sábado, 30 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.16


- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Leviathan" - Desenhada por Coleen Doran

Leviatã.

Nome verdadeiro: Gim Allon

Planeta natal: Marte

Poderes: Seu poder o permite aumentar proporcionalmente o tamanho de seu corpo, bem como a massa e força.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.15

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Histórias:

* "Greater Good" - Escrita por Mark Waid, desenhada por Mike Collins, finalizada por Ron Boyd

Com o surgimento da Legião dos Super-Heróis, formada por jovens que utilizavam seus superpoderes para combater o crime no universo, a Polícia Científica ficou um tanto cética e ofendida com a atuação dos mesmos. Era como se a própria polícia tivesse se tornado ultrapassada em proteger a população.

Nesse clima nada favorável, o policial Gim Allon ganha o poder de aumentar o próprio tamanho, depois de ser atingido por um estranho meteoro ao perseguir um criminoso.

Indo contra a liderança de seu oficial superior (que se mostrava desesperado em mostrar que a polícia era melhor que a tal Legião), Gim utiliza seu poder para resolver uma situação envolvendo terroristas anti-alienígenas. Após sua atuação heróica, decide deixar a polícia e se juntar ao novo grupo de heróis. Algo que desagradou sua colega de academia, Gigi Cusimano.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.14

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Andromeda" - Desenhada por Paul Pelletier, finalizada por Joe Rubinstein

Andromeda.

Nome verdadeiro: Laurel Gand

Planeta natal: Daxam

Poderes: Sob a influência de um Sol amarelo, ela possui vários poderes tais como: força, velocidade, reflexos, super-sopro, visão laser e capacidade de voar.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.13

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Shrinking Violet" - Desenhada por Ron Boyd

Violeta.

Nome verdadeiro: Salu Digby

Planeta natal: Imsk

Poderes: capacidade nativa de reduzir seu corpo e massa até tamanhos de níveis atômicos.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.12

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Histórias:

* "From Dawn to Darkness" - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Alan Davis, finalizada por Mark Farmer

A origem de Kinetix mostra que a heroína, filha de uma talentosa arqueologista, adquiriu seus poderes graças a um artefato conhecido como Lua de Koll. Graças a ele, passou a manipular objetos inanimados e até mesmo reestruturá-los.

Interessante notar que, depois de adquirir tão vasta capacidade, a garota demonstrou estar cada vez mais fissurada em adquirir mais e mais poder. Ironicamente, um dos artefatos que encontra a sobrecarrega fazendo-a perder seus poderes.

terça-feira, 26 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.11

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Kinetix" - Desenhada por Mike Huddleston, finalizada por Jason Martin

Kinetix.

Nome verdadeiro: Zoe Saugin

Planeta natal: Aelph

Poderes: Manipular e reestruturar objetos inanimados

segunda-feira, 25 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.10

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Spark" - Desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

Faísca.

Nome verdadeiro: Ayla Ranzz

Planeta natal: Winath

Poderes: Habilidade de gerar e manipular eletricidade. Poder idêntico a seu irmão gêmeo, Garth Ranzz (Relâmpago), ex-legionário.

domingo, 24 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.9

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Brainiac 5" - Desenhada por Matt Haley, finalizada por Tom Simmons

Brainiac 5.

Nome verdadeiro: Querl Dox

Planeta natal: Colu

Poderes: Como muitos de sua raça, sua inteligência elevadíssima é seu principal poder.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.8

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Chameleon" - Desenhada por Chris Renaud, finalizada por Rob Leigh

Camaleão.

Nome verdadeiro: Reep Daggle

Planeta natal: Durla

Poderes: Nativo durlaniano com a capacidade de analisar objetos ou formas de vida e moldar seu corpo em duplicatas dos mesmos.

sábado, 23 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.7

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)
Ilustração:

* "Invisible Kid" - Desenhada por Jason Armstrong, finalizada por Ron Boyd

Rapaz Invisível.

Nome verdadeiro: Lyle Norg

Planeta natal: Terra

Poderes: Desenvolveu um soro que lhe dá o poder de manipular a luz, fazendo com que crie a ilusão de que está invisível.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.6

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Histórias:

* "Running Scared" - Escrita por Tom McCraw, desenhada por Stuart Immonen, finalizada por Jose Marzan Jr e Bob Wiacek

Na história detalhada da heroína XS, são revelados fatos inéditos como sua descendência do herói Flash (integrante da Liga da Justiça, no passado). Sua mãe, juntamente com seu tio, formavam a dupla conhecida como Gêmeos Tornado, que já apareceram em histórias da Legião décadas atrás (também sobre descendentes do Flash).

Os Gêmeos Tornado foram mortos pelos alienígenas domínions, mas XS conseguiu escapar dos vilões assim que desenvolveu seus poderes, salvando também seu pai.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.5

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "XS" - Desenhada por Stuart Immonen

Aparição.

Nome verdadeiro: Jenni Ognats

Planeta natal: Aarok

Poderes: Capacidade de mover seu corpo em supervelocidade.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.4

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Apparition" - Desenhada por Lee Moder, finalizada por Pam Eklund

Aparição.

Nome verdadeiro: Tinya Wazzo

Planeta natal: Bgztl (na verdade, trata-se de uma dimensão)

Poderes: Assim como outros bgztlianos, tem a capacidade de tornar-se imaterial e fazer com que seu corpo atravesse materiais sólidos.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.3

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Triad" - Desenhada por Adam Hughes

Tríade.

Nome verdadeiro: Luornu Durgo

Planeta natal: Cargg

Poderes: Nasceu com a capacidade de triplicar-se a si mesma em três corpos individuais.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.2

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)
Ilustração:

* "Saturn Girl" - Desenhada por Chris Sprouse, finalizada por Jason Martin

Satúrnia.

