quinta-feira, 30 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 199

 
- Legion of Super-Heroes 23 (Junho de 1986)
.
Histórias:
.
* "Back Home In Hell" - Escrita por Paul Levitz e Steve Lightle, desenhada por Steve Lightle e Greg LaRocque

No planeta Krypton, mundo de onde veio Kal-El, conhecido como Superman, os criminosos tinham uma pena máxima que alguns consideravam pior do que a própria morte: o exílio na Zona Fantasma, uma dimensão neutra onde os que para lá eram enviados não podiam interagir com o mundo externo.

Essa região é bem conhecida pelo legionário Mon-El, que lá ficou preso por mil anos!!! O exílio de Mon-El não foi porque ele havia cometido algum crime. Na verdade, foi a única saída encontrada para que ele não morresse. Quando surgiu, o daxamita demonstrou ter os mesmos poderes que o Superman, com um detalhe fatal para sua sobrevivência: o chumbo, mesmo em quantidades mínimas, era mortal para seu organismo. Na atmosfera terrestre, por exemplo, apesar de seus superpoderes, Mon-El encontraria seu fim rapidamente. Para tentar salvá-lo, o Superboy (como era conhecido o Superman na adolescência) o enviou para a Zona Fantasma... e ele lá ficou. Mil anos após sua entrada na Zona Fantasma, a Legião dos Super-Heróis retirou Mon-El daquela dimensão e o gênio Brainiac 5 criou uma espécie de soro que o imunizava temporariamente contra os malefícios do chumbo.

A aventura apresentada nessa edição mostra que o soro já não é tão eficaz... e Mon-El tem que voltar para a Zona Fantasma, algo que praticamente o enlouqueceu diante da possibilidade de ficar preso por mais mil anos (e pelo distanciamento de sua amada, a legionária Penumbra).

Para salvá-lo, Vésper, Transmutador e Penumbra viajam até o passado para solicitar a ajuda do Superboy, que doa seu sangue para que se crie um novo soro, mais eficiente. Enquanto isso, Etérea e Tellus viajam até a Zona Fantasma para acalmar o desesperado colega. Etérea, capaz de se tornar intangível, acostuma-se fácil com uma dimensão onde as coisas também se tornam intangíveis. Já Tellus se sente mais livre, uma vez que seu corpo anfíbio se adapta fácil a um ambiente similar ao aquático.

O novo soro, também criado por Brainiac 5, se mostra útil e Mon-El é curado.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 198

 
- Legion of Super-Heroes 22 (Maio de 1986)
.
Histórias:
.
* "Dead End" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Greg LaRocque

Um vilão tradicional da Legião dos Super-Heróis começa uma longa e meticulosa trama de conquista e desmoralização do grupo. Trata-se do vilão Universo, que manipula mentes e se disfarça como o novo presidente da Terra.

Aqui ele envia um novo e menor vilão, conhecido como Restaurador, que é capaz de absorver qualquer tipo de energia (inclusive antimatéria que forma o "corpo" de Pulsar) e tem com objetivo destruir toda a tecnologia existente. quando o Restaurador é capturado, o legionário telepata Tellus se espanta ao tentar ler sua mente e esta ser apagada fazendo com que o vilão fique em estado vegetativo. Uma pequena amostra do poder de Universo e da dor de cabeça que ele proporcionaria nos próximos dias.

Não que tenha alguma ligação com o passado, mas o visual da armadura do Restaurador em muito lembra a arte e design geométricos usados no passado pelo desenhista Jack Kirby.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 197

- Legion of Super-Heroes 21 (Abril de 1986)
.
Histórias:
.
* "Obsession" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Greg LaRocque

Depois que os legionários prenderam praticamente todos os integrantes da Legião dos Supervilões (que não eram poucos), criou-se um espécie de população carcerária que, devido a seus superpoderes, eram um tanto difícieis de serem contidos. Vez ou outra havia uma rebelião e policiais comuns não eram os mais indicados para contê-la.

Nessa edição, uma dessas rebeliões ocorrem quando os superdetentos estão sendo transferidos e quase subjugam a Legião dos Super-Heróis. Para piorar, ainda há a intervenção da vilã Imperatriz Esmeralda, que pretende escolher integrantes para uma nova formação do Quinteto Fatal. Quem detém a rebelião e até mesmo intimida o Olho Esmeralda, poderosa arma da Imperatriz, é a legionária mascarada e misteriosa Sensora... para a surpresa de todos.

