sábado, 30 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 445

 - Legionnaires 61 (Junho de 1998)

História:

* "If I Could Turn Back Time" - Escrita por Roger Stern, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizado por Tom McCraw

Repentinamente, o universo futuro da Legião dos Super-Heróis volta a ser como quando os personagens surgiram, na década de 60. Heróis como Colossal, Solar e Saltador estão de volta! E quanto aos legionários da década de 90? Agora eles são meros cidadãos da Metropolis do futuro, com lampejos de memória de que algo está errado.

Se há um grande esquema por trás dessa mudança, ninguém sabe. Mas houve uma falha que reavivou a memória dos legionários mais atuais. Ao visitarem a sala em homenagem aos legionários mortos, acabam esbarrando com a estátua de Ferro. O problema é que, na continuidade dos anos 90, Ferro está bem vivo. E é justamente ele, chocado, quem percebe que o absurdo só pode ser sinal de que algo está errado.

A realidade continua mudando e os heróis são transportados para o fluxo temporal, a mesma dimensão-ponte onde ficaram presos quando do exílio no século XX, e ressurgem diante da Legião dos Super-Heróis da década de 70. Um tanto quanto mais agressiva (liderados pelo esquentado Pulsar), essa Legião persegue os "novatos" que conseguem novamente escapar pelo fluxo (graças a intervenção da garotinha do passado, Lori) e vão parar em uma dimensão incrivelmente bela. E seria mais bela ainda se não fosse os domínios de um poderoso inimigo da Legião: O Senhor do Tempo!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 444

 - Legion of Super-Heroes 104 (Maio de 1998)

História:

* "Heroes Return" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ray Kryssing e Ron Boyd, colorizado por Tom McCraw

O mistério da anomalia espacial continua. Os legionários que mergulharam nessa estranha energia, ressurgem na base de Leland McCauley, sendo que alguns deles estão totalmente transformados. Andrômeda e Brainiac 5 aparecem em um novo visual (Portal, inclusive, chama o colega de Brainiac 5.1). Este último também parece ter mudado sua personalidade. Ao invés do gênio instrospectivo, ranzinza e arrogante, Brainiac agora se dá o raro luxo de até gargalhar. Já Kinetix, que também volta com um visual alterado, volta completamente catatônica.

Enquanto isso, na base da legião, Faísca e Curto Circuito mudam misteriosamente para um visual que lembra os personagens quando apareceram na década de 50.

O que está acontecendo, afinal?

quinta-feira, 28 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 443

 - Legionnaires 60 (Maio de 1998)

História:

* "Scandalous" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizado por Tom McCraw

A festinha no jantar dançante do qual alguns legionários participou parece que não teve uma repercussão tão boa. Na verdade, nos jornais sensacionalistas aproveitaram para destacar a presença de Camaleão e Sensora. Acontece que a raça de ambos tem enorme preconceito uma com a outra.

No planeta Orando, o rei fica escandalizado por sua filha ser fotografada nessa tal festa com um durlaniano. E em Durla, o conselho também acha que é hora do Camaleão voltar para casa ao invés de se portar dessa forma. Com isso, dois legionários estão temporariamente fora de ação.

Por outro lado o grupo ganha dois novos integrantes. Kid Quantum II, que foi convidada por Monstra e Astron, e Marcial, que abandonou as indústrias de Leland McCauley e agora integra o quadro de legionários.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 442

 - Legion of Super-Heroes 103 (Abril de 1998)

História:

* "A Storm In Heaven" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd e Drew Geraci, colorizado por Tom McCraw

Marcial percebe que o bilionário Leland McCauley é um grandesíssimo picareta. Na verdade, o herói de poderes baseados em artes marciais, aceitou se unir ao grupo de Leland para viajar pelo universo em busca de paz espiritual.

Diante da descoberta da Legião sobre a energia primária da criação, algo que encheria os olhos de qualquer um que busque por contemplação, percebe que seu patrão pouco se importa com o valor da descoberta e que quer mais é satisfazer seus desejos mesquinhos.

Marcial foge das indústrias McCauley e pede asilo aos legionários, entrando em contato com Satúrnia.

Enquanto isso, o poder político dos khúndios aumenta cada vez mais.

terça-feira, 26 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 441

 - Legionnaires 59 (Abril de 1998)

História:

* "Friends, Lovers, and the Calm Before the Storm" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeff Moy, finalizada por W. C. Carani, colorizado por Tom McCraw

Como o título da história dessa edição bem avisa, é uma calmaria antes da tempestade. De fato... NADA acontece no sentido de ameaças aos planetas e a Legião ganha uma merecida folga.

O clima é de azaração generalizada. Além dos romances já em andamento finalmente terem um tempo para se curtir, outros casais inusitados se formam durante os passeios.