Nome verdadeiro: Imra Ardeen

Planeta natal: Titan (uma das luas de Saturno)

Poderes: Poderosa telepata de sua raça com a capacidade de rastrear e ler mentes, comunicar-se mentalmente e controle limitado da mente e ações de outros.

Nota: na ilustração, o desenhista Chris Sprouse brinca inserindo ao fundo outros alienígenas de outra editora, os Micronautas, da Marvel Comics.

terça-feira, 19 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349.1

- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Ilustração:

* "Cosmic Boy" - Desenhada por Jim Hall, finalizada por Tom Simmons

Cósmico.

Nome verdadeiro: Rokk Krinn

Planeta natal: Braal

Poderes: Nascido com a mesma capacidade de todos os braalianos de controlar o magnetismo, é capaz de atrair ou repelir objetos metálicos.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 349


- Legion of Super-Heroes Annual 6 (Junho de 1995)

Histórias:

* "Deep Background" - Escrita por Tom McCraw, Tom Peyer e Mark Waid, desenhada por Jim Hall, finalizada por Tom Simmons

Quando a editora DC Comics terminou de publicar a saga Crise Nas Infinitas Terras, praticamente reiniciando todo seu universo de super-heróis, tinha um extenso terreno para recontar as histórias de seus principais ícones. Um dos maiores sucessos desse período foi a história que contava a origem do Batman, escrita por Frank Miller e desenhada por David Mazzucchelli. Com o nome de Batman: Ano Um, a saga mostra os primeiros dias do herói no início de carreira e até mesmo detalhes ANTES de usar o famoso uniforme.

Nos anuais das revistas mensais da DC em 1995, a idéia era apresentar o Ano Um de seus personagens, recontando detalhes das origens que até então eram desconhecidos. É claro que o brilho do Ano Um original, com o Batman, não foi alcançado, mas há alguns resultados interessantes e curiosos de qualquer forma.

Como o anual da Legião dos Super-Heróis (a revista Legionários ainda não tinha o seu próprio anual) escritores e desenhistas recontam a origem não do grupo (o que já foi feito a pouco tempo) e nem mesmo haveria espaço para contar as origens de todos seus integrantes. Com isso, houve uma idéia mais econômica. A revista anual conta detalhes da origem de três integrantes, XS, Kinetix e Leviatã, restando aos outros ilustrações especialmente feitas para essa edição, onde são discriminados os poderes de cada um (o que não deixa de ser uma boa idéia para apresentar os personagens). [Nota do blog: publicaremos essas ilustrações que, pela qualidade e variedade de traços envolvidos, valem a pena de serem vistas]

A ação central da história gira em torno da policial Shvaugn Erin, que é designada para acompanhar a Legião. Isso é até visto como chacota devido a uma leve rivalidade entre Polícia Científica com os heróis, já que esses tem salvo o universo de perigos que os policiais não são capazes de resolverem sozinhos.

Shvaugn estuda os arquivos da Legião e descobre um pouco mais de seus novos colegas, centrando sua atenção nos três integrantes citados anteriormente.
 

domingo, 17 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 348


- Legion of Super-Heroes 69 (Junho de 1995)

Histórias:

* "Absolute Power" - Escrita por Tom McCraw, Tom Peyer e Mark Waid, desenhada por Lee Moder, finalizada por Ron Boyd

Os legionários são acuados pelo ataque do durlaniano que imita todos os seus poderes. Capaz de moldar seu próprio corpo para a feição dos heróis e combinando-as em um único corpo, o vilão é apelidado de Homem Composto.

Diante de alguém tão poderoso, a idéia para derrotá-lo é ganhar tempo, algo que eles não tem diante da ameaça. Para isso é necessário usar de inteligência estratégica e perfeita interação entre os integrantes da equipe. Brainiac 5 e Rapaz Invisível (que é capaz de entender a linguagem durlaniana) tentam criar uma fórmula capaz de incapacitar o Homem Composto. Enquanto isso a heroína XS, capaz de correr em supervelocidade, levando como isca o próprio Camaleão, atrai o vilão por um rastro de destruição que ele causa em toda Metrópolis. Algo que não é tão simples, uma vez que ele não só consegue imitar o mesmo poder de supervelocidade, como também a capacidade dos anéis de vôo dos legionários.

Em meio a batalha, Camaleão faz uma revelação que poucos estavam entendendo devido a sua linguagem desconhecida: o Homem Composto não é apenas um criminoso de seu planeta... mas seu próprio pai!

A fórmula elaborada por Brainiac 5 é jogada no vilão, que começa a derreter, aparentemente sendo morto. Mas ele logo se recupera e ataca seu filho. Pelo visto, a tradução da fórmula pelo Rapaz Invisível não foi tão perfeita e eles já não podem contar com outra distração para se fazer outra fórmula.

A telepata Satúrnia conteve-se em tentar usar seus poderes mentais contra o Homem Composto, uma vez que percebeu que a mente de quem muda de forma constantemente pode ser um labirinto enlouquecedor. Mesmo assim, diante do perigo, a heroína se sacrifica ao adentrar a mente do alienígena, encontrando um verdadeiro pesadelo mental dentro dela e tendo que enfrentar seus próprios medos para deixá-lo em estado catatônico. O ataque, no entanto, tem um preço... e Satúrnia, com a mente destroçada pela enlouquecedora experiência, é internada em uma clínica psiquiátrica.

