna onde seus pais eram guias de turistas. Alquimista e Ferro se desentendem momentaneamente pois o primeiro se mostra indiferente diante do resgate. Não por maldade, mas por uma questão cultural, já que seu povo não encara a morte como o fim, mas sim uma mudança. Já Ferro leva para o lado pessoal quando vê a preocupação dos pais do garoto. Uma espécie de carinho que ele nunca teve, já que foi rejeitado pela mãe.

Dentro da caverna, é justamente Alquimista quem encontra o garoto, ainda desacordado, e só o resgata pela obrigação como legionário e pelas palavras e sentimentos de Ferro. Astron, que se separa dos dois, passa apuros uma vez que seu poder foge do controle, o que pode causar mais desmoronamentos. Ferro consegue encontrar-se com Alquimista e, com o seu corpo transformado em ferro maciço, consegue segurar um novo desmoronamento, permitindo que saiam do local. Lá fora, se encontram com um exausto Astron. Os pais do garoto estão tão agradecidos pelo resgate que dizem que Ferro, por seu heroísmo, agoro é uma espécie de membro da família.

Alquimista, durante o resgate, depara-se com uma galeria cheia de um cristal raro e nota que parte dele foi roubada dali. Informa seus colegas e decide que esse roubo (provável motivo do desmoronamento) deve ser investigado. Quem roubou essa jóia é uma alienígena intangível chamada Kono.

A personagem Kono surgiu na mitologia dos Legionários na segunda fase escrita por Keith Giffen. Apesar de participar do grupo, era mais uma ladra ocasional que acompanhava a Legião. Aqui, os escritores recuperam a personagem, reformulando-a sem sair tão fora da proposta de sua criação.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 463

 - Legion of Super-Heroes 110 (Dezembro de 1998)

História:

* "The Power of Thunder" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Scott Kollins, finalizada por Ron Boyd, colorizada por Tom McCraw

Uma estranha explosão no espaço. Estranha a ponto de se ter a sensação de que, em pleno vácuo espacial, ela chegou a emitir som! Foi o que Mon-El viu e sentiu, sendo informado por Brainiac 5 que a energia também foi sentida no satélite da Legião.

Ao investigar o estranho fenômeno, Mon-El se depara com uma garota em um uniforme que lembra um herói do passado: Capitão Marvel (Shazam). Assustada, a garota (que se chama Thunder) se espanta por não encontrar nada que lembre seu mundo de origem. O mais certo seria dizer seu tempo de origem, já que diz ter vindo de um futuro longínquo onde, de fato, assumiu os poderes do mortal mais poderoso da Terra, graças ao mago Shazam.

Os legionários seguem a trilha do estranho fenômeno e chegam até o MUNDO de Fawcett. Lembrando que, no passado, Fawcett era um CIDADE onde atuava o Capitão Marvel. O planeta é uma espécie de santuário ao herói, governado por um supercomputador que é a essência do mago.

Movido pela magia (os poderes do Capitão Marvel são de origem mística), o mundo de Fawcett sofre o ataque de extremistas que defendem as leis da ciência. Mon-El e Thunder chegam a tempo de deter o líder que não ia nem mesmo poupar a própria vida para explodir a caverna do mago.

Claramente deslocada, Thunder é amparada por Mon-El, que muito bem sabe como é estar perdido em um tempo que não lhe pertence. Afinal, ele mesmo ficou preso entre dimensões durante mil anos. Com o apoio e aprovação dos outros membros, a nova heroína se torna a mais nova legionária.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 462

 - Legionnaires 66 (Dezembro de 1998)

História:

* "Missing Persons" - Escrita por K. C. Carlson, desenhada por Mike Collins, finalizada por John Stokes, colorizada por Tom McCraw

A Legião dos Super-Heróis, durante sua existência, teve dois personagens conhecidos como Rapaz Invisível. O primeiro, Lyle Norg, perdeu sua vida ao enfrentar o vilão Válidus. Tempos depois, Jacques Focart descobriu a fórmula que dava invisibilidade ao herói e a tomou, adquirindo a mesma capacidade e se tornando o segundo Rapaz Invisível.