Os grupos se dividem conforme seus gostos. Uma parte dos legionários segue para a praia. O outro grupo prefere um jantar dançante, onde são vistos como celebridades. Camaleão finalmente fica a sós com Faísca e colocam suas afinidades em dia. Tríade aproveita para sair e conhecer um pouco mais do engenheiro Chuck Tayne. Interessante notar aqui, nesse casal, uma homenagem aos velhos tempos. Décadas atrás o personagem Chuck Tayne era um legionário com o superpoder de inflar-se até virar uma bola gigante saltitante, usando o codinome de Saltador. O personagem era casado com Dama Dupla, heroína que foi reformulada nos quadrinhos e se tornou a Tríade. Aqui, levemente, o romance dos dois é lembrado.

XS e Cósmico ficam sós na sede da Legião. A primeira se ressente um pouco por não ter exatamente um "ficante" para aquele dia. Ela tem uma queda, por acaso, por Cósmico, que se mostra tranquilo quanto ao fato de estar cuidando da sede.

Ferro se sente tímido diante da beleza de Violeta e tenta iniciar uma conversa fazendo um belo desenho dela. A também tímida Violeta (que já foi mais tímida tempos atrás) se mostra simpática e isso só aumenta a timidez de Ferro.

Aparição, na praia, arruma seu cabelo de forma curiosa e pede a opinião de seu marido, Ultra Rapaz. É uma homenagem dos autores para o visual da personagem, quando esta se chamava Etérea.

Os legionários que não participam desse dia de folga estão ocupados explorando a anomalia espaço-temporal que apareceu onde Mon-El e Andrômeda estavam.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 440

- Legion of Super-Heroes 102 (Março de 1998) - 2ª história

História:

* "Bad Separations" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Todd Nauck, finalizada por Pam Eklund


A segunda parte dessa edição foca na recente descoberta de Aparição, que descobriu ter uma espécie de duplicata sua perdida no século XX, absorvendo-a surpreendentemente para seu corpo. Com a ajuda da Dra. Ryk'rr, psicóloga da Legião, descobre que o segredo para tal mistério está no passado.

Sua mãe, uma alienígena que tem a capacidade de ficar intangível conheceu aquele que seria seu pai sem saber que ele era um carggita, alienígena capaz de se multiplicar em três corpos iguais (assim como a legionária Tríade). O casal teve trigêmeas e o pai delas, um viciado em jogo, ofereceu duas para os Senhores da Sorte, espécie de "donos de cassino cósmico". Uma delas, Tinya (Aparição) ficou com a mãe.

Das duas meninas que ficaram em poder dos Senhores da Sorte, uma tem seu paradeiro desconhecido. A outra trabalhou nos cassinos até que, para escapar de um ataque, foi enviada ao século XX, desmemoriada, e participou da milícia espacial conhecida como L.E.G.I.Ã.O.

Acontece que as "trigêmeas" nasceram com as capacidades do pai, ou seja, eram três corpos de uma mesma pessoa. Normalmente, um carggita não pode se separar muito tempo em corpos diferentes pois isso pode ser fatal. No entanto, como Tinya era apenas "meia" carggita, e graças ao poder de intangibilidade de sua mãe, elas puderam viver tanto tempo separadas. Quando se reencontraram no século XX, se reintegraram em apenas um corpo.

A psicóloga aconselha que a mãe de Tinya e Ultra Rapaz, seu marido, lhe dêem total atenção e apoio em um momento delicado. Afinal, agora ela tem a mente de alguém que já os conhecia, junto com as lembranças de uma cópia que os considera estranhos.

A Dra. Ryk'rr é a versão feminina do Dr. Gym'll, médico oficial da Legião. Esse personagem é coadjuvante a décadas das aventuras do grupo e tem uma aparência peculiar: baixinho (praticamente anão), azulado, com pequenos chifres na cabeça, alguns desenhistas chegaram a mostrá-lo com pequenos dentes afiados e o inconfundível terceiro braço que lhe sai por detrás das costas. A Dra. tem as mesmas características físicas.

domingo, 24 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 439

 - Legion of Super-Heroes 102 (Março de 1998)

História:

* "Heroes" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd

Antes da reformulação da saga Zero Hora, o planeta Xanthu tinha a peculiaridade de só ter dois super-heróis, Astron e Atmos. Isso era algo notável em um universo infestado de criaturas com algum superpoder. Nem a população do referido planeta era tão diferente assim de um ser humano normal.

Agora acontece justamente o inverso. Xanthu tem super-heróis como se fossem times de futebol. Inclusive, são tratados como personalidades esportivas também. Monstra e Astron são dois nativos do planeta que fazem parte da Legião dos Super-Heróis (algo que não é visto com tão bons olhos assim por seus conterrêneos).

A dupla chega a Xanthu diante de uma invasão alienígena do qual seus heróis locais não estão dando conta. Na verdade, Monstra e Astron foram apenas fazer suas visitas sociais.

A invasão foi uma triste coincidência. Porém, tão rápida como começou, também termina... e não por ajuda dos heróis. Quem os salva são os belicosos khúndios, que estão tentando formar uma aliança com outros planetas, para ajudar aqueles que são pouco auxiliados pela Federação dos Planetas Unidos. Além do forte argumento de tê-los salvo da invasão, ainda destacam o fato da Federação dar pouca importância a Xanthu, enviando apenas 2 legionários. Sim, tem cara de golpe.