Essa heroína que, além de misteriosa, tem se mostrado impetuosa e atrevida (quase arrogante), tem sido o grande mistério do título nos últimos meses. Quem é ela afinal? Brainiac 5 (que aqui ostenta uma relaxada cabeleira) fica obcecado em resolver esse mistério e chega a conclusão de que Sensora é ninguém menos que... Supermoça (grande amor de sua vida e que morreu na Crise Nas Infinitas Terras)! De concreto, no entanto, a única pista que temos é que Sensora também é loira... mas até aí...

Na história secundária, uma simpática conversa entre os dois legionários feitos de energia: Pulsar e Quislet. A criaturinha, que vive dentro de uma espécie de nave miniatura, dá uma lição a Pulsar sobre como ser um ser feito de energia.

domingo, 26 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 196





- Legionnaires Three 1 a 4 (Fevereiro e Maio de 1986)
.
Histórias:
.
* "Future Shock" - Escrita por Keith Giffen e Mindy Newall, desenhada por Ernie Colón.
* "From Hell to Eternity" - Escrita por Keith Giffen e Mindy Newall, desenhada por Ernie Colón
* "... And Then There Were Two" - Escrita por Keith Giffen e Mindy Newall, desenhada por Ernie Colón
* "Countdown" - Escrita por Keith Giffen e Mindy Newall, desenhada por Ernie Colón


A minissérie Legionnaires Three (ou Os Três Legionários), homenageia os três heróis fundadores da Legião dos Super-Heróis: Relâmpago, Satúrnia e Cósmico. Também mostra o vilão Senhor do Tempo mais sádico, tirando o foco de seus infinitos poderes temporais e mostrando mais seu lado ditador e torturador. Os desenhos do portoriquenho Ernie Colón impressionam e mostram uma certa supervisão do desenhista KeithGiffen, que aqui colabora como escritor, tamanha é a similiaridade de certos enquadramentos com a fase mais estilizada do ex-artista oficial da Legião.

O Senhor do Tempo sequestra o filho de Relâmpago e Satúrnia, que estavam recebendo a visita de Cósmico, e os coloca em uma situação onde apenas os três podem agir, sem ajuda e nem mesmo o conhecimento dos outros legionários. Com isso, o trio é obrigado a despistar e enganar seus antigos colegas e até mesmo invadir o Instituto do Tempo para encontrar o bebê.

Nos domínios do Senhor do Tempo, é Relâmpago quem mais sofre nas mãos do vilão, sendo jogado em vários momentos traumáticos de sua carreira, como a morte de seus pais em um acidente com um nave, que é obrigado a testemunhar. A idéia é saber se a sanidade do herói irá resistir a tamanha tortura. Apenas isso. E Relâmpago consegue escapar ileso (apesar de traumatizado), salvando assim seu filho e seus colegas. Com isso, o Senhor do Tempo mostra que seu sadismo em atormentar a Legião está além de qualquer tipo de conquista que ambicione.

sábado, 25 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 195



- Legion of Super-Heroes 19 e 20 (Fevereiro e Março de 1986)
.
Histórias:
.
* "No Good Deed Goes Unpunished" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Greg LaRocque.
* "Freedom Of Choice" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Chuck Patton
* "To Control a World" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Greg LaRocque
* "Night of Madness" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Keith Giffen

Na primeira saga da revista mensal da Legião dos Super-Heróis, o grupo enfrentou o ataque de uma nova Legião dos Supervilões, levando-os a se enfrentarem em outra dimensão. Ao retornar dessa missão, parte do grupo foi desviado dentro do limbo interdimensional e passou por alguns sufocos até conseguirem voltar pra casa. Um desses sufocos foi destruir a criação de um Devorador de Sóis, criatura gigantesca que realmente ameaça planetas fazendo o que seu nome indica, criada por um Controlador, espécie de raça alienígena ultra avançada que dominava o universo.

Esse grupo de legionários perdidos, formado por Camaleão, Etérea, Ultra Rapaz, Transmutador e Violeta, teve essa formação um tanto quanto popularizada... o suficiente para retornarem a outra missão. De certa forma, se a Legião não fosse formada por tantos heróis, esse seria o grupo "mais enxuto" ideal.