Na reformulação ocorrida na década de 90, os autores optaram por não seguir a continuidade e o primeiro Rapaz Invisível voltou, relegando Focart ao esquecimento... até agora. Nessa edição, é explicado o destino do personagem e, mais que isso, agora os dois tem uma forte ligação para acrescer em suas mitologias.

Lyle Norg tinha pais que estavam envolvidos na vida política e davam pouca atenção para o filho. Aqui vemos uma espécie de metáfora para a invisibilidade, uma vez que Norg não teve a atenção e o carinho devido dos pais, sentindo-se invisível para os mesmos. Para suprir essa carência, o jovem frequentava a casa dos Focart, onde conheceu Jacques e o tornou seu melhor amigo (praticamente um irmão).

Lyle e Jacques cresceram juntos, mas o primeiro se destacava por seu brilhantismo científico. Com o tempo, juntou-se ao grupo a tímida Mara. Não era exatamente um triângulo amoroso, mesmo porque Mara começou a se comportar de maneira mais rebelde com o passar dos tempos, levando Jacques a espionar as experiências do amigo.

A primeira tentativa de fórmula de invisibilidade ainda estava em sua fase experimental, quando Mara e Jacques invadiram o laboratório de Lyle (mais como travessura do que um ato ilícito). Jacques toma a fórmula mesmo assim e seu corpo se dissolve, causando-lhe grande agonia. Mara parece não se importar com o acontecido.

Voltando ao presente, Mara agora é a vilã conhecida como Charma. Durante seu amadurecimento a garota adquiriu um estranho poder de convencer qualquer ser do sexo masculino, motivo pelo qual começou a ficar mentalmente instável. A história mostra a vilã capturando o agora legionário Lyle (Rapaz Invisível), torturando-o por ter invadido seu cassino. Estranhamente, Charma começa a se desequilibrar sem motivo aparente. Lyle acredita que pode ser intromissão de Jacques, que se tornou invisível. Mesmo chamando pelo amigo, ninguém responde. Mas, de fato, era Jacques quem ajudou o amigo a escapar do cativeiro e derrotar a vilã.

Através das recordações de Jacques, é mostrado que o jovem ficou realmente invisível depois do incidente. No entanto, utilizar esse poder causava-lhe incrível dor e ele precisou ser tratado secretamente e até mesmo simular sua morte para que isso ocorresse. Em vários sentidos, Jacques se tornou invisível para as pessoas que mais prezava.

Nessa edição também vemos uma estonteantemente bela Violeta convidando o engenheiro Chuck para um encontro, por mais que o casal não tenha nada em comum. Apesar da noite agradável, a heroína depois se reúne com a enciumada Tríade (que tem uma queda por Chuck) apenas para dizer que o encontro confirmou o que ela desconfiava: que o jovem ama Tríade, mas é tímido para se declarar.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 461

 - Legion of Super-Heroes 1000000 (Novembro de 1998)

História:

* "1.000 Years Later..." - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Keith Giffen, finalizada por Al Gordon, colorizada por Tom McCraw

Continuando as aventuras da Legião dos Super-Heróis daqui a um milhão de meses.

A história ainda brinca um pouco mais com o tempo, mostrando uma época mais adiante, quando os legionários daquela época eram tidos como lendas do passado, sendo até mesmo uma heresia comentar ou mesmo se estudar sobre eles. Sabemos disso através de um jovem conhecido como Dav, que encontra uma espécie de desenho da Legião feito em papel, algo impensável naqueles tempos, podendo até mesmo ser uma material subversivo.

Uma estranha energia mostra a Dav que a Legião derrotou a ameaça no "passado" com a ajuda do Superboy. Os registros dessa batalha foram gravados de forma a serem transmitidos pela energia que Dav encontrou no desenho, dando a entender que o jovem carregará uma espécie de legado com uma nova Legião a ser criada. Ficamos sabendo, também, que Titangirl era uma espécie de traidora dentro da Legião, utilizando seus poderes mentais para controlar seu próprio planeta.

Os desenhos dessa edição ficaram por conta do veterano Keith Giffen, que tem sua carreira ligada a um dos melhores períodos da Legião. Aqui, o desenhista utiliza seu traço mais estilizado.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 460

 - Legionaires 1000000 (Outubro de 1998)

História:

* "Come Together" - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Sean Phillips, colorizada por Tom McCraw

Não, não foi um erro de digitação. Você leu certo! Trata-se da edição 1000000 (um milhão) da revista da Legião dos Super-Heróis.