Essa edição tem duas histórias, sendo essa aventura a primeira e com o saldo de conseguirem mais uma integrante para o grupo: Kid Quantum, irmã do herói homônimo que morreu nas primeiras missões da Legião. O convite para se tornar uma legionária veio meio sem pensar da boca de Astron (sob os protestos de Monstra), mas quando tentou consertar a gafe, já era tarde demais... a heroína já estava bem animada por se tornar uma legionária.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 438

 - Legionnaires 58 (Fevereiro de 1998)

História:

* "If a Man Be Made of Iron" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy e Philip Moy, finalizada por Philip Moy e W. C. Carani

Continuam as preocupações de Ferro sobre sua aparência deformada (lembrando que o leitor nunca fica sabendo como é seu rosto por trás da máscara de ferro). Um dos médicos faz uma revelação surpreendente: enquanto estiver com seu corpo transformado em ferro, é possível "moldar" um rosto perfeito. Mas há um custo. Isso poderá lhe tirar o olfato, o tato e o paladar. Começa então uma dúvida moral a respeito de sacrifícios por beleza física.

No saldo final, Ferro acaba descobrindo que sua vontade em se tornar mais belo não está apenas ligada ao fato de ter nascido deformado... mas sim na comparação que faz com seus outros colegas de equipe. Para ele, todos os legionários parecem glamorosos e bonitos. Até mesmo alienígenas como Camaleão e Sensora (essa última, inclusive, com o formato de uma cobra gigante). Sua busca, portanto, acaba se tornando banal diante do verdadeiro valor que ele representa.

Uma história leve sobre a preocupação excessiva com a beleza física e uma lição sobre se autovalorizar.

Enquanto isso, os outros legionários investigam uma estranha anomalia temporal no espaço, ligada com os daxamitas Mon-El e Andrômeda, que mergulharam em uma espécie de energia primordial da criação.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 437

 - Legion of Super-Heroes 101 (Fevereiro de 1998)

História:

* "Jump" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd

Enquanto esteve exilada no século XX, Faísca teve seus poderes elétricos alterados. Na verdade, ela perdeu a capacidade de gerar eletricidade e agora é capaz de tornar qualquer objeto mais leve.

Porém, já no século XXX, essa mudança radical de suas capacidades parece não estar lhe fazendo bem. Toda vez que utiliza o novo poder, se sente mais doente e debilitada. Tanto que lhe é recomendado que páre de usá-los.

Desesperada (e até um pouco magoada, pois gostaria de controlar a eletricidade novamente), a heroína parte para o inóspito planeta onde ganhou seus poderes e enfrenta as feras elétricas que lhe concederam esse controle. Porém, o que antes foi um acidente do qual sobreviveu, dessa vez pode ser algo fatal. Ao ser atingida novamente pelos raios das feras elétricas... ela é eletrocutada!

Com os sinais vitais de Faísca ainda  transmitindo um leve sinal, os legionários, liderados por Curto Circuito (irmão dela) tentam desesperadamente capturar raios para reanimar a colega. No final, esse intento é alcançado e Faísca acorda... finalmente com seus poderes elétricos de volta.

Releitura de uma clássica história onde os legionários tentaram, da mesma forma, reanimar o então falecido Relâmpago (como era chamado Curto Circuito décadas atrás). Menos trágica (no original, o animalzinho Proty se sacrificou), a história mostra que o fato da personagem ter seus poderes de volta (tempos atrás, com poderes de diminuir o peso, ficou conhecida como Pluma), nessa versão, não levam os novos adiante.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 436

 - Legends of the Legion 4 (Maio de 1998)

História:

* "Casualty" - Escrita por Barry Kitson e Tom Peyer, desenhada por Todd Nauck, finalizada por Lary Stucker

A última origem contada nesta minissérie é uma espécie de sátira as histórias que contam origens de personagens. Ao contrário de uma lição final que redime e faz o personagem ser o herói que é, adquirindo caráter para tanto, Ástron mostra que sua origem ensinou-lhe... nada!

Ele já nasceu com os poderes de aumentar o peso e a massa e ganhou novos poderes (vôo, disparar raios pelos olhos) aparentemente depois de um acidente com sua nave. Mas nem isso é certo. A conclusão sobre como ele ganhou novos poderes é uma soma de fatores que os fizeram simplesmente surgir.

Já era um herói em seu planeta, Xanthu, onde era tratado como uma estrela de cinema. Quando decidiu aceitar o convite para ingressar na Legião dos Super-Heróis, foi visto como uma espécie de traidor a procura de fama.

Em sua viagem para a Terra, onde se integraria ao grupo, sofre uma série de incidentes que monstram-se coincidentes com os acontecimentos das origens de seus outros companheiros. Por exemplo, sua nave é atingida por um minerador de asteróides que a confundiu com uma baleia espacial... a mesma criatura que deu poderes a Ultra Rapaz. E ele só foi parar no meio dos asteróides porque usou seus poderes para aumentar o peso da nave dos terroristas que atacaram o planeta de Faísca.