Aqui eles são convocados pelo mesmo Controlador que atrapalharam da outra vez, que lhes mostra que a criação do Devorador tinha a intenção de destruir mundos belicosos, como o planeta móvel Tyrraz, um mundo impulsionado por gigantescos maquinários e munido de armas que destruíam ou conquistavam todos os planetas em seu caminho. Esse mundo era também o lar de um antigo inimigo da Legião, o guerreiro Tyr, que os encontra e defende o avanço de seu mundo.

Apesar das boas intenções do Controlador não justificarem a criação de um Devorador de Sóis, a Legião o ajuda a deter o planeta Tyrraz e a derrotar o vilão Tyr. Levam, inclusive, um gigantesco motor feito de matéria e antimatéria que poderia ameaçar o universo (antimatéria era algo que ficou muito popular nos quadrinhos depois da Crise nas Infinitas Terras).

Essas edições também publicavam histórias secundárias, aproveitando o espaço para desenvolver heróis separadamente. Aqui temos uma com o Rapaz Invisível impedindo um assalto no centro médico e a Feiticeira Branca perseguindo monstros místicos que, no final, se mostra apenas uma brincadeira de sua irmã, Sonhadora, para atraí-la a uma festa do Dia das Bruxas.

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 194


- Legion of Super-Heroes 18 (Janeiro de 1986)
.
Histórias:
.
* "Has Anyone Noticed A Crisis Going On?" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Greg LaRocque.

Os reflexos dos últimos episódios de Crise nas Infinitas Terras dão a impressão de ter sido muito mais cruéis com a Legião dos Super-Heróis. Enquanto os heróis do presente enfrentavam o problema de mundos e universos inteiros terem desaparecido, ou melhor, unidos em um único universo, a Legião enfrentou um problema peculiar: se a história estava sendo reescrita no presente, as lembranças dos heróis do futuro seriam apagadas.

Exemplo: Na crise, o legionário Psíquico morre consumido pela onda de antimatéria. Acontece que, quando isso ocorreu, havia uma linha temporal e uma realidade específicas. Quando os universos foram realinhados, esse fato... simplesmente deixou de existir. A sensação horrível que os legionários tiveram era de que faltava um pedaço de suas memórias. Ou seja, tinham ciência de que Psíquico morreu... mas ninguém, no futuro, conseguia se lembrar como foi sua morte.

Além do horror de ter suas memórias sobre o passado (e sobre a História) apagadas, eles ainda tem que enfrentar uma evasão da prisão de segurança máxima de Takron-Galtos, já que a onda de antimatéria chegou aquele ponto do universo. Nesse auxílio. o legionário Tellus deixa o poderoso monstro Validus escapar.

Para piorar, os heróis ainda tem que lidar com a volta do Homem Infinito. Porém, mesmo o mais poderoso inimigo é vítima dos efeitos da Crise... e o Homem Infinito perde todos seus poderes.


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 193

- Legion of Super-Heroes 17 (Dezembro de 1985)
.
Histórias:
.
* "A New Beginning" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Greg LaRocque.

Sonhadora se motra assustada com uma nova previsão em seu sonhos: o financiador da Legião dos Super-Heróis, R.J. Brande será morto! Apesar de praticamente todos os legionários tentarem proteger a vida do bilionário, esse se mostra entediado e não deseja tanto cuidado assim. O fato é que o atentado realmente acontece e os heróis se mostram úteis em deter a ameaça. Tudo indica que o mandante do crime é Leland McCauley, rival financeiro de Brande, que encara tudo como mais uma jogada de negócios... assim como o próprio Brande.

No final, a previsão de Sonhadora não estava incorreta... mas imprecisa. Brande, ainda entediado, decide se mudar para outros planetas... e de forma. Afinal, assim como seu filho legionário, o Camaleão, ele é um durlaniado capaz de mudar de forma e aparência. A "morte" do bilionário, então, não passa de uma mudança de ares e visual temporariamente.

Nos bastidores, Brainiac 5 tenta entender e ajudar o Rapaz Invisível a controlar seus novos poderes de teletransporte.


quinta-feira, 23 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 192


- Legion of Super-Heroes 16 (Novembro de 1985)
.
Histórias:
.
* "Baptism" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Steve Lightle.

Praticamente todos os legionários veteranos estão de licença participando do batismo do filho de Relâmpago e Satúrnia. De plantão ficaram os mais novos membros do grupo... para o desespero do líder Transmutador, que está no batismo, mas preocupadíssimo com os novatos. Sua preocupação só aumenta quando estranhos atentados começam a ocorrer na Terra, sem deixar vestígios na mente dos atacantes (como constata o legionário Tellus).