No mês de novembro de 1998, a brincadeira da editora DC Comics era imaginar como seriam as revistas (e seus heróis) em uma futura (e bota "futura" nisso) edição. Quando qualquer título chega a centésima edição, é comum preparar-se algum evento ou história especial que marque esse número. Então, exageradamente, como seria a edição um milhão? Notando que não estamos falando de um milhão de anos no futuro, mas de um milhão de meses, já que as revistas são mensais. Se já tínhamos a própria Legião dos Super-Heróis que atuava mil anos no futuro, o que dizer de heróis que existissem no século 89? Aliás como seria o mundo e o comportamento de um tempo tão distante?

Os legionários desse futuro são uma espécie de mescla das raças dos heróis já conhecidos. Assim temos Brainiac 417 (e o que conhecíamos era apenas o nº 5!), que é uma mescla do povo intangível da qual pertencia Aparição com os de inteligência superior de Colu, formando assim uma raça que não tem corpo exatamente, mas uma forma fantasmagórica do qual apenas se vê o cérebro. A raça superpoderosa de Mon-El se uniu aos diminutos imskianos que, assim como Violeta, são capazes de reduzir de tamanho, formando um (literalmente) pequeno exército de "mon-éis". A raça de Tríade desenvolveu sua capacidade de dividir-se em 3 corpos para uma superpoderosa terceira visão, algo visto na heroína Implicate Girl. Titangirl é originária da mesma raça de Satúrnia, que evoluiu para poderes mentais ainda mais extensos. O Camaleão dessa época provém de uma evolução de sua raça que, de tanto mudar de forma, agora é uma inteligência imaterial. Umbra é da mesma raça de Penumbra que agora não só controla as sombras, mas é feito da própria sombra. E Cosmicbot é uma espécie de andróide que controla o magnetismo, como a raça originária do herói Cósmico. Mas a mais bizarra versão ficom com a heroína Sonhadora, que ainda continua sendo uma bela mulher que usa seus sonhos para prever o futuro, com a diferença que aqui tem uma espécie de tela no meio da cabeça por onde é possível ver com o que está sonhando.

Os legionários desse futuro enfrentam uma ameaça que os põem de encontro com monstros devoradores de metal (com um visual que homenageia os desenhos de monstros criados pelo desenhista Jack Kirby, na década de 60). Há uma suspeita de conspiração dentro do próprio grupo e são obrigados a convocar a ajuda do Superboy daquela época, que mais parece um Superman com um visual pouco mais futurista e sem capa.

Continua...

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 459

 - Legion of Super-Heroes 109 (Outubro de 1998)

História:

* "Wish Fulfillment" - Escrita por K.C. Carlson, desenhada por Lee Moder, finalizada por Dan Davis, colorizada por Tom McCraw

Edição centrada em Violeta. Na verdade a história toda nada mais é do que um pesadelo da heroína e seu medo por voltar a ser dominada pelo Olho Esmeralda de Ekron, que a transformou na vilã Imperatriz Esmeralda.

Violeta anda se sentindo estressada e suas preocupações vem se acumulando. Perde a paciência com o desleixo de Astron, que se distrai com a namorada Sonhadora. Acaba machucando sua melhor amiga, Kinetix, que tornou-se mentalmente introvertida após a aventura com a anomalia espacial.

Com a cabeça cheia, a legionária vê a sede do grupo ser invadida pelo Olho Esmeralda e Kinetix se apossar do objeto, tornando-se uma espécie de nova Imperatriz Esmeralda. Porém, o Olho rejeita sua nova dona e a transforma em uma estátua envelhecida, destruindo-a depois.

Desesperada, Violeta torna-se novamente a Imperatriz com o intento de dominar o objeto, contanto que sua mente e vontade prevaleçam. O Olho, no entanto, percebe suas intenções e a ataca. Ela só tem tempo de prendê-lo em espelhos para que suas rajadas não a afetem.

Após a desesperada batalha com o Olho, este desaparece como se nada tivesse acontecido realmente. Kinetix aparece sonolenta, como se nunca tivesse sido transformada em estátua e destruída. Violeta se pergunta se tudo não foi um sonho ruim... ou se o que viu e sentiu não foi uma forma de sua mente derrotar seus maiores medos.