Após o acidente com os mineradores, simplesmente acordou melhor e com novos poderes, sem que nenhum dos acontecimentos anteriores tivessem relação com isso. O que ele "ensina" para as crianças é que, às vezes, coisas boas acontecem ao acaso. Chega, absurdamente, a citar o caso do legionário Kid Quantum, conterrâneo de seu planeta, que morreu logo nas primeiras missões da Legião. Cita esse acontecimento como um "acaso ruim".

quarta-feira, 20 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 435

 - Legends of the Legion 3 (Abril de 1998)

História:

* "Eclipsed" - Escrita por Barry Kitson e Tom Peyer, desenhada por Kenny Martinez, finalizada por Lary Stucker

Quem conta sua história agora é Penumbra. Com o espírito de guerreira, se mostra pouco simpática demonstrando que sua origem foi uma dura lição de vida. E, de fato, a cultura de seu planeta natal, Talok VIII, era um tanto rígida, para não dizer selvagem, na formação de seus guerreiros.

Talok VIII tem uma história de crenças ancestrais severas que escolhe o campeão de sua "tribo", pesando-lhe a responsabilidade de defendê-los, nem que isso lhe custe a própria vida.

A jovem Tasmia se viu diante desse duro treinamento logo cedo, uma vez que sua mãe, a campeã local, faleceu quando ela ainda era uma criança. Passando pelo ritual de iniciação e utilizando seus poderes de controlar as trevas, a jovem se tornou uma guerreira implacável. Segura de si, todo esse orgulho de certa forma iria se virar contra ela e faria com que a história de seu povo sofresse uma incrível reviravolta, muito além do que poderia planejar.

Quando os primeiros missionários da Federação dos Planetas Unidos visitaram Talok VIII para convidá-los a ingressar no grupo, Tasmia os atacou ferozmente, julgando-os invasores com um argumento pacifista e intenções invasoras. Chegou a explodir a nave dos missionários e acaba desacordada dentro dela, sendo devolvida pelo gigantesco robô da Federação. Esse ato fez com que os líderes das tribos acreditassem que realmente estavam em missão de paz. Afinal, mesmo sendo atacados, ainda assim tiveram piedade por sua campeã.

Depois do mal entendido, os talokianos aceitaram ingressar nos Planetas Unidos e, contra a vontada da geniosa Tasmia, selecionaram a guerreira para representá-los junto a Legião dos Super-Heróis.

terça-feira, 19 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 434

 - Legends of the Legion 2 (Março de 1998)

História:

* "Resistance" - Escrita por Barry Kitson e Tom Peyer, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

Continuando a contar a origem de alguns legionários para os visitantes mirins, essa edição mostra detalhes sobre a origem de Faísca, a irmã de Curto Circuito.

Todos já sabiam que a heroína ganhou seus poderes elétricos, juntamente a seus irmãos Garth e Mekt, quando pousaram no planeta Korbal e foram atacados por feras elétricas. O que poucos sabiam era sobre a recuperação desse ataque nos dias seguintes.

Como também sabemos, Garth fugiu de casa para buscar seu irmão mais velho, Mekt, que havia enlouquecido com os poderes que acabara de receber. Restou a Ayla, futura Faísca, suportar as chacotas de pertencer a uma família despedaçada cujo os irmãos se tornaram fugitivos.

A oportunidade de mostrar seu valor veio no pronunciamento dos presidentes de seu planeta, que sofreu o repentino ataque de terroristas superpoderosos. O que os vilões não contavam era que uma das pessoas da platéia possuísse poderes elétricos. Desde o salvamento, a garota se tornou uma celebridade e heroína do planeta, sendo indicada com louvor para representá-los na então recém formada Legião dos Super-Heróis.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 433

 - Legends of the Legion 1 (Fevereiro de 1998)

História:

* "Guts" - Escrita por Barry Kitson e Tom Peyer, desenhada por Todd Nauck, finalizada por Lary Stucker

Lendas da Legião foi uma minissérie em 4 números, cada uma contando detalhes das origens pouco conhecidas de integrantes da Legião dos Super-Heróis. Tudo é contado de forma a entreter uma platéia de visitantes a sede da Legião, curiosamente versões mais infantis da segunda fornada de integrantes da futura Legião dos Heróis Substitutos.

O primeiro a contar detalhes de como ganhou seus poderes é Ultra Rapaz. A história sai do lugar comum de uma origem heróica para contar as agruras de sobrevivência do personagem Jo-Nah (o nome é inspirado no Jonas bíblico, o que fica evidente mais adiante) e a forma dramática como ganhou suas capacidades especiais.

Natural do planeta barra pesada Rimbor, Jo-Nah era um encrenqueiro que se metia com as gangues locais. Na fuga após uma de suas brigas, sua nave acaba topando com a gigantesca boca de uma... baleia espacial. O tamanho da nave do futuro herói diante da criatura é insignificante e ele cai dentro do estômago monstruoso sem que fosse mastigado.