A idéia do Homem Composto remete a uma idéia bizarra que ficou popular durante a Era de Prata dos quadrinhos, por volta dos anos 60, principalmente nas histórias do Super-Homem. Como os personagens mais famosos da editora DC Comics eram o próprio Super-Homem e Batman, tiveram a idéia de um personagem que era meio um e meio outro. Mas literalmente meio, ou seja, um lado do corpo do personagem era Super-Homem e o outro lado era Batman. A essa bizarra criação foi dada o nome de Super-Homem Composto.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 347


- Legionnaires 25 (Maio de 1995)

Histórias:

* "Skin Deep" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Mike Collins, finalizada por Mark Farmer

Camaleão é um durlaniano capaz de se transformar em qualquer coisa. Desde um animal, passando por um objeto e até mesmo por outra pessoa. De certa forma, é um dos mais poderosos e valorosos legionários ativos. Um poder igual ao dele tem quase como limite a imaginação. Mas, como os conterrâneos de seu planeta também tem o mesmo poder, um durlaniano mal pode ser uma ameaça igualmente poderosa.

Um durlaniano psicopata vem até a Terra com o intento de encontrar Camaleão. A diferença do vilão para o herói é que durlanianos podem imitar qualquer coisa, menos o poder do que imita. Ou seja, imita a forma mas não a capacidade do que copia. Porém, o durlaniano mal em questão foi alterado para atuar em guerra, sendo capaz de imitar até mesmo os poderes dos legionários.

Dotado de um senso de violência fora do comum, o novo durlaniano consegue mudar rapidamente de forma, utilizando os poderes dos legionários de forma diversas. Cósmico pede a Andrômeda, a mais poderosa legionária, que se afaste antes que ele imite seu poder. Acuado pelos heróis, o vilão faz algo inusitado... transformasse em uma composição de vários legionários... com vários de seus respectivos poderes.

Continua...

sexta-feira, 15 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 346


- Legion of Super-Heroes 68 (Maio de 1995)

Histórias:

* "Sticky Situation" - Escrita por Tom McCraw, Tom Peyer e Mark Waid, desenhada por Lee Moder, finalizada por Ron Boyd

No planeta dos insetos alienígenas da Teia, os legionários enfrentam um verdadeiro enxame deles. Mesmo com seus poderes, não são páreo para a organização da colméia (ou formigueiro) e são todos capturados. Andrômeda, a mais poderosa dos heróis, sendo uma daxamita com praticamente a força de um Superman, também é capturada com facilidade devido a uma fraqueza peculiar: seu preconceito contra outras raças alienígenas é tamanho que ela não se permite tocá-los. Portanto, de que adianta ter superforça se não pode golpear os inimigos? Sua visão de calor é útil em um primeiro momento... até que os insetos cuspam sua teia em seus olhos.

Indo contra as ordens de ficar de fora, o Rapaz Invisível chega no planeta afim de resgatar seus amigos. Sua utilidade está no fato de que é um dos poucos que consegue conversar com o Camaleão. Este, por sua vez, utilizando a língua alienígena dos insetos, consegue se comunicar com as criaturas e esclarecer que tudo não passa de um mal entendido.

Graças a mediação do Camaleão, os heróis descobrem que nem todos os insetos são maus. O que aconteceu foi que uma nave caiu neste planeta em tempos atrás e todo o equipamento foi roubado por um dos insetos. Utilizando a tecnologia roubada, este inseto criou uma espécie de armadura que lhe deu poder de fogo sobre os demais e lhe permitiu saquear outras naves. Ou seja, "aquele" inseto perseguido pelos legionários é uma espécie de vilão do planeta.

Mesmo com a colméia a seu lado, os legionários descobrem que o inseto mal criou outros asseclas biônicos. Andrômeda, consegue cavar o chão abaixo dos vilões e levar essa parte para o espaço, onde eles caem congelados pelo frio.

Resolvida a crise, os insetos agradecem a intromissão dos legionários e estes partem vitoriosos.

Em vários momentos dessa aventura o que mais se pôs em cheque foi a liderança de Leviatã que, da outra vez que enfrentou este vilão, também era o líder e viu um dos integrantes morrer. O herói se esforça ao máximo para fazer com que o grupo trabalhe em equipe, o que não é fácil tendo uma integrante geniosa como Andrômeda.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 345


- Legionnaires 24 (Abril de 1995)

Histórias:

* "Me, Myself and I" - Escrita por Tom McCraw e Tom Peyer, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

Um dos três corpos de Tríade é encontrado gravemente ferido, devido a agressão de um grupo que discrimina raças alienígenas na Terra. Para salvá-la, o gênio Brainiac 5 tenta experimentar algo arriscado. Se a heroína se divide em três corpos e um deles está a beira da morte, o que acontece quando os outros corpos tentam se reintegram, tornando-a uma só novamente?

Em meio a espera pela melhora da heroína e a arriscada experiência (apesar dessa ser a única saída para tentar salvá-la), são contados detalhes de sua origem até então desconhecidos. Nascida de uma raça com as mesmas capacidades de se dividir em três corpos, ela era considerada como uma espécie de aberração psicológica, uma vez que cada um dos corpos apresentavam personalidades diferentes (quando o comum era que fossem todos com a mesma, garantindo assim a integridade mental).

O pai de Tríade, desgostoso com a situação, abandonou a família muito cedo. Sua mãe também veio a falecer logo, inclusive se entregando a bebida. Sua avó a criou e lhe deu forças para ser como era. Quando a avó faleceu, a futura heroína tornou-se uma espécie de pária, fugindo de instituições ao qual foi internada, até o dia em que esbarrou no bilionário R.J. Brande, que a acolheu e a tornou sua secretária.