Apesar do grupo dar conta do recado, a preocupação de Transmutador se baseia na última missão, onde esse mesmo grupo foi capturado pelo vilão Doutor Regulus, que acabou sendo derrotado pelo veterano Solar. Parte do sucesso do novo grupo nessa nova missão fica por conta da misteriosa Sensora, mascarada que só está presente devido a recomendação da legionária fundadora Satúrnia. Ela demonstra uma experiência e segurança que beira a arrogância e causa certa antipatia diante do grupo.

Durante esses acontecimentos, Brainiac 5 chora a morte de sua amada Supermoça, morta pelo Antimonitor durante a Crise nas Infinitas Terras. Essa lembrança é tratada como uma espécie de aniversário dessa morte, uma vez que, pela lógica temporal, passaram-se mil anos desde que ela se foi.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 191


- Legion of Super-Heroes Annual 1 (Outubro de 1985)
.
Histórias:
.
* "Revenge is a Dish Best Served Cold" - Escrita por Keith Giffen e Paul Levitz, desenhada por Keith Giffen.

No primeiro anual da nova série mensal da Legião dos Super-Heróis, existem tantas missões a serem cumpridas que eles deixam um novato decidir qual delas será abordada. E assim, Rapaz Magnético (irmão mais novo de Cósmico, como os mesmos poderes magnéticos que ele) decide ajudar uma colega de academia ao tentar desvendar... quem atirou em Laurel Kent,

Laurel Kent é uma espécie de descendente do Super-Homem que herdou apenas um poder de seu antepassado, a invulnerabilidade. Mesmo assim, ela foi atingida misteriosamente por uma bala feita de kriptonita. Um crime mais do que premeditado, apesar de não ter sido mais fatal.

No decorrer da investigação, os legionários descobrem que existem atentados similares sendo feitos contra descendente ou personalidades que lembram cada um dos membros da Liga da Justiça no passado (lembrando que as aventuras da Legião acontecem exatamente mil anos dos heróis "do presente"). Com isso chegam até um antigo inimigo da Liga... na verdade um robô programado para destruí-los... que está eliminando cada indício de seus antigos alvos, transformando-se numa espécie de assassino serial pré-programado. E é justamente o novato Rapaz Magnético quem resolve a situação utilizando seus poderes e desmantelando a criatura.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 190


- Legion of Super-Heroes 15 (Outubro de 1985)
.
Histórias:
.
* "Hostage On A Hostile Star" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Greg LaRocque

Na primeira missão dos novos membros da Legião dos Super-Heróis, eles são capturados pelo vilão Doutor Regulus. Os antigos membros são obrigados a intervir e tentar resgatar seus novos companheiros, mas o vilão não resiste a um desafio de batalha contra seu mais odiado legionário e arqui-inimigo: Solar.

Em um planetóide em chamas, Solar e Regulus usam suas habilidades similares de controle do fogo para se enfrentarem. No final, é a astúcia do herói quem lhe dá vantagem e a vitória sobre seu mais antigo inimigo.

A sede da Legião dos Heróis Substitutos se torna uma espécie de Museu da Legião dos Super-Heróis. Utilizando o formato da antiga sede da Legião, em formato de um foguete de ponta cabeça, também dá idéia de que o grupo dos Substitutos foi debandado, principalmente pelo fato de Polar, que fazia vezes de líder do grupo, agora ser titular da Legião dos Super-Heróis.

No final da edição, um pensativo Brainiac Cinco se mostra inquieto e inconformado com uma descoberta que ele não sabe explicar bem do que se trata. Na verdade, trata-se dos efeitos da Crise Nas Infinitas Terras, mais especificamente sobre a morte de seu grande amor, a Supermoça, nas mãos do vilão Antimonitor.

Estréia, nessa edição, o desenhista Greg LaRocque como artista regular da série, com um estilo muito parecido com o de Steve Lightle a ponto de confundir os mais desavisados.

domingo, 19 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 189

- Legion of Super-Heroes 14 (Setembro de 1985)
.
Histórias:
.
* "Unto The New Generation" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Steve Lightle

A velha, boa e tradicional seleção de novos candidatos a Legião dos Super-Heróis está de volta. É verdade que não tão boa (e divertida) quanto antigamente, onde personagens com poderes absurdos eram rejeitados unanimemente, mas aqui somos apresentados a novos personagens que, mais para frente, irão ou não cair no gosto do leitor.