Curiosidade: No começo da história, Astron e Violeta enfrentam um vilão que não recebe nome, mas dá bastante trabalho para a dupla. Trata-se do Mestre Molecular, vilão que poucas vezes apareceu, mais especificamente na década de 70. Também é a primeira vez que vemos a estátua em homenagem ao Superman, a mesma que foi criada quando o herói supostamente morreu no futuro, na época dos legionários. Isso faz o leitor lembrar que as histórias da Legião se passam na mesma cidade de Metrópolis que o homem de aço, com a diferença que a cidade está mil anos no futuro.

domingo, 21 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 458

 - Adventure Comics 80-page Giant 1 (Outubro de 1998)

História:

* "Team Work" - Escrita por Tom McCraw, desenhada por Kevin West, finalizada por Ray Kryssing

Os especiais 80-Page Giant da editora DC Comics eram especiais pelo fato de trazer muito mais páginas que uma revista mensal comum, uma vez que essas contavam com uma média de 23 páginas de histórias por edição. Com o acréscimo de páginas, esses especiais traziam mais histórias sobre os personagens abordados. Até mesmo revistas que não mais existiam ganharam esse tipo de especial, caso da Adventure Comics que foi publicada décadas atrás.

A Adventure Comics, aqui homenageada, tem uma importante participação na história da editora, pois publicava histórias mais curtas de personagens que não tinham suas próprias revista. Alguns desses personagens tem suas histórias contadas em suas versões atualizadas para os anos 90: Mulher Maravilha, Arqueiro Verde (que na época era o filho de Oliver Queen, dado como morto nesse período), Capitão Marvel (Shazam), Superboy (a versão dos anos 90 que era uma espécie de clone e não o Superman quando adolescente), Supergirl, contos do Bizarro (versão "ao contrário" do Superman) e, como não poderia deixar de faltar, a Legião dos Super-Heróis, grupo que surgiu nas páginas da antiga Adventure Comics.

Na pequena história em que aparecem, vemos um conto do personagem Ferro, que mostra seus talentos como desenhista para a garota Lori. Ele relembra um combate ao lado dos outros legionários, onde enfrentaram uma espécie de bolha alienígena que se adaptava a cada poder dos heróis. Como auxílio, recebem a intromissão de uma nova heroína que se chama Blip e tem o poder de teleporte. Apesar da boa vontade de Blip o grupo acaba derrotando a ameaça em um perfeito trabalho de equipe.

Blip, na verdade, era mais uma das identidades heróicas que Lori assumia quando utilizava o disco místico que lhe dava poderes. Ferro não desconfia que foi a garota que esteve ao lado da equipe, mas ela aprendeu duas lições: primeiro é o fato de ser menos impulsiva e saber trabalhar em grupo, como a Legião bem faz. Segundo... ter mais cuidado ao se envolver com legionários, uma vez que a telepata Satúrnia quase descobre sua identidade ao ter contato com sua mente.

sábado, 20 de agosto de 2011

 LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 457

- Legion: Science Police 4 (Novembro de 1998)

História:

* "Chapter 4" - Escrita por David Michelinie, desenhada por Paul Ryan, finalizada por Joe Rubinstein, colorizado por Tom McCraw

As investigações do oficial Shadder o levam até o satélite da Global Grace, organização responsável em fornecer os anéis de poder para os seus Ringers. E são justamente eles quem são enviados para eliminar o intruso. Mas Shadder consegue mostrar-lhes a verdade por trás de seus "poderes": os anéis são uma espécie de emuladores de poderes de criminosos que foram executados no passado. O problema é que, quanto mais o usuário utiliza o anel, além do poder do criminoso, também começa a adquirir a personalidade psicopata do mesmo.

Com seu segredo revelado, o diretor da Global Grace decide destruir o satélite, com todos os envolvidos ainda dentro dele, e comover o mundo com uma catástrofe que possa cobrir o escândalo. Para isso, não tem escrúpulos para jogá-los sobre a Austrália.