A experiência de Brainiac 5, apesar de parecer traumática, acaba salvando a vida de Tríade. Mesmo assim, Brande está disposto a investigar seriamente a onda de discriminação contra alienígenas.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 344


- Legion of Super-Heroes 67 (Abril de 1995)

Histórias:

* "Insect Fear" - Escrita por Tom McCraw, Tom Peyer e Mark Waid, desenhada por Chris Renaud, finalizada por Ron Boyd

Os criminosos alienígenas conhecidos como A Teia são um desafio delicado para os legionários. Afinal, nas mãos (ou patas) deles houve a primeira morte de um integrante da Legião, quando Kid Quantum foi cruelmente assassinado. Formado por insetos gigantes, os integrantes da Teia pilham espaçonaves e se alimentam dos corpos de seus ocupantes.

Para uma missão tão delicada, o líder Cósmico decide escolher cuidadosamente quem participará dela. Isso causa polêmica dentro do grupo mas, no final, todos confiam na liderança de Rokk. Leviatã, que era o líder na ocasião da desastrosa primeira investida contra os insetos, insiste em seguir com o grupo, em busca de redenção. Rapaz Invisível, utilizando de seu poder, tenta segui-los mas é descoberto e expulso por Cósmico. Já Tríade é quem mais se ofende por ser deixada pra trás, o que até causa certo conflito de personalidade entre seus três corpos, que se dividem para esfriar a cabeça.

Com um grupo diferente desde o primeiro encontro com os vilões, a Legião os persegue até o que parece ser seu próprio planetóide. O problema é que, na verdade, é uma espécie de colméia, com um verdadeiro enxame desses insetos gigantes prontos a atacá-los. Se um já foi suficiente para matar um herói...

Na Terra, um dos corpos de Tríade é atacado por um grupo que prega a discriminação contra alienígenas. Espancada, seu outros dois corpos sentem mal estar quando isso acontece.

terça-feira, 12 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 343


- Legionnaires 23 (Março de 1995)

Histórias:

* "Flight" - Escrita por Tom McCraw, Tom Peyer e Mark Waid, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

Pela primeira vez, os heróis utilizam o artefato que seria símbolo do grupo: os anéis de vôo. Com o símbolo da Legião, o adorno é feito de um material antigravitacional que permite a quem o usa flutuar e voar na direção que bem quiser, algo que seria muito útil para heróis que não possuíam poder de vôo.

Para comemorar o incrível presente, as garotas se organizam para caírem na balada em um conceituado clube de Metrópolis. Isso ainda ajuda na integração das novas heroínas, principalmente na xenofóbica Andrômeda (que, com seu gênio forte, não consegue se sociabilizar com os seus colegas de grupo) e até mesmo a tímida Violeta.

Destaque para as tentativas de Kinetix, capaz de manipular a matéria, em fazer uma vestimenta mais adequada para Violeta, que insiste em usar roupas caretas para sair. As tentativas, momento cômico da história, acabam por criar um modelo ousado para a recatada heroína que, obviamente, chama a atenção de todos por suas belas formas.

A história, mais descontraída do que simplesmente enfrentarem perigos (apesar de terem tempo de deter um briga no clube e das tentativas - frustradas - de entrar nele), está recheada de referências a filmes de ficção, desde Guerra nas Estrelas a Jornadas nas Estrelas. O Club Stargate, por exemplo, além da dica óbvia do nome, tem a entrada com o formato do portal interplanetário utilizado no filme Stargate.
 

segunda-feira, 11 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 342


- Legion of Super-Heroes 66 (Março de 1995)

Histórias:

* "Membership Drive" - Escrita por Tom McCraw e Mark Waid, desenhada por Lee Moder, finalizada por Ron Boyd

Os legionários estão em missão de recrutar novos integrantes, cada um representando seu próprio planeta, conforme determinado pela presidenta da Terra. Parece uma tarefa fácil, mas nem todos os convocados aceitam muito bem a idéia.

É uma espécie de inversão das famosas seleções para novos legionários, onde todos queriam ser heróis, como um concurso de novas celebridades. Como a Legião ainda é pouco conhecida, alguns candidatos os recebem com certo ceticismo. Além disso, a variedade de poderes e até mesmo dos respectivos costumes regionais tornam as escolhas um tanto... espantosas.

Das três selecionadas nesse período temos Andrômeda, uma poderosíssima daxamita cuja raça adquire poderes quando expostas a um Sol amarelo (tal qual acontece com o Superman, por exemplo); também temos Kinetix, capaz de "dar vida" a objetos inanimados; e Violeta, uma imskiana capaz de encolher até tamanhos microscópicos.

A seleção de mais destaque, e que dá o tom central da história, é a de Violeta. Todo o seu povo é capaz de encolher e há uma espécie de combate onde um deles será escolhido. Violeta, sempre tímida e falando bem baixinho (uma sacada em relação a alguém que pode encolher, ser pequeno e discreto) é a que menos se encaixa no perfil. Porém um dos candidatos trapaceia e coloca uma espécie de metal no ombro de outra concorrente. Esse recurso é usado em seu planeta para impedir que prisioneiros encolham e fujam das celas. O material, que não encolhe juntamente com o portador, permanece com o tamanho original, fatiando internamente quem ousa reduzir de tamanho. Sem saber que está com o metal, a candidata é fatiada.

Apesar da timidez, Violeta tem um apurado senso de observação e mostra a prova de que o candidato trapaceou, através do vídeo de gravação da disputa. Além disso, ela demonstra surpreendente desenvoltura em combate corporal, ao ser a única capaz de deter o candidato assassino, que tenta escapar através dos átomos, reduzindo seu tamanho.