Jo-Nah passa dias dentro da baleia e seus recursos para sobrevivência começam a ficar escassos. Para piorar, descobre que o líquido no "solo" onde pisa é o ácido estomacal do monstro, que começa a corroer sua nave. Abandonando-a, corre nesse líquido até um local onde a carne interna é mais elevada, mas acaba ficando descalço pois suas botas são corroídas. Para se movimentar, corta pedaços da carne (a criatura é tão gigantesca que esse pedacinho não causa dor suficiente para incomodá-la) e faz desses pedaços uma espécie de calçado. Afinal, o ácido não corroeria a própria carne de quem o produzisse.

Os dias passam e Jo-Nah também fica sem comida. A solução é comer os pedaços de carne da baleia para sobreviver. Situações extremas requerem atitudes extremas. Provavelmente por ingerir a carne dessa criatura, o jovem começa a perceber que ganhou capacidades especiais, como poder voar e até visão telescópica (que lhe mostra a extensão absurda do estômago onde está).

Mais adiante encontra outros "náufragos" que sobrevivem dentro da baleia. Se conforta com eles descobrindo que realmente ganhou superpoderes e não está tendo alucinações, como imaginava. Apesar de seu intento em sair voando dali, os outros náufragos alertam que dentro da baleia há oxigênio o suficiente, o que não acontece fora dela. Afinal, o bicho está no espaço.

Para resolver o problema de sair voando pelo espaço, Jo-Nah, ainda utilizando nacos de carne de baleia, monta pequenas bolsas e coloca ácido estomacal dentro delas, o que lhe fornecerá ar suficiente até encontrar um local seguro.

Escapando em uma das vezes que a baleia abre sua bocarra, Jo-Nah sobrevive e o resto é a história como conhecemos. Entra para o grupo do bilionário Leland McCauley e, depois, se torna um integrante da Legião dos Super-Heróis.

domingo, 17 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 432

 - Legionnaires 57 (Fevereiro de 1998)

História:

* "Troubled Minds" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

Um novo atentado contra o bilionário R.J. Brande faz com que um grupo de legionários se reúna secretamente em uma missão que requer o máximo de discrição. É a volta do Esquadrão de Espionagem da Legião, formado por Aparição, Camaleão, Rapaz Invisível, Tríade, Violeta e Sensora.

Satúrnia viaja com Curto Circuito (a reconciliação do jovem casal...) para seu planeta natal, Titan, afim de descobrir porque seu mentor colocou bloqueios mentais em seus poderes. Esse bloqueio, quando quebrado fez com que ela se descontrolasse no século XX e transferisse seus sentimentos por Curto Circuito para Cósmico, quase casando-se com ele.

Ferro tenta se beneficiar da tecnologia empregada pela medicina do século XXX e resolver sua deformidade. Os médicos não podem fazer a operação por uma questão ética, pois julgam-na arriscada demais para um motivo banal. Chega a ser cômico, mas o verdadeiro motivo é que, mesmo com uma deformidade craniana, os médicos alienígenas não consideram uma situação grave... simplesmente por haver alienígenas com crânios desproporcionais e que são considerados normais em seu planeta.

E Ultra Rapaz tem que lidar com sua nova e tempestiva sogra... sem contar que ela nem sabe ainda que ele e sua filha se casaram no século XX.

sábado, 16 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 431

 - Legion of Super-Heroes Secret Files and Origins (Janeiro de 1998)

Histórias:

* "Legionnaires Three" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

As edições "Secret Files and Origins" servem como uma espécie de enciclopédia dentro do universo dos personagens a quem aborda. Além de informar aqueles que não tiveram muito contato com os heróis que são tema de cada um desses especiais, ainda atualiza os leitores mais veteranos, mostrando histórias onde são apresentados detalhes até então inéditos na origens desses heróis. Apresenta ainda fichas com dados de cada um dos personagens (inclusive coadjuvantes) com informações como origem, nome verdadeiro, detalhamento dos poderes e até mesmo pesos e medidas.

No caso da Legião dos Super-Heróis, não só o grupo já tem uma infinidade de integrantes, como o universo onde ocorrem suas aventuras são recheadas de personagens a serem abordados (o pôster dessa edição, contendo 120 personagens do universo do futuro que o diga!!!) e isso ocupa boa parte dessa edição com suas fichas. Resta, basicamente, uma reinterpretação da origem da Legião (com os três integrantes fundadores), mostrando detalhes que ocorreram antes mesmo do que o leitor se lembre.

É mostrado, por exemplo, que o bilionário R.J. Brande já andava decepcionado em formar a Federação dos Planetas Unidos. As diferenças entre as raças envolvidas não dava sinais de que essa espécie de aliança seria possível. Quando Brande foi salvo de um atentado por três jovens alienígenas, de planetas diferentes, a idéia de se formar uma legião com raças diversificadas fortalecia a idéia da necessidade da Federação. Esse foi o principal impulso que fez Brande ser o mentor do grupo.