Shadder, que havia descoberto um dispositivo que desligava os poderes dos anéis, se vê obrigado a acioná-los novamente para tentarem se salvar. Quando Driana Allon utiliza seu poder de desintegrar objetos, sua personalidade muda e ela ameaça até mesmo seus colegas. O policial altera o dispositivo para fornecer-lhe o máximo de poder, o que sobrecarrega o anel que entra em curto na mão de Driana.

De volta a Terra e munido de várias provas contra as ações ilícitas da Global Grace, Shadder consegue prender o administrador da organização. Driana e os outros Ringers, agora sem poderes, são perdoados por não estarem cientes da natureza de seus anéis. E o policial se redime dos erros do passado por ter salvo não só os supostos novos heróis, mas a população da Austrália.

No saldo final dessa minissérie, temos uma história de investigação policial sobre superpoderes, sem a atuação da Legião dos Super-Heróis. Bem ao estilo "homem comum contra tudo e todos".

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 456

 - Legion: Science Police 3 (Outubro de 1998)

História:

* "Chapter 3" - Escrita por David Michelinie, desenhada por Paul Ryan, finalizada por Joe Rubinstein, colorizado por Tom McCraw

Edição focada um pouco mais sobre a origem do amargurado policial Jarik Shadder.

Um repórter conta a Imra (agora policial, mas que também foi a legionária Satúrnia) que Shadder teve que tomar uma difícil decisão no passado, quando perseguia terroristas em um espaçoporto. Um dos criminosos roubou uma nave e a jogaria em uma espécie de terminal cheio de passageiros. Shadder teve que abatê-lo, mesmo sobre um centro urbano, o que custou várias vidas inocentes... ainda que menos do que se o alvo do terrorista tivesse sido atingido. Mesmo assim, o fato o traumatizou e o deixou tão pesaroso.

O mesmo repórter vem trabalhando juntamente com o policial na investigação sobre a origem dos Ringers. Shadder consegue infiltrar-se na base dos combatentes e roubar os planos sobre o poder dos anéis, entregando-os ao repórter. Essa ação é descoberta, Shadder é suspenso e o repórter é morto, revelando uma intrincada conspiração.

Continua...

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 455

 
- Legion: Science Police 2 (Setembro de 1998)

História:

* "Chapter 2" - Escrita por David Michelinie, desenhada por Paul Ryan, finalizada por Joe Rubinstein e Prentis Rollins, colorizado por Tom McCraw

Driana Allon, integrante dos Ringers, percebe que algo está indo muito mal com seu grupo. Seus membros estão agindo de forma cada vez mais violenta conforme usam seus anéis de poder.

O pior acontece em uma missão onde um dos ringers ataca seguranças de uma usina, algo que não foi feito até agora. Seu anel é capaz de criar portais que, até então, serviam para se livrar de armas e objetos. Mesmo ainda não compreendendo para onde estes portais seguem ou se são mortais, envia pessoas por ele. Driana, a líder, seria a única capaz de detê-lo, mas parece sentir prazer com o ocorrido. Em um momento de lucidez, tenta impedir que seu colega continue o massacre... mas ele, distraído, é alvejado por outros seguranças. É a primeira baixa no grupo.

Voltando a base, Driana é intimidada quando questiona sobre a verdadeira natureza dos anéis.

Enquanto isso, o oficial Shadder, da Polícia Científica, investiga sobre a ação dos Ringers.

Edição mais focada no drama dos Ringers no que na polícia propriamente dita.

Continua...

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 454

 - Legion: Science Police (Agosto de 1998)

História:

* "Chapter 1" - Escrita por David Michelinie, desenhada por Paul Ryan, finalizada por Joe Rubinstein, colorizado por Tom McCraw

O universo futurista da Legião dos super-heróis conta com alguns aspectos e coadjuvantes que podem até passar despercebidos. Por isso essa inusitada minissérie parece tão interessante ao mostrar seu foco na Polícia Científica da Terra.

De certa forma, os policiais do futuro são uma espécie de rivais da Legião. Não exatamente como inimigos, mas alguns de seus agentes torcem seu nariz para "super-heróis" que estão fazendo parte de seu trabalho e ganhando notoriedade por isso (algo que um policial assalariado não desfruta). Mesmo assim, a corporação conta atualmente com Satúrnia, que deixou temporariamente a Legião e voltou a ser uma policial (cargo que ocupava antes de se tornar super-heroína) e Shvaugn Erin, espécie de "ponte" entre a polícia e os super-heróis.