Com isso, a Legião dá boas vindas para as suas três novas integrantes: Andrômeda, Kinetix... e Violeta.

domingo, 10 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 341


- Legionnaires 22 (Fevereiro de 1995)

Histórias:

* "Breakout" - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por Tom Simmons

Em meio a uma rebelião de milhares de detentos, Brainiac 5 consegue negociar uma trégua. Afinal de contas, todos estão em uma prisão que fica dentro do Sol e as defesas que impedem que o local seja incenerado estão em contagem regressiva para serem desativadas. Apenas ele, utilizando seu gênio e o fato de que a tecnologia envolvida é coluana (natural de seu planeta), é capaz de solucionar o problema.

Entendendo a situação, os detentos deixam o grupo formado por Brainiac 5, Evolvo (que evolui para uma forma geneticamente mais inteligente), Satúrnia e Rapaz Invisível irem até os subterrâneos tentarem encontrar uma solução para o problema.

Enquanto isso, o restante do grupo fica preso nas celas dos detentos e tem tempo para colocar suas diferenças de lado. Entre essas diferenças, Aparição (cujo poder de atravessar paredes fazem as celas serem inúteis) descobre Ultra Rapaz aos beijos com a Garota Aranha (que é fissurada no herói); Leviatã, devido ao calor, irrita-se com Camaleão, que não fala a mesma língua, mas este se mostra gentil e paciente; e os gêmeos Curto Circuito e Faísca tem a chance de colocar a saída dele e a entrada dela na Legião em pratos limpos. Na verdade, ficarem presos nas celas tem um lado positivo, uma vez que violentas lutas começam a eclodir entre os detentos.

O planetóide prisão é envolvido por um campo de força que o tira do centro do Sol, salvando a todos. Os legionários conseguem escapar dos detentos graças a surpresa desses em saírem do Sol e a escolta da Polícia Científica. Os dois grupos, Legião dos Super-Heróis e a Workforce se separam. Curto Circuito segue com o segundo grupo (seu atual), mas chega a ter uma pontinha de esperança em ser chamado novamente junto aos Legionários.

sábado, 9 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 340


- Legion of Super-Heroes 65 (Fevereiro de 1995)

Histórias:

* "Breakout" - Escrita por Mark Waid e Tom McCraw, desenhada por Lee Moder, finalizada por Ron Boyd

Os legionários estão presos em uma detenção dentro do Sol, conhecida como Planeta Inferno, com milhares de detentos sendo soltos graças a sabotagem do administrador e tem que se preocupar em continuarem vivos, impedindo que os criminosos fujam. Para piorar a situação, o túnel de acesso ao local, que os protege contra o calor do Sol, está se desfazendo, condenando todos a morte.

A Workforce, espécie de Legião criada pelo bilionário Leland McCauley, chega ao local para tentar impedir a rebelião. Como antes, Leland, que acompanha o grupo através de uma holoimagem, mais atrapalha do que ajuda na tirânica liderança. Prova desse despreparo é que seu grupo logo tem que lidar com a situação literalmente de olhos fechados, pois não foram preparados com os óculos especiais necessários para o local. Mas, devido a radiação solar, a transmissão holográfica de Leland falha e deixa o grupo mais livre pra agir... o que só ajuda a todos.

Os dois grupos, aos poucos, começam a interagir perfeitamente e se ajudar. Ainda assim tem que correr contra o tempo para impedir uma catástrofe. É quando a sorte muda e os detentos conseguem ter acesso a armas... acabando por acuar todos os heróis.

Resta pouco tempo.

Continua...
 

sexta-feira, 8 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 339


- Legionnaires 21 (Janeiro de 1995)

Histórias:

* "Enter the Workforce!" - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por W. C. Carani

O grupo de Leland McCauley, chamado Workforce, faz sua estréia tentando deter um simples roubo de armas. A Workforce é formada por Ultra Rapaz, Marcial (reformulação do antigo personagem Karate Kid), Inferno (com poderes sobre o fogo, tal qual o antigo Solar tinha), Garota Aranha (que manipula os longos cabelos, personagem também reformulada que já foi vilã e até mesmo legionária), Evolvo (capaz de evoluir ou involuir o próprio corpo, reformulação de um personagem do grupo Heróis de Lallor) e... Curto Circuito, que saiu recentemente da Legião dos Super-Heróis.

Apesar dos poderes diversificados, o grupo não age como equipe, muito por culpa do próprio Leland que, através de uma projeção holográfica, não pára um segundo de esbravejar ordens de ataque sem o mínimo planejamento, resultando em ataques desastrosos e até mesmo causando trombadas entre os próprios heróis (que, diga-se, não concordam e nem estão acostumados com alguém gritando ordens tiranicamente o tempo todo, em plena ação).

Já a Legião dos Super-Heróis ganha uma missão extremamente complicada. Terão que ajudar na escolta para manutenção dentro de uma prisão de segurança máxima, onde estão os criminosos mais impiedosos e sanguinários de todo o Universo. Além da própria prisão ter um nível de segurança altíssimo, ela também é inescapável porque... se encontra dentro do Sol! Quem explica a missão é o gênio Brainiac 5, devido ao conhecimento da tecnologia da prisão, criada pelos coluanos, seu povo.

Chegando ao tenebroso local, deparam-se com um ambiente estremamente quente (afinal, mesmo protegidos por uma espécie de campo de força, estão dentro do Sol), onde usam-se óculos especiais o tempo todo devido a claridade do astro (caso contrário, ficam cegos imediatamente, como alguns detentos que tentaram fugir). Há uma espécie de zelador local que os recebe e que se mostra totalmente abalado devido ao ambiente (não há guardas no local, apenas esse administrador), inclusive agindo de forma sorrateira em alguns momentos.