Para não ficar apenas em recordações, mostra também uma das primeiras batalhas do grupo, impedindo que o vilão Grimbor libertasse as feras alienígenas do zoológico da Terra. Chance perfeita para matar as saudades de uma velha tradição nas histórias da Legião: a diversidade em criar animais de aspecto bizarro de outros planetas.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 430

 - Inferno 4 (Fevereiro de 1998)

Histórias:

* "Who By Fire" - Escrita e desenhada por Stuart Immonen, finalizada por Wade Von Grawbadger

Inferno é encontrada, no shopping fechado, por uma das garotas fugitivas que se tornou sua amiga. A heroína conta um pouco sobre o desprezo que tem pelo seu pai (que acredita tê-la abandonado para Leland McCauley) e também sobre a criatura do shopping que a vem aterrorizando.

Apesar de acreditar que o monstro é fruto de sua mente (assim como o panda Eldrid), Inferno se surpreende quando a garota que a acompanha também o vê espreitando na escuridão. Ele na verdade é uma espécie de lenda urbana que se tornou real alimentando-se do medo das pessoas. Como Inferno tem vários conflitos em seus sentimentos (uma mistura de ódio e abandono), torna-se um prato suculento para a criatura.

Compreendendo do que o monstro é feito, Inferno enfrenta primeiramente seus próprios medos e dúvidas e, ao atacá-lo com suas chamas, consegue finalmente destruí-lo.

Amanhece.

A garota fugitiva, após a chocante experiência, decide voltar para casa. Inferno é contactada mentamente por Satúrnia para que volte a se reunir aos legionários, pois estão prestes a voltar para o século XXX. Mas a heroína quer iniciar sua vida novamente... em uma nova época... como um novo amanhecer. Inferno decide ficar no século XX.

Final interessante dado a uma personagem que estava fadada a morrer na saga A Noite Final, mas acaba tendo os rumos de sua vida mudados a partir daqui. Belos desenhos de Immonen em um roteiro bem incomum para uma personagem futurista (a história pende mais para o lado do terror), mas com o intuito de desenvolver a personalidade da mesma.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 429

 - Inferno 3 (Janeiro de 1998)

Histórias:

* "Girls Interrupted" - Escrita e desenhada por Stuart Immonen, finalizada por Wade Von Grawbadger

O "monstro do shopping" parece conhecer mais sobre Inferno do que parece. Quando as portas do shopping se fecham, a heroína tem mais uma de suas visões com o panda Eldrid. Essas visões parecem também fazer com que sofra lapsos do tempo. Quando volta a si, o shopping está fechado, vazio e... escuro. Revelado que ela tem certo medo do escuro e da noite.

A criatura do shopping, aproveitando-se do temor de Inferno a ataca e, ao contrário da desorientada garota, parece não temer a nada, nem mesmo ao seu poder de gerar chamas. O monstro consegue até mesmo invadir as visões de Inferno, o que a deixa ainda mais temerosa... bem diferente da valentia que apresentava desde então. Essa valentia, inclusive, apesar de ser expressada de forma violenta nos tempos em que trabalhava para Leland McCauley, se mostra como sua maior fraqueza.

Continua...

terça-feira, 12 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 428

 - Inferno 2 (Novembro de 1997)

Histórias:

* "A Houseful, a Holeful" - Escrita e desenhada por Stuart Immonen, finalizada por Wade Von Grawbadger

Inferno se integra a um grupo de fugitivas e tenta adequar sua personalidade forte aos costumes da época. A aventura se torna metafísica quando a heroína começa a ter visões de um panda falante, que chama a si mesmo de Eldrid Hayes, que insiste em lhe dar conselhos (mais metafísico do que isto...). Acontece que estas estranhas visões não acontecem apenas como uma espécie de sonho, mas de repente, até mesmo quando está acordada e consciente.

Menos metafísico (mas nem por isso menos estranho) é uma espécie de monstro humanóide, quase simiesco (no estilo dos morlocks de A Máquina do Tempo), que parece representar toda fúria e medo que a personagem guarda dentro de si. Essa criatura a persegue e ataca sempre em áreas isoladas do shopping e parece não temer suas chamas. Também tem o estilo das lendas urbanas que criam-se a partir de ambientes solitários. Afinal, é comum se imaginar monstros em um shopping escuro quando está fechado.

Interessante que toda a ação ocorre dentro do shopping, dando a impressão que a personagem está se escondendo no local.

Continua...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 427

 - Inferno 1 (Outubro de 1997)

Histórias:

* "Run Come See the Sun" - Escrita e desenhada por Stuart Immonen, finalizada por Wade Von Grawbadger

Todos os heróis perdidos no século XX voltaram para sua época... exceto... uma personagem que deixou os legionários durante umacesso de fúria. A esquentada (literalmente) Inferno voou longe, bem longe, até praticamente se perder do grupo. Com seu temperamento difícil, a heroína vai cair justo em uma cidadezinha que não se sente bem sendo protegida pelos ditos super-heróis. Dessa forma, a humildade, algo que Inferno não está lá muito acostumada a lidar, vai ser item de uma dura lição a ser aprendida não só numa terra estranha, como também numa época estranha.