Os candidatos dessa vez são Rainha Cometa (já conhecida da Academia da Legião, com poder de vôo e disparos de energia), Rapaz Magnético (irmão do legionário fundador Cósmico, com os mesmos poderes magnéticos deste), Mentalla (capaz de manipular qualquer pessoa mentalmente), Garoto Energia (capaz de gerar qualquer tipo de energia) e Tellus (um anfíbio com poderes telepáticos). Logo após, Polar, membro da Legião dos Heróis Substitutos, entra novamente na fila de candidatos.

No meio da seleção, surge uma ameaça envolvendo um clone do falecido vilão Ontiir e enfrentá-lo meio que serve de batismo de fogo para alguns candidatos. Mas é no meio da batalha que surge uma surpresa. Uma pequena navezinha, mais parecendo um brinquedo, contendo uma massa de energia inteligente que é capaz de entrar em outros maquinários e os dominar. E isso é decisivo para prender o vilão. Os legionários descobrem que a "navezinha" na verdade trata-se do invólucro para a criatura de energia conhecida como Quislet, que veio de outra dimensão e torna-se um forte candidato a legionário.

No final da seleção, Satúrnia usa sua autoridade como fundadora para recomendar uma nova e misteriosa candidata, chamada de Sensora, que não mostra exatamente quais são seus poderes e muito menos seu rosto, escondido por traz de uma colorida máscara.

Os novos legionário, então, foram escolhidos e são: Sensora, Quislet, Tellus, Polar e Rapaz Magnético.

sábado, 18 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 188

- Legion of Super-Heroes 13 (Agosto de 1985)
.
Histórias:
.
* "If You Think Khunds Are Cuddly, You'll Love The Lythyls" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Steve Lightle

Lobo Cinzento e o sensei que treinou o falecido legionário Marcial viajam até o planeta dos Lythyls, uma das mais cruéis e violentas criaturas do universo, para realizar o último desejo do saudoso amigo: plantar uma semente no árido planeta. Fingindo-se de indefesos, o herói e o sensei enfrentam sozinhos diversas raças alienígenas além do desafio de derrotar um poderoso dragão.

No decorrer da missão, a dupla se depara com um jovem tão habilidoso nas artes marciais quanto o falecido legionário. Não só isso. Apesar dele estar no local servindo como uma espécie de segurança (o planeta serve de campo de concentração e tortura), de fato sua índole tem algo de bom a ser treinado. Decidem, então, sequestrá-lo para que se torne o segundo Karate Kid (nome original de Marcial).


sexta-feira, 17 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 187


- Legion of Super-Heroes 12 (Julho de 1985)
.
Histórias:
.
* "The More Things Change" - Escrita por Paul Levitz , desenhada por Steve Lightle
* "The More They Stay The Same" - Escrita por Paul Levitz , desenhada por Ernie Colón

A notícia do momento (inclusive na mídia do futuro) é a eleição para novo líder da Legião dos Super-Heróis. E escolhido foi... Transmutador!

O herói já vinha recebendo um certo destaque dos autores, tanto nas histórias quanto nas capas, principalmente seu romance com a policia Shvaugn que ainda ia dar o que falar...


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 186



- Tales of the Legion of Super-Heroes 324 e 325 (Junho e Julho de 1985)
.
Histórias:
.
* "The Secret of the Dark Circle" - Escrita por Paul Levitz e Mindy Newell, desenhada por Dan Jurgens
* "The Missing Planet Puzzle" - Escrita por Paul Levitz e Mindy Newell, desenhada por Ernie Colón
* "5 To The Infinite Power" - Escrita por Paul Levitz e Mindy Newell, desenhada por Dan Jurgens

A Legião é alertada sobre o ataque do grupo terrorista conhecido como Círculo Negro em vários planetas. Esses ataques tem se mostrado violentos e deixado um rastro de destruição que demonstra que alguém superpoderoso tem ajudado os vilões. Estarrecidos, os legionários descobrem que o autor dos ataques é o daxamita Dev-Em, que até então os estava auxiliando, e é tão poderoso quanto o Superboy.

Quando confrontam o antigo companheiro, descobrem que mais deles existem e que são clones do verdadeiro Dev-Em que foi capturado pelos terroristas. Unindo forças, os legionários conseguem resgatar o herói e derrotar o Círculo Negro.