Para surpresa dos heróis (que se dividiram em dois grupos), são atacados por uma nave que deveria resgatá-los. O segundo grupo, junto ao perturbado zelador, ouvem da boca dele que as celas, com milhares dos mais perigosos criminosos do universo serão abertas em dez segundos... e contando...

Continua...

A idéia de uma prisão dentro do Sol dá um tom mais ficção científica a aventura, o que, afinal, é o tom no qual um grupo de heróis do futuro foi criado. Chega-se a um clima parecido com uma boa ficção em quadrinhos típica de um álbum europeu. Intencional ou não, a própria arte interna dá essa mesma impressão.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 338


- Legion of Super-Heroes 64 (Janeiro de 1995)

Histórias:

* "Sibling Rivalry" - Escrita por Tom Peyer e Mark Waid, desenhada por Lee Moder e Yancey Labat, finalizada por Ron Boyd

Um estranho chega na cidade e está disposto a entrar para a Legião do Super-Heróis, nem que seje na marra! Em um bar barra pesada ele já demonstra ter superpoderes como força acima do normal, velocidade e capacidade de voar.

Enquanto isso, na sede da Legião, Curto Circuito está preocupado com a chegada de sua irmã, que adotou o nome de Faísca. Ela explica um pouco mais da origem que lhe deu os mesmos poderes elétricos que o irmão, pois os três (Ayla, Garth e o desaparecido Mekt) foram atacados por feras elétricas enquanto tentavam consertar sua nave danificada. Após um tempo em coma, o trio desenvolveu poderes sobre eletricidade.O problema da chegada de Faísca está no fato de que os Planetas Unidos desejam um representante de cada planeta na Legião. Como Faísca (do planeta Winath) foi indicada e seu irmão é do mesmo local... provavelmente ele tenha que sair do grupo.

Cósmico e Satúrnia decidem conversar com a presidenta, responsável pela entrada de Faísca, sobre a permanência de Garth. Mas ela tem trunfos para provar seu ponto de vista. Mostra fatos desconhecidos pelos colegas de grupo. Garth fugiu de casa quando entrou para a Legião e, além disso, seu irmão, Mekt (motivo pelo qual fugiu, pois está tentando localizá-lo) é um fugitivo da polícia, por utilizar seu poderes elétricos contra a lei. Essa virada de mesa faz com que a presidenta ordene a Cósmico, líder da Legião, que decida quem deve ficar no grupo.

Ao chegar a base, Satúrnia encontra o estranho encrenqueiro do bar espionando a base da Legião, valendo-se de uma espécie de visão de raios-x. Descobre, lendo sua mente, que ele utiliza o codinome de Ultra Rapaz. Demonstrando diversos poderes, o estranho consegue ludibriar os legionários, até chegar em Faísca. Curto Circuito, vendo a irmã em perigo, ataca com força total e a batalha entre ele e Ultra Rapaz toma proporções destruidoras.

Cósmico ordena que a luta termine e mostra a Curto Circuito os estragos que suas ações causaram. O estranho, aparentemente por ter sido atacado (e por não ter filiação nenhuma com o grupo) é isento de qualquer culpa. Já Garth, por ser um legionário, deveria ter mais responsabilidade quando usasse seus poderes. Com isso, Cósmico deixa clara sua preferência, mas diz que o próprio Garth é quem deve decidir quem sai do grupo... e ele mesmo pede seu afastamento.

Ultra Rapaz, sentindo-se culpado pelo que aconteceu, diz saber o paradeiro de outro com poderes elétricos, provavelmente Mekt, irmão de Garth, e promete ajudá-lo a procurar. Quem observou tudo com certo prazer foi o bilionário Leland McCauley... que parece ter formado sua própria Legião.

Interessante reintrodução de um antigo personagem na Legião, utilizando o estilo "heróis que se encontram pela primeira vez sempre brigam antes de se unir". Destaque também para um dos recursos interessantes utilizados na arte são desenhos distorcidos quando Ultra Rapaz utiliza sua visão de raios x, dando a impressão de que seu olhar "desliza" pelo cenário procurando algo.
 

quarta-feira, 6 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 337


- Legionnaires 20 (Dezembro de 1994)

Histórias:

* "The Descent of Mano" - Escrita por Tom Peyer, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por Philip Moy

Mano, vilão mutante com o poder de desintegrar qualquer material apenas com o toque, destrói o domo que protege uma base na Lua. A explosão faz com que ele seja lançado para fora devido ao vácuo e todo o oxigênio do local se extingue. Os legionários correm perigo uma vez que não sobreviverão sem ar.

Cósmico, usando seus poderes magnéticos, consegue puxar todo um corredor de aço que está abaixo do solo. Mas nenhum dos heróis tem força para seguir até o local e se salvar. Em um último esforço, Camaleão, com seus poderes transmorfos, envolve seus colegas em uma forma gelatinosa e os arrasta até um ponto seguro do corredor, onde podem finalmente respirar.

Recuperados perseguem o vilão, mesmo sob a advertência do milionário R. J. Brande. Acontece que a culpa de Leland McCauley, que havia pedido ajuda nessa crise, está mais do que provada e Mano é capaz até mesmo de destruir toda a Lua. Mas, para isso, o vilão precisa se recuperar e energizar-se. Graças aos estudos de Brainiac 5, o novo e instrospectivo integrante que permaneceu na Terra, os heróis ficam cientes de que tem pouco mais de 20 minutos para capturar Mano antes que ele tenha energia suficiente para explodir o satélite.