Também ficamos sabendo um pouco mais sobre o passado da heroína. Passado um tanto dramático com a descoberta de seus poderes de controlar e emitir fogo, algo que foi recebido por seus pais como uma doença. Praticamente abandonada para os cuidados do milionário Leland McCauley (rival do financiador da Legião, R.J. Brande), esses fatos ajudaram a formar o caráter duro da garota.

Início da minissérie em quatro edições com a heroína que nem bem uma legionária é direito, sendo assim nomeada mais por força da situação. Os belos desenhos de Immonen (que também é responsável pela história) justificam a mudança sensual no uniforme bem colado da personagem.

Continua...

domingo, 10 de julho de 2011


 WIN MORTIMER

James Winslow Mortimer nasceu em 01 de maio de 1919, na cidade de Hamilton, no Canadá. Seu contato com as artes se deu logo cedo quando auxiliava seu pai, que trabalhava com litrografia, durantes suas férias de verão. Isso serviu de incentivo para que o jovem James se especializasse em aperfeiçoar seu traço o que o levou a ingressar na Art Students League of New York.

Quando a Segunda Guerra Mundial eclodiu, James, então alistado no exército canadense, serviu por seu país até 1943, quando foi dispensado. Porém, encontrar emprego para um ilustrador em plena crise mundial não era tarefa fácil. Sua saída foi se mudar para New York em 1945, onde as possibilidades de se firmar em um emprego eram maiores.

Logo, a arte de Win Mortimer agradou o editor Jack Schiff, da editora DC Comics, e sua arte começou ser uma constante nas capas dos principais super-heróis daquela época. Batman, Superman, Superboy, Robin... muito do visual desses personagens nessa época se deve a presença constante de Mortimer, que definiu o estilo e visual dos personagens, talvez até mesmo influenciando na atitude e personalidade ingênua dos mesmos (comum na época). Entre suas notáveis capas, que se destacavam por mostrar uma riqueza de informações em uma única ilustração ao mesmo tempo deixando-a leve e "limpa", é memorável a Detective Comics 140, com a primeira aparição do vilão Charada.

Após seu trabalho com a DC, foi responsável por diversas tiras de jornal, como a série David Crane, Larry Bannon e até mesmo a versão das histórias do Superman para os jornais.

No final da década de 60, retornou a editora DC Comics onde assumiu os desenhos das aventuras da Legião dos Super-Heróis, entre outros títulos que contavam com seu traço.

Também trabalhou para as editoras Marvel e Gold Key em séries ligadas a programas televisivos. Tanto em animações, no caso da adaptação de histórias mais infantis do Homem-Aranha (da Marvel) que tinham o clima do desenho animado, quanto em histórias de suspense como Twilight Zone, da série Além da Imaginação.

Seu último trabalho no universo de super-heróis foi com a minissérie O Mundo de Metrópolis, parte da trilogia criada pelo escritor e desenhista John Byrne na reformulação do Superman no final da década de 80.

Após uma longa batalha contra o cancer, Win Mortimer faleceu no domingo de 11 de janeiro de 1998, deixando sua esposa Eileen, três filhos, dois netos, dois bisnetos e uma infinidade de fãs dos quadrinhos, imortalizando sua vida e trabalho em heróis que se tornaram ícones graças a sua grande contribuição.

sábado, 9 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 426

 - Legionnaires 56 (Janeiro de 1998)

Histórias:

* "The Better Part of Valor" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Todd Nauck, finalizada por Pam Eklund

Uma missão particular envolvendo Mon-El leva o legionário a visitar seu planeta de origem, Daxam, onde os alienígenas khúndios tentam se aliar a população para uma espécie de frente contra a Federação dos Planetas Unidos. Além dos próprios khúndios serem a raça mais belicosa e violenta do universo, os daxamitas, fora de seu planeta e longe de um sol vermelho, adquirem poderes que os tornam quase invulneráveis. Prova disso foi a crise que levou terroristas daxamitas, conhecidos como Triângulo Branco, a destruir planetas e quase conquistar o universo. Uma aliança desse tipo, portanto, é um perigo mais que imediato.

Lembrando que Mon-El, apesar de ser um daxamita, é originário do século XX. Ou seja, ao visitar Daxam novamente, é como retornar para casa mil anos depois de ter partido.

Os khúndios tem conhecimento de que Mon-El é um daxamita e, por isso, seus poderes podem estar reduzidos devido ao sol vermelho do planeta. Baseado nessa teoria, o grupo prefere atacar o herói antes que ele estrague os planos dos conquistadores. Mas não contavam com o pouco de poder que ainda resta no legionário, suficiente para derrotar o grupo diplomático que ali se encontrava.

Mesmo derrotando os vilões, nos bastidores ocorrem reuniões secretas de outras raças que não concordam com a administração da Federação. O grupo é formado por integrantes de raças que não poupam violência para alcançar seus objetivos. É o nascimento do Círculo Negro.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 425

 - Legionnaires 55 (Dezembro de 1997)

Histórias:

* "Control" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W.C. Carani

Enquanto parte do grupo retornava do século XX na revista Legion of Super-Heroes, nessa edição de Legionnaires há uma espécie de transição enquanto os dois grupos não se reúnem. Uma aventura leve de estrutura simples para o leitor tomar fôlego.