A minissérie ainda conta com outros combatentes do crime que não são da legião. Conhecidos como Ringers, possuem anéis especiais, cada um com um poder diferente, e tem se destacado a resolver crises complicadas para os policiais. Formado por quatro integrantes (entre eles a irmã do falecido ex-legionário e ex-policial Leviatã), os Ringers parecem gostar do assédio da imprensa e se preocupam mais em resolver problemas chamando a atenção da mesma.

No entanto, há uma suspeita sombria pairando entre os Ringers. Um dos poderes dos anéis é abrir portais dimensionais, assim como o legionário Portal faz. De fato, o anel replica o poder da raça do herói, mais especificamente de um criminoso de seu planeta. Partindo desse princípio, descobre-se que cada um dos anéis replica o poder de um criminoso. Devido a atitudes um tanto mais descontroladas dos Ringers, questiona-se se o anel, além de imitar o poder, não esteja imitando também a personalidade dos criminosos.

Continua...

domingo, 7 de agosto de 2011

 LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 453

- Legionnaires 65 (Outubro de 1998)

História:

* "Days of Reckoning" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeff Moy, finalizada por W.C. Carani, colorizado por Tom McCraw

Epílogo da saga do Círculo Negro.

Uma edição que parece final de Star Wars, com raças e planetas se unindo para comemorar a derrota de um inimigo em comum que ameaçava iniciar um regime de terror pelo universo.

No planeta Durla (lar do Cameleão), o presidente Brande anuncia o cessar fogo e, aproveitando a comemoração, o rei do planeta Orando (lar de Sensora, legionária e filha do rei) também dá o seu recado. O fato é importante, pois cessa qualquer hostilidade ou preconceito que havia entre esses dois planetas. O rei ainda fica espantado que Camaleão esteja tendo um relacionamento com a legionária Faísca... e não com sua filha como imaginava (na verdade, a saia justa diplomática era mais uma birra de pai coruja).

Também é anunciada a aceitação dos Planetas Associados, espécie de grupo rival dos Planeta Unidos, que agora irá trabalhar em colaboração. No entanto, essa divisão de grupos faz com que o planeta Xanthu se filie aos Associados. Isso significa que, como a Legião dos Super-Heróis é ligada aos Planetas Unidos, os membros naturais do planeta Xanthu podem ser chamados de volta para servirem os Associados. Estamos falando de Astron, Monstra e Kid Quantum.

Brainiac 5 anda com seu humor em baixa depois que sua mãe, a grande vilã por trás do Círculo Negro, mostra o desejo de lhe matar. Apesar disso, ela ainda é sua mãe e ele se ressente por ter perdido de vez a esperança de encontrar algo que lhe fez falta em sua criação: carinho materno. Observando como vários legionários reagem pela falta de uma família (afinal, o grupo é formado por raças alienígenas que tem pontos de vistas bem diferenciados sobre o tema) acaba sendo conformado pelo insetívoro Portal. Mesmo que em seu planeta o conceito e ligação com a família sejam inexistentes, sua admiração pelo "humanóide" Brainiac 5 é tanta que ele acaba parecendo engraçado e fazendo o herói perceber que, de uma forma ou de outra, tem uma família afinal.
AIRTON MARCELINO

A arte de Airton Marcelino tem bem o estilo dos desenhistas dos anos 70, fazendo-nos lembrar diretamente de John Buscema, clássico artista dessa época.

Apaixonado pelos quadrinhos desde sua infância, Airton já publicou sua arte na editora ICEA e em diversos fanzines, entre eles o Cabal, editado por Clodoaldo Cruz. Suas hqs passeiam por gêneros que não do terror ao faroeste, em especial para a revista Billy The Kid. 

Airton Marcelino: http://www.facebook.com/profile.php?id=1764907875


sábado, 6 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 452

 - Legion of Super-Heroes 108 (Setembro de 1998)

História:

* "The End" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd, colorizado por Tom McCraw

Final da saga sobre o grupo terrorista Círculo Negro.

A maior revelação dessa edição é a identidade do líder do Círculo, que é ninguém menos que a mãe de Brainiac 5 (que alguns podem até chamar de Brainiac 4). Lembrando que o herói foi abandonado por ela assim que nasceu. Aqui, ela dá mais detalhes sobre o porque de tê-lo abandonado.