Valendo-se do trabalho em equipe liderado por Cósmico, os legionários encontram o vilão, que escapa mas é atraído pela presença de Leland, ao qual foi assassinar. Descobre que caiu em um truque, já que o bilionário começa, diante dele, a transmutar na sua verdadeira forma. Era Camaleão se passando por Lelando para atrair Mano. Quando o vilão, já energizado, está prestes a tocar uma parede, seu braço se quebra graças a intromissão do Rapaz Invisível, que o surpreende. Camaleão finaliza nocauteando Mano, que é preso na base de Leland.

O bilionário oferece o dobro do pagamento que os legionários recebem, mas os heróis lhes dão as costas, uma vez que perceberam que suas intenções e atos não são nada dignos.

Chegando a Terra, Curto Circuito é surpreendido pelo fato de que a presidenta da Terra deseja falar-lhe. Diante dela, fica sabendo que o programa do governo que dá a chance de cada planeta apresentar um integrante para a Legião chegou ao seu mundo. Mesmo com ele sendo um habitante legionário, o planeta escolheu outra integrante. E ele descobre que ela é ninguém menos que sua própria irmã, Ayla.

terça-feira, 5 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 336


- Legion of Super-Heroes 63 (Dezembro de 1994)

Histórias:

* "Things At Hand" - Escrita por Tom McCraw e Mark Waid, desenhada por Lee Moder, Brian Apthorp e Scott Benefiel, finalizada por Ron Boyd e Tom Simmons

Os legionários são atacados por Athramitas. Mas não são exatamente vilões. As criaturas com formato de inseto são uma espécie de estilistas compulsivos que observam cada detalhe do uniforme e insistem em remodelar tudo. Eles estão ali devido ao novo presente do bilionário R.J. Brande: a nova sede da Legião. Até então, os heróis, pasmem, estavam se reunindo em uma espécie de quartinho que servia de almoxarifado para Brande.

Uma das novidades dentro da gigantesca e portentosa nova sede é a presença de um atrapalhado cozinheiro chamado Tenzil Kem. Este personagem, anteriormente, era conhecido como Digestor, capaz de devorar qualquer material. Colocar alguém com esse poder como cozinheiro, além da homeanagem, é uma brincadeira irônica. Também é apresentado um jovem de pele verde, um coluano de nome Brainiac 5, que pouco lhes dá atenção, compenetrado em seu laboratório.

Antes de terem tempo de comemorar a nova sede, os heróis recebem um chamado da lua, onde há problemas em um dos complexos de outro bilionário, Leland McCauley, rival de Brande.

Chegando na Lua, Leland explica que sua base está sendo atacada por um vilão conhecido por Mano. Jurando vingança contra o bilionário, ao qual culpa por ter destruído seu planeta e toda a população, Mano conta com um poder peculiar: com o toque de sua mão, é capaz de desintegrar qualquer material... e até mesmo planetas inteiros.

Os legionários o enfrentam e descobrem que o motivo de sua vilania tem um fundo dramático. Afinal, foram as armas químicas de Leland quem assassinaram os habitantes de seu planeta.

Acuado, Mano ameaça explodir o domo que envolve a base na Lua. Curto Circuito o desafia, uma vez que, se fizer isso, todos ali presentes morrerão, inclusive Mano. Mas o vilão não blefa... e explode o domo.

Continua...

segunda-feira, 4 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 335


- Legionnaires 19 (Novembro de 1994)

Histórias:

* "The Quick and the Dead" - Escrita por Tom McCraw, Tom Peyer e Mark Waid, desenhada por Jeffrey Moy, finalizada por Ron Boyd

Após a morte de Kid Quantum, a velocista XS não está certa se deve ou não continuar na Legião dos Super Heróis. Porém, um acontecimento inesperado fará com que ela tome um rumo em relação ao grupo.

No funeral do herói, onde todos estão reunidos, Cósmico começa a fazer seu discurso de despedida do colega falecido. XS percebe que a voz do líder da Legião começa a desacelerar, como se ele estivesse falando em câmera lenta. Não só isso. Todos parecem congelados, na verdade movendo-se lentamente em relação a ela. Seu poder de supervelocidade foi acionado instintivamente e o motivo, para sua surpresa, está no caixão de Kid Quantum.

Ainda com todo o ambiente em câmera lenta, percebe que uma explosão inicia-se através do caixão e que apenas ela, que está se movendo em supervelocidade, é capaz de salvar a todos os presente. Diante da explosão lenta, XS retira todos próximos ao caixão e salva o dia. Com isso, mostra seu verdadeiro valor como heroína e, assim que todos voltam a velocidade normal e percebem o que houve, é rodeada pelos amigos que lhe parabenizam pelo excelente trabalho.

domingo, 3 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 334


- Legionnaires Annual 1 (Novembro de 1994)

Histórias:

* "Castles in the Air" - Escrita por Ty Templeton e Mark Waid, desenhada por Paul Peletier e Jeff Moy, finalizada por Ron Boyd, Mark Farmer, John Lowe e Wade Von Grawbadger

Continuando a série de Elseworlds (conhecida no Brasil como Túnel do Tempo) temos também o especial anual dos legionários, onde o ambiente do grupo remete ao clima de aventuras medievais. No entanto, a ação não é transportada para aquela época. É mostrada uma era futurista onde apenas os costumes e vestimentas pertencem ao período medieval. Fora a ambientação, a diferença está em alguns detalhes e destinos dos personagens originais.

O mundo foi conquistado pela organização Círculo Negro e o milionário R.J. Brande criou, juntamente com seu afilhado Rokk (Cósmico), um mundo artificial chamado Avalon. Nele, formou-se um grupo de guerreiros fiéis conhecidos como Legionários.