A ameaça aqui é a volta do durlaniano composto, que foi derrotado da última vez pelos poderes mentais de Satúrnia. Acontece que ela estava no século XX e não poderia ajudar. Mas os heróis mostram que estão em sintonia em se tratando de trabalho em equipe, e combinam suas táticas e poderes para prender o vilão em uma redoma de ferro. Tudo isso graças a Alquimista e a uma nova heroína de poderes congelantes que, na verdade, é a garotinha Lori, que continua abusando do Discador de Heróis.

No mais, a forte amizade de Sensora e Camaleão incomoda o pai da heroína em forma de serpente, que já tencionava pela volta de sua filha ao seu planeta natal e a sua herança real.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 424




 - Legion of Super-Heroes 98 a 100; Action Comics 741 (Novembro de 1997 a Janeiro de 1998)

Histórias:

* "C.O.M.P.U.T.O. the Conqueror" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Lee Moder, finalizada por Ron Boyd
* "When the Reign Comes" - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Lee Moder e Derec Aucoin, finalizada por Ray Kryssing
* "A Cautionary Tale" - Escrita e desenhada por Stuart Immonen, finalizada por José Marzan Jr.
* "OK C.O.M.P.U.T.O." - Escrita por Tom Peyer e Tom McCraw, desenhada por Lee Moder e Derec Aucoin, Finalizda por Drew Geraci e Ray Krissing
* "Reflections" - Escrita e finalizada por Mark Farmer, desenhada por Alan Davis
* "All Together Now" - Escrita por Roger Stern e Tom McCraw, desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd
* "Brainiac Adventures" - Escrita e finalizada por Ron Boyd, desenhada por John Delaney
* "The Fires of Creation" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Walter Simonson, finalizda por Bob Wiacek


Finalmente!
Depois de um longo período, os legionários conseguem retornar para sua época! Mas não antes de ser mostrada a nova origem de um poderoso inimigo do passado.

Brainiac 5 consegue abrir um portal temporal que os leve pra casa utilizando poderosas peças tecnológicas do século XX: um responsômetro, espécie de placa de computador capaz de dar personalidade a robôs, no caso dos Homens Metálicos, e uma Caixa Materna, computador vivo de Nova Gênese utilizada pelos Novos Deuses.

Porém a junção de tão poderosas peças acaba por fazer surgir algo novo, independente... e mortal! Surge C.O.M.P.U.T.O., um maquinário vivo que se desprende de seu criador e deseja conquistar todo o planeta. Para piorar a situação, desejando formar um corpo, o vilão toma uma das réplicas de Tríade e também domina Cósmico. JUnto a eles, acoplam-se peças de controle feitos com os corpos dos Homens Metálicos Ferro e Platina. Vale lembrar que, décadas passadas, Computo, também criado por Brainiac 5, foi responsável pela morte de um dos corpos da Moça Tríplice (no qual Tríade foi baseada), tornando-a, desde então, a heroína conhecida como Dama Dupla.

Para ajudar os legionários a deter Computo e voltarem pelo portal temporal (que permaneceu aberto), outros heróis se juntaram a batalha: Superman (na época, em sua forma energética), Ajax, Impulso, Superboy, Lanterna Verde, Robin... entre outros. Em especial Superman, pois o vilão invade Metrópolis e os legionários até mesmo fazem uma aparição especial na revista do homem de aço, a Action Comics.

Computo é derrotado no melhor estilo criatura que encara seu criador, perguntando a Brainiac 5 porque o criou para ser destruído afinal. Conflitos a parte o grupo consegue atravessar o portal temporal e encontrar seus companheiros que a tempos já não viam.

Outra situação resolvida durante essa aventura refere-se Aparição e Fase, sendo esta última do século XX e integrante da polícia espacial conhecida coincidentemente como L.E.G.I.Ã.O. Ambas descobrem que suas semelhanças não estão apenas no fato de terem os mesmos poderes de intangibilidade... elas tem o mesmo nome! E mais, encontrando-se dentro de uma jóia mística, ao se tocarem seus corpos se fundem em um só, tornando Aparição sólida novamente (até então, não conseguia ficar tangível).

O evento também acontece para comemorar a centésima edição da revista Legion of Super-Heroes, que traz mais páginas mostrando a repercussão dessa volta. Uma delas é a simpática adaptação de Ferro no mundo do futuro. O herói, originário do século XX, vinha participando das aventuras dos legionários perdidos no tempo e, como era praticamente solitário em seu tempo (sua mãe o renegou e seu único irmão foi morto recentemente) foi levado para uma nova vida em um novo tempo... para não dizer novo século. Afinal, tornou-se um legionário. Nessa "carona", e para desespero de Brainiac 5, outro habitante do século XX também seguiu com o grupo... Koko, o macaquinho de laboratório que não sai do ombro do gênio da Legião, por mais que esse o odeie.