A verdade é que Brainiac 4 era tão sedenta por conhecimento, que acabou se tornando fria sentimentalmente. Antes da atual transformação, seu filho também demonstrava ser um tanto duro quanto a seus sentimentos, mas era mais uma forma de esconder a carência afetiva. Já ela elevava essa frieza a níveis de se tornar uma psicopata. Abandonou-o simplesmente pelo fato da "experiência" em dar a luz não ser tão satisfatória quanto imaginava. A partir daí, singrou o universo tentando experimentar alguma emoção, sendo desde uma heroína até uma mendiga, passando pela atual fase, quando se tornou a fria líder do Círculo Negro. A loucura da vilã a levou até este momento, onde atraiu Brainiac 5 e agora está prestes a matá-lo. Uma ação que, segundo acredita, é a única que não experimentou e que pode trazer-lhe alguma satisfação.

Graças a intervenção de outros legionários, Brainiac 5 é salvo, sua mãe é presa, o Círculo Negro é desfeito e a paz reina novamente no Universo. Camaleão e Sensora, legionários que foram meticulosamente afastados do grupo (o que serviu para parte do plano do Círculo Negro) são reintegrados a Legião dos Super-Heróis, e acabam até mesmo se tornando uma espécie de embaixadores de seus planetas.

O vilão Senhor do Tempo aparece para Cósmico, revelando que suas maquinações tem muito influenciado na existência da Legião e vice versa. Lembrando que, antes da reformulação, o vilão era uma face do próprio Cósmico, em um futuro onde ele adquire toda o conhecimento do Universo.

A arte de Jason Armstrong surpreende nessa reta final da saga, onde ele parece inspirado em dar ao leitor um encerramento apoteótico em páginas com quadrinização ousada.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 451

- Legionnaires 64 (Setembro de 1998)

História:

* "Time Out" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy e Philip Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizado por Tom McCraw

Em meio a guerra, o milionário Leland McCauley usou e abusou da anomalia espacial como uma espécie de portal que pudesse transportar os inimigos da Legião de um canto a outro do espaço. Mas isso teve um custo altíssimo e agora a mesma energia, que mostrou ser um aspecto da dimensão do Senhor do Tempo, ameaça entrar em colapso e levar todo o universo consigo.

Para impedir que aconteça, os legionários seguem um plano de Brainiac 5, que acaba necessitando que um deles se sacrifique e destrua o portal. O vilão durlaniano Homem Composto consegue escapar da prisão dos legionário e observa o que eles estão fazendo para deter a anomalia. Fica tocado com a vontade dos heróis em se sacrificar em prol da sobrevivência de desconhecidos. Emocionado, rouba uma nave e ele mesmo se atira contra a força do Senhor do Tempo.

Mesmo com essa crise resolvida, a tensão política provocada pelo Círculo Negro contiua.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 450

 - Legion of Super-Heroes 107 (Agosto de 1998)
História:

* "Brainspotting" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd, colorizado por Tom McCraw

Tríade e Faísca ainda estão em Winath e são atacadas pelo assassino de um dos presidentes, o durlaniano conhecido como Homem Composto (capaz de se transformar em todos os legionários ao mesmo tempo).

A batalha com o vilão é transportada por um portal espacial e levada até o planeta Colu, onde Brainiac 5, nativo daquele planeta, tenta fazer contato com as mentes computatorizadas do local. O Homem composto derrota Tríade, Faísca e Violeta, que acompanhava Brainiac 5. Quando o vilão vai atacar o herói gênio (que estava em uma espécie de hibernação ao contatar as mentes dos coluanos) recebe uma sobrecarga de conhecimento que o faz cair.

Brainiac 5, com uma mente mais avançada, assimila as informações e percebe que os atos terroristas são muito mais do que ataques políticos. A iminente guerra irá levar todo o universo ao fim dos tempos!

Continua...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 449

- Legionnaires 63 (Agosto de 1998)

História:

* "Winds of War" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani e Philip Moy, colorizado por Tom McCraw

Os legionários começam a ser tão mal-vistos que, para investigar a conspiração política que tenciona derrubar a Federação dos Planetas Unidos, alguns deles são obrigados a se alistar na Polícia Científica. Afinal, como já são conhecidos, a mera aparição de seus uniformes já causa uma impressão negativa.