Vemos o casamento de Cósmico e Satúrnia logo de cara. A cerimônia é interrompida por um jovem com poderes elétricos chamado Garth, que os avisa sobre a ameaça do assassino Mekt, principal agente do Círculo Negro. Como trama secundária, um grupo de legionários parte na cruzada para encontrar a Máquina dos Milagres (espécie de Santo Graal do futuro), antes que o mago Mordru a encontre e reformule o universo. Descobrem que o artefato foi destruído pelo bruxo e não mais existe.

Apesar de casada, Satúrnia desenvolve um relacionamento secreto com Garth, mesmo depois desse ser condecorado como cavaleiro Legionário cujo nome é Curto Circuito. O casal ainda guarda o segredo de que o vilão Mekt, na verdade, é irmão de Garth. Esses segredo são flagrados por um grupo de legionários, incluindo o marido de Imra e o executor/clérigo conhecido como Alquimista.

Cósmico, tomado pelo ciúme, decide condenar o casal a morte e isso divide o grupo entre os que acreditam que a lei deva ser cumprida (apesar do sentimento envolvido na decisão) e aqueles que acham que Rokk está exagerando. Essa divisão faz o grupo enfraquecer e deixar que o Círculo Negro, agora liderado por Mekt, invada Avalon.

Satúrnia ajuda Garth a fugir, mas fica pra trás e é julgada. No dia de sua execução, Garth retorna e a salva de ser morta pelo Alquimista. O Círculo Negro ataca com força total e Mekt fere gravemente Cósmico, arrancando seu dedo com o anel da Legião. Porém, antes que o vilão o mate, Satúrnia ressurge e impala o vilão.O grupo, novamente reunido e com seu líder ferido, derrota de uma vez por toda o Círculo Negro.

Cósmico, gravemente ferido, morre e se torna um mártir e símbolo para o grupo. Garth e Imra se casam e mantém a lenda dos Legionários acesa pelos anos que se seguem.

sábado, 2 de abril de 2011

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 333


- Legion of Super-Heroes Annual 5 (Novembro de 1994)

Histórias:

* "The Long Road Home" - Escrita por Tom McCraw, desenhada por Ron Boyd, Colleen Doran, Mark Farmer, Craig Hamilton, Stuart Immonen, Ted McKeever, Jeff Moy, Curt Swan e Wade Von Grawbadger, finalizada por Ron Boyd, Robert Campanella, Dave Cooper, Colleen Doran, Mark Farmer, John Lowe, Jose Marzan Jr, Ted McKeever, Karl Story e Wade Von Grawbadger

A série Elseworlds, conhecida no Brasil como Túnel do Tempo, tem a proposta de levar super-heróis já consagrados para ambientes que não são exatamente onde se passam suas aventuras ou mesmo mudar o rumo de histórias já conhecidas. Inicialmente, o foco dessa série era em cima da rica mitologia de Batman e Superman. Com o tempo, a idéia extrapolou seus limites e levou os personagens a se transformarem em algo que nunca foram. Quase uma brincadeira, atiçava a curiosidade do leitor em descobrir como seriam outros personagens naqueles ambientes diferenciados. Em 1994, todos os anuais das revista mensais da editora DC Comics aproveitaram essas histórias alternativas mostrando seus heróis sob os mais diversos tipos de universos.

No anual da Legião dos Super-Heróis, o tom de uma história alternativa recebe o clima de um conto de fadas ao parodiar o clássico O Mágico de Oz. Diferente de adentrar diretamente nesse ambiente, o ritmo é justificado através das personagens Violeta e Pulso (Garota Relâmpago), na época anterior a reformulação da Zero Hora.

Pulso está preocupada com o fato de ter se tornado uma criança e Violeta, para acalmá-la, conta a história de uma garotinha muito parecida com ela que, acidentalmente, vai parar em um reino encantado.

No reino encantado, encontramos versões interessantes dos heróis já conhecidos da Legião. Violeta é uma espécie originária de um povo duende e de tamanho minúsculo; Brainiac 5, que faz as vezes de um homem de palha, é conhecido apenas como Cinco, que procura a resolução de um labirinto e se mostra até meio burrinho, procurando por sua própria inteligência; passam por um pântano onde o caminho é feito por pedras roxas, que na verdade são as costas do legionário anfíbio Tellus, aqui sendo uma bondosa e gigantesca criatura do pântano; encontram um robô desmantelado em um ferro velho, na verdade um ser de energia preso dentro de pedaços de metal (versão de Pulsar); um leão covarde e gentil que é claramente a versão de Lobo Cinzento; passam por reinos divididos por neve e lava, onde os dois governantes locais vivem brigando, sendo eles duendes do gelo (Polar) e do fogo (Solar); chegam até ao castelo da princesa Laurel (Laurel Gand), irmã do príncipe Valor, onde descobrem sua missão de resgatá-lo das garras da bruxa Zoroastra, versão feminina do vilão Zoroastro, morto acidentalmente no começo do conto pela nave da jovem Pulso; e diversos outros personagens da mitologia dos heróis do futuro. A garota ainda carrega sua insaparável boneca fofinha com as formas de Sonhadora.

A história, enfim, é uma fábula sobre o percurso e as aventuras de uma garota que começa sua jornada como criança, encontra diversos amigos e perigos pelo caminho, até chegar a salvar um reino e ganhar a maturidade que tanto procura.

Um conto com um ritmo até agitado, com pitadas de crueldade nada infantis (como, de fato, existem nos contos infantis originais) e com um final idem. Afinal, é quando anunciam que não foi encontrada a cura para fazer com que Pulso volte a ser adulta, algo que a garota ouve ao fingir que está dormindo após o conto.