Essas são as últimas histórias inéditas do título Tales of the Legion of Super-Heroes que, a partir daqui, passa a ser um título de republicações das histórias da Legião. Como despedida também temos uma história solo do Rapaz Invisível.


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 185


- Legion of Super-Heroes 11 (Junho de 1985)
.
Histórias:
.
* "Taking Care of Business: Old Business" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Ernie Colón

* "New Business" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Keith Giffen

Uma curiosa reunião entre Cósmico, Relâmpago e Satúrnia (os três legionários fundadores) os leva até uma prisão na Antártica, onde estão os criminosos que atentaram contra a vida do milionário R. J. Brande. E foi justamente por terem impedido o assassinato de Brande, no passado, que os três receberam financiamento para formar a Legião dos Super-Heróis. Destaque para o filhinho de Relâmpago e Satúrnia, um bebê que adora dar apertões no nariz de quem se aproxima.

A segunda história mostra a origem da Rainha Cometa, uma alienígena que era tiete da Legião ao ponto de idolatrar até mesmo o Saltador, legionário que a encontrou. Tencionando adquirir superpoderes, a garota decidiu ser banhada por um cometa, numa tentativa de imitar a forma com que Ástron ganhou seus poderes. Ela, de fato, ganhou capacidades especiais, tornando-se a Rainha Cometa.


terça-feira, 14 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 184


- Legion of Super-Heroes 10 (Maio de 1985)
.
Histórias:
.
* "Election Day" - Escrita por Paul Levitz, desenhada por Steve Lightle

Próximo as eleições para presidente da Terra, os alienígenas khúndios decidem assassinar os candidatos a essa vaga, além da própria presidente, a mãe do legionário Colossal. Em vários países, os heróis conseguem frustrar os atentados.

O Rapaz Invisível se surpreende ao perceber que a extensão de seus poderes vão muito além do que simplesmente ficar invisível. Quando pressionado por um khúndio, que usa um equipamento para descobrir onde ele está mesmo quando está invisível, concentra-se o bastante para teleportá-los até o espaço sideral, onde o vilão morre devido ao vácuo.


segunda-feira, 13 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 183





- Crisis On Infinite Earths 9 a 12 (Dezembro de 1985 a Março de 1986)

> No Brasil, publicado no especial Crise Nas Infinitas Terras nº 2, pela editora Panini, em dezembro de 2003.
.
Histórias:
.
* "War zone" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "Death at the Dawn of Time" - Escrita por Marv Wolfman e George Pérez, desenhada por George Pérez

* "The Monitor Tapes" - Escrita por Marv Wolfman e George Pérez, desenhada por George Pérez

* "Aftershock" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "Final Crisis" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

CRISE NAS INFINITAS TERRAS (Parte 3)

O Multiverso foi destruído restando apenas UM universo. Melhor dizendo, onde haviam vários mundos paralelos, agora há apenas um misturando algumas características dos outros.

Na reta final da Crise Nas Infinitas Terras, a Legião dos Super-Heróis teve pouco destaque, para não se dizer que nem mesmo apareceram nos capítulos finais. Tavez isso se deva justamente ao fato de se unificar/colocar em ordem a mistura de espaço tempo que havia até então. Da mesma forma que agora há apenas uma Terra, um local, a saga também foi centralizada no que diz respeito ao tempo, ou seja, é focada mais no presente e nos personagens que nele estão, deixando fatos futuros (ou personagens futuros) no seu devido tempo.

A única excessão vem de um inimigo da Legião, Validus, que parece se destacar quando em suas curtas aparições. Mesmo calado (o vilão fala muito pouco, quando muito grunhe), sua presença chama a atenção talvez por seu visual incomum, sendo um gigantesco monstro com o cérebro exposto. Quem não estava habituado com as histórias da Legião, passou a ter curiosidade em conhecer esse personagem a partir de então.

Com a derrota do vilão (o Antimonitor), a editora DC Comics conseguiu colocar sua infinidade de personagens (e realidades) em ordem, tendo um novo ambiente para desenvolver as histórias de seus personages como se estivessem partindo do zero. Essa reformulação seria sentida nos próximos meses quando nomes de renome da indústria dos quadrinhos reapresentariam personagens clássicos (e outros um tanto obscuros) partindo do ponto de se REcontar suas origens.


domingo, 12 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 182





- Crisis On Infinite Earths 5 a 8 (Agosto a Novembro de 1985)

> No Brasil, publicado no especial Crise Nas Infinitas Terras nº 1 e 2, pela editora Panini, em novembro e dezembro de 2003.
.
Histórias:
.
* "Worlds In Limbo" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "3 Earths! 3 Deaths!" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "Beyond the Silent Night" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "A Flash Of the Lightning" - Escrita pro Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

CRISE NAS INFINITAS TERRAS (Parte 2)

Tudo parecia perdido... até que o Monitor se sacrificou para salvar dois universos inteiros. Porém, as realidades ainda correm perigo e heróis são convocados para atacar o vilão responsável pela destruição da onda de antimatéria, conhecido como Antimonitor, em sua própria dimensão.

Nessa nova fase da saga, Vésper é deixada um pouco de lado, mas outro legionário contribui com sua presença: Bloko. Quanto a ofensiva na dimensão do Antimonitor, um universo teoricamente feito de antimatéria, quem comparece juntamente aos maiores heróis é Pulsar. Não é dada maiores explicações sobre a escolha, mas leve-se em conta que o corpo desse legionário também é feito de antimatéria, o que poderia ser útil em batalha.

Mas o maior acontecimento nessa ofensiva é a morte da personagem Supermoça, que é destroçada pelo vilão. Um triste fim para esta ex-legionária, que havia se afastado do grupo para se dedicar a seu próprio tempo. E, é claro, Brainiac 5, sempre apaixonado pela heroína, é quem fica mais transtornado com essa perda e agora se dedica como nunca para tentar resolver a Crise.

Notável também a morte de outro clássico personagem nessa saga: o velocista Flash.


sábado, 11 de setembro de 2010

LEGIÃO DOS SUPER-HERÓIS - Parte 181





- Crisis On Infinite Earths 1 a 4 (Abril a Julho de 1985)

> No Brasil, publicado no especial Crise Nas Infinitas Terras nº 1, pela editora Panini, em novembro de 2003.
.
Histórias:
.
* "The Summoning" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "Time and Time Again" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "Oblivion Upon Us" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

* "And Thus Shall The World Die" - Escrita por Marv Wolfman, desenhada por George Pérez

CRISE NAS INFINITAS TERRAS (Parte 1)

Para comemorar seus 50 anos, a editora DC Comics decide colocar a casa em ordem com a infinidade de personagens que possuía. Mais que isso... A infinidade de "Terras" paralelas que possuía. No começo, parecia uma boa idéia criar um mundo paralelo onde versões diferentes dos mesmos personagens habitavam. Por exemplo, na Terra Ativa vivia o Superman como o conhecemos hoje e na Terra Paralela vivia um Superman mais velho que é o mesmo herói que surgiu na década de 30. Isso, de certa forma, explicava porque os personagens pareciam não envelhecer.

Mas... a coisa tomou uma proporção descontrolada e surgiram versões malignas, animais, raciais... e o que a imaginação dos autores de quadrinhos pudessem criar. Parecia divertido no começo. Só que a editora começou a se preocupar com sua continuidade (algo que era mais organizado na sua concorrente, a Marvel) e ia ficar difícil administrar todos esses mundos.

Em Crise nas Infinitas Terras vemos uma onda de antimatéria corroer o tempo e espaço de várias dessas dimensões, avançando para destruir TODAS elas. Isto orquestrada por um misterioso vilão, inimigo do Monitor, personagem que havia até então aparecido nas sombras das revistas dos heróis DC (inclusive na Legião, onde ajudou o vilão Universo). A ajuda do Monitor serviu para testar os vários personagens de vários mundos e linhas temporais, afim de montar uma equipe capaz de deter o avanço dessa ameaça. E uma das escolhidas foi a legionária Vésper. Não por ser a mais poderosa (a palavra aqui era diversidade) mas, talvez, por seus poderes de rastreamento, capaz de localizar o inimigo em pleno espaço sideral. Como primeira missão ela é enviada para o futuro apocalíptico do herói Kamandi.

No futuro da Legião, a onda de antimatéria avança cada vez mais sem que eles possam nada fazer. Um dos legionários que primeiro tombam, corroído pela antimatéria, é o Psíquico, personagem que nem mesmo havia se tornado um legionário tão ativo assim e, talvez por isso, tenha sido escolhido para ser "apagado" da existência.

No final da quarta edição, as principais Terras são finalmente engolfadas pela antimatéria.

Continua?