Descobrem, no planeta Durla, que os afastamentos de Sensora e Camaleão podem não ter sido um mero puxão de orelhas de seus governantes. Faz parte de uma das ofensivas dos vilões, que contam com a presença de durlanianos terroristas em suas fileiras.

Continua...

terça-feira, 2 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 448

 - Legion of Super-Heroes 106 (Julho de 1998)

História:

* "High Crimes" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd e Prenstis Rollins, colorizado por Tom McCraw

Mais um atentado deixa a já abalada política do mundo futurista em uma situação delicada. Dessa vez o ataque ocorre no planeta Winath, lar natal da legionária Faísca que, inclusive, está presente no momento fatídico. Um durlaniano disfarçado de músico, consegue penetrar em uma festa onde estão os presidentes do planeta... e mata um deles na frente de todos.

Inicialmente, a culpa pelo atentado cai sobre o legionário Camaleão, já que o durlaniano (assim como ele) assume sua forma, inclusive com uniforme de legionário. Mesmo sendo provado que não se trata do herói, a tensão faz com que o povo veja com reservas até mesmo a presença de legionários em seu planeta.

A tensão apenas aumenta.

Vale lembrar que Brainiac 5 continua em seus formato... mais simpático, depois que assim surgiu da fonte primordial do Universo. Essa mesma força misteriosa está sendo usada pelo milionário Leland McCauley para transportar inimigos da Legião de um canto do universo a outro, já que ele está mancomunado com o Círculo Negro.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 447

 
- Legionnaires 62 (Julho de 1998)

História:

* "Balance of Power" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizado por Tom McCraw

Violeta descobre possíveis culpados por arquitetar um atentato do financiador da Legião dos Super-Heróis, R. J. Brande. O que ela não sabe é que o grupo tem ligações com o Círculo Negro, uma poderosa organização que tenciona roubar o poder conquistado pelos Planetas Unidos.

Enquanto isso, Camaleão e Sensora enfretam os puxões de orelhas em seus planetas, cujo os povos tem preconceitos um contra a raça dos outros. Dessa forma, a simples idéia dos dois serem amigos soa aberrante para suas respectivas raças. Em especial, a Princesa Sensora se mostra mais rebelde, incitando até mesmo uma revolta nas minas de Orando, seu planeta, enraivecendo ainda mais seu pai, o rei.

Início da saga A Ascenção do Círculo Negro.
 

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 446

 - Legion of Super-Heroes 105 (Junho de 1998)

História:

* "Time Won't Let Me" - Escrita por Tom Peyer e Roger Stern, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd, colorizado por Tom McCraw

Os legionários descobrem um poderoso arqui-inimigo: O Senhor do Tempo! O vilão parece ter se recuperado das reformulações do Universo, principalmente no que diz respeito ao evento Zero Hora. Em seus domínios estão todas as versões da Legião que já existiram até hoje e até mesmo algumas versões alternativas que nunca foram vistas, incluindo suas cópias malignas.

A garotinha Lori é transformada em uma versão adulta (como ela tanto queria) e dá a entender que é uma versão da antiga vilã Glorith, assistente do Senhor do Tempo. No entanto, munida do discador mágico, a garota mostra que sua personalidade está longe de ser perversa. Transformando-se em uma espécie de super-heroína mirim, acaba ganhando tempo para que as várias "Legiões" possam se reagrupar e confundir o vilão. Resta aos mais poderosos integrantes (inclusive o exterminado Superboy da Era de Prata) derrotar o Senhor do Tempo.

Com a aparente destruição dos domínios do vilão, a Legião mais recente (a dos anos 90), retorna para sua realidade... assim como Lori, que volta a ser um garotinha. O Senhor do Tempo, no entanto, parece estar intacto... e satisfeito por seu primeiro experimento ter sido um sucesso, já se preparando para um novo e futuro ataque aos legionários.

A saga mostrando a Legião de todas as épocas não foi feita por acaso. Em 1998, ano em que foi publicada, comemorava-se os 40 anos da criação dos personagens, que surgiram na revista Adventure Comics 247, em 